2034

Prefeitura Municipal de Planalto

Pular para o conteúdo

Gastos com precatórios trabalhistas dificultam investimentos em outros setores no município de Planalto.

Fonte: ASCOM
12/02/2020 às 07h36

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Em um período que prolonga a crise financeira nos municípios, com queda de receita registrada a cada ano, a Prefeitura de Planalto ainda enfrenta gastos altíssimos com pagamento de precatórios trabalhistas.

Somente de janeiro 2019 a janeiro 2020, foi paga pela Prefeitura a importância de R$ 2.215.333,88 (Dois milhões e duzentos e quinze mil e trezentos e trinta e três reais e oitenta e oito centavos), decorrentes de ações judiciais.

Os altos valores confiscados pela justiça inviabilizam o investimentos em diversas áreas no município, principalmente em infraestrutura urbana: pavimentação, drenagem de ruas com pontos de alagamento, reformas de prédios e praças públicas, previstos no Plano de Governo da atual gestão.

O impacto mais recente foi o bloqueio judicial ocorrido nessa segunda-feira, 10 de fevereiro, no valor de R$ 267.983,31 (duzentos e sessenta e sete mil e novecentos e oitenta e três reais e trinta e um centavos) na conta do Fundo de Participação do Município, dificultando a realização de algumas ações planejadas para o semestre, com recursos próprios.

O município ainda possui inúmeras ações trabalhistas em andamento, com programação de precatórios provenientes de exercícios anteriores, restando prejudicado o planejamento de ações em diversas áreas. Se a Prefeitura não tivesse um dos maiores passivos trabalhistas do Estado, poderia aplicar esses recursos em obras a benefício da população em geral.