2034

Prefeitura Municipal de Planalto

Pular para o conteúdo
Última atualização: 20 maio 2024 às 10:00:45
|
Prefeitura Municipal de
Planalto


Programas, Projetos e Ações


Nesta seção o cidadão encontra à implementação, acompanhamento e resultados dos programas, projetos e ações dos órgãos e entidades públicas, bem como metas e indicadores propostos

Utilize o(s) campo(s) abaixo para pesquisar

Foram encontrados 295 resultados para a pesquisa.

Órgão: Secretaria de Assistência Social

Inicio da Campanha Maio Laranja


Número: 120

Responsável: SMDS, CRAS, CREAS E SCFV

Descrição: A campanha tem como objetivo falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para as crianças e adolescentes, trabalhando de forma lúdica e criativa levando jogos e músicas sobre o tema Maio Laranja.

Metas: Com o objetivo de mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento contra a violação dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, 18 de maio foi estabelecido como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência. O símbolo da campanha é uma flor de cor laranja. Dentro deste contexto, o mês de maio ficou conhecido como Maio Laranja.


Inauguração da Casa de Acolhimento


Número: 119

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: No dia 03 de maio de 2024 inaugurou-se a Casa de Acolhimento para Crianças e Adolescentes Renilde Amaral Souza de Melo.

Metas: A inauguração deste espaço representa um marco crucial em nossa comunidade, preenchendo uma necessidade vital e demonstrando o compromisso da gestão com o bem-estar das crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade. Esta iniciativa é mais simples do que uma abertura, é um passo firme em direção a um futuro mais promissor para nossa cidade, onde os jovens podem encontrar apoio, orientação e esperança.

Informações Adicionais: Os principais objetivos dos serviços de acolhimento são: acolher e garantir proteção integral; prevenir o agravamento de situações de negligência, violência e ruptura de vínculos; restabelecer vínculos familiares; possibilitar a convivência comunitária; promover acesso à rede socioassistencial, aos demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos e às demais políticas públicas setoriais; fortalecer a autonomia; promover o acesso a programações culturais, de lazer e esporte.


Visita do Grupo Melhor idade de Planalto ao Grupo


Número: 118

Responsável: SCFV, CRAS E SMDS

Descrição: No dia 18 de abril o Grupo da Melhor idade Planalto realizou um momento de interação com o Grupo Melhor idade da cidade de Poções.

Metas: Este momento teve como finalidade estreitar os lações entre os grupos dos munícipios, onde os dois tem os mesmos objetivos, valorizar a cultura e promover o envelhecimento ativo e saudável.


SOCIAL EM AÇÃO (Povoado do Geribá)


Número: 117

Responsável: SCFV, CRAS, CREAS, RG e BPC

Descrição: No dia 27 de março a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, realizará atendimentos no Geribá.

Metas: Esta ação visa facilitar o acesso à alguns serviços da população que mora na Zona Rural e por algum motivo não conseguem vir até a sede para utilizarem os mesmos.

Informações Adicionais: Serviços Ofertados: - Atendimento Social; - Emissão de RG; Documentos necessários: Certidão de Nascimento ou Casamento; Levar Foto 3x4 atualizada; CPF e RG; Taxa de R$48,35 para 2ª via. - Orientação sobre o BPC; - Inscrição do Programa Criança Feliz.


SOCIAL EM AÇÃO (Povoado do Cuminho)


Número: 116

Responsável: CRAS, CREAS, BPC, RG, Bolsa Família e SCFV

Descrição: No dia 20 de março a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, realizará atendimentos no povoado do Cuminho.

Metas: Esta ação visa facilitar o acesso à alguns serviços da população que mora na Zona Rural e por algum motivo não conseguem vir até a sede para utilizarem os mesmos.

Informações Adicionais: Serviços Ofertados: - Atendimento Social; - Emissão de RG; Documentos necessários: Certidão de Nascimento ou Casamento; Levar Foto 3x4 atualizada; CPF e RG; Taxa de R$48,35 para 2ª via. - Orientação sobre o BPC; - Atendimento do Bolsa Família.


Curso de Corte e Costura na Comunidade Quilombola


Número: 115

Responsável: CRAS E SCFV

Descrição: É em cursos como esse que você vai aprender as técnicas corretas para tirar as ideias mais criativas do papel, aprendendo a trabalhar melhor com curvas e dimensões do corpo em diferentes tipos de tecido. Você aprenderá técnicas de modelagem como fazer franzidos, penses assimétricas, pregas e tantas outras combinações.

Metas: A Secretaria de Desenvolvimento Social está promovendo um Curso de Corte e Costura para mulheres na Comunidade Quilombola do Cinzento e Pendanga, com o intuito de ajudar as mulheres que desejam se profissionalizar na produção de roupas, acessórios e demais peças de vestuário. Para isso, a formação prepara o aluno para conhecer os diferentes tipos de tecido, além das características usuais de cada um.

Informações Adicionais: Independente da situação, um curso de corte e costura sempre vai ampliar seu conhecimento. Essa é a melhor oportunidade para aprender novas técnicas, aperfeiçoar as que você já sabe e, no geral, agregar recursos para fazer o seu serviço ainda mais profissional.


Reunião Ordinária do CIB


Número: 114

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: A secretária de Desenvolvimento Social de Planalto, Joelma Pereira, participou de primeira reunião ordinária de 2024 da comissão intergestores-CIB, que aconteceu em Salvador.

Metas: Espaço de articulação e pactuação entre os entes, que objetiva orientar, regulamentar e avaliar os aspectos operacionais da descentralização da saúde. Integrada por representantes do governo estadual e municipal.

Informações Adicionais: É uma instância de negociação e pactuação, por consenso, entre os gestores da política de assistência social do estado e municípios, com a finalidade de assegurar a pactuação dos aspectos operacionais da gestão do sistema descentralizado e participativo da assistência social. Foi instituída pela Portaria nº 124, DOE de 03 de agosto de 1999. É constituída por 12 representantes estaduais, sendo seis titulares e seis suplentes, indicados pelo(a) Secretário(a) do órgão gestor, e por 12 representantes das Secretarias Municipais de Assistência Social, sendo seis titulares e seis suplentes, indicados pelo Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência social – COEGEMAS. O representante municipal de assistência social da capital do Estado é membro nato entre os gestores municipais. O suplente da capital será o adjunto do gestor ou seu substituto legal. As indicações dos titulares e suplentes devem contemplar a representação de todas as regiões do Estado e portes dos municípios definidos na NOBSUAS. Os gestores titulares e seus suplentes são de municípios do mesmo porte e de regiões diferentes. A CIB reúne-se uma vez por mês e, extraordinariamente, quando necessário. As reuniões da CIB são espaços de participação aberta. As pactuações decorrentes das reuniões são oficializadas através de resoluções e publicadas no Boletim Interno da SEDSDH ou no Diário Oficial do Estado - DOE.


Posse dos Conselheiros Tutelares


Número: 113

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: A Prefeitura Municipal de Planalto e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) deram posse aos conselheiros tutelares que atuarão no quadriênio 2024-2027

Metas: Esta nova gestão marca a renovação no quadro de conselheiros tutelares atuando na cidade, com um novo colegiado, composto por cinco membros. A Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Planalto, deu posse aos novos conselheiros tutelares, que ocorre após o processo eleitoral, no qual os candidatos são escolhidos pela comunidade.

Informações Adicionais: Criado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo que zela pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. A missão institucional consiste em representar a sociedade na defesa dos direitos da população infanto-juvenil, como o direito à vida, à saúde, à educação, ao lazer, à liberdade, à cultura e à convivência familiar e comunitária. A atuação ocorre em parceria com escolas, organizações sociais e serviços públicos.


Capacitação com os novos Conselheiros Tutelares


Número: 112

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: Foi realizada a Capacitação para os membros do Conselho tutelar e rede de atendimento na Secretaria de Assistência Social do Município. O evento foi destinado aos conselheiros tutelares, conselheiros do CMDCA, gestão, técnicos, educadores e coordenadores do CRAS, CREAS, Bolsa Família, Serviço de acolhimento e Rede de atendimento.

Metas: Este projeto justifica-se a partir da necessidade de capacitação continuada dos conselheiros tutelares que atuam na área de proteção e promoção dos direitos da criança e do adolescente.

Informações Adicionais: A escolha do Conselho Tutelar, como ponto de análise das políticas sociais voltadas para infância e adolescência no Brasil, justifica-se por ser este órgão pertencente à administração pública, o responsável pelo atendimento direto à população e pela aplicação da legislação de proteção da criança e do adolescente, a partir da visualização destas como Sujeitos de Direitos e do consequente processo sócio-político internacional de criação e execução de leis e instituições que passaram a assegurar a participação conjunta do Estado, da família e da sociedade na resolução de problemas que ultrapassam a fronteira do privado-íntimo, interferindo no bem estar de crianças e adolescentes. Diante desta nova perspectiva de direitos, o Conselho Tutelar tem como atribuição a execução de políticas públicas implementas pelo Estado, que visam assegurar a integridade física e mental de crianças e adolescentes, consideradas pessoas em desenvolvimento, especialmente as que sejam vítimas de qualquer tipo de violação de seus direitos.


Encerramento da Semana do Bebê


Número: 111

Responsável: CRAS

Descrição: A Semana do Bebê é uma das estratégias de mobilização social pela primeira infância mais bem-sucedidas do Brasil. O seu principal objetivo é tornar o direito a sobrevivência e desenvolvimento de crianças até 6 anos prioridade absoluta na agenda dos municípios brasileiros.

Metas: A Secretária Municipal explicou que a Semana do Bebê tem como objetivo fortalecer ações relacionadas ao cuidado, promoção, prevenção e assistência à criança no município. Isso abrange áreas como saúde, educação, desenvolvimento social e direitos humanos.

Informações Adicionais: A semana do bebê é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social pela Primeiríssima infância que tem como objetivo principal a atenção à primeira infância como prioridade nas políticas públicas brasileiras. O período, que vai dos 0 aos 6 anos de idade, é importante para o desenvolvimento individual das crianças, e como consequência, para o crescimento do país e a redução da desigualdade social, como apontam diversos estudos.


Palestras sobre consciência negra


Número: 110

Responsável: CREAS, CRAS E SCFV

Descrição: "Consciência negra é um termo que ganhou notoriedade na década de 1970, no Brasil, em razão da luta de movimentos sociais que atuavam pela igualdade racial, como o Movimento Negro Unido. O termo é, ao mesmo tempo, uma referência e uma homenagem à cultura ancestral do povo de origem africana, que foi trazido à força e duramente escravizado por séculos no Brasil. É o símbolo da luta, da resistência e a consciência de que a negritude não é inferior e que o negro tem seu valor e seu lugar na sociedade."

Metas: "A consciência negra é isto: um misto de conscientização da importância do preto na sociedade, do reconhecimento do valor, da cultura e da luta de pessoas pretas que não se calaram e levantaram a cabeça contra o racismo. Apesar do protagonismo negro nessa consciência — que mais do que uma ideia ou conceito, é uma espécie de prática que dá “movimento” aos movimentos sociais —, podemos esperar que, a partir do choque com a consciência negra, as pessoas brancas repensem suas práticas."

Informações Adicionais: "Muitas pessoas, erroneamente, dizem que não se deve celebrar a consciência negra, e sim a consciência humana. Isso, no entanto, é uma ideia que pode até ter surgido com boas intenções, mas acabou prestando um desserviço à luta contra o racismo e a favor da igualdade racial. Historicamente a sociedade sustentou-se por meio de uma relação desigual entre pessoas por vários fatores. Os principais fatores de desigualdade são: gênero; cor da pele; sexualidade; condição socioeconômica."


Palestra com os Usuários do CREAS sobre Violência


Número: 109

Responsável: CREAS

Descrição: Desenvolver ações e contribuir para a ampliação da rede de atendimento às mulheres e enfretamento à violência doméstica e familiar; elaborar e difundir relatório sobre os projetos e programas institucionais do MP brasileiro na defesa das mulheres em situação de violência doméstica e familiar.

Metas: Violência contra a mulher é qualquer tipo de ação danosa física, sexual, psicológica, patrimonial ou moral cometida pelo fato de o alvo ser uma mulher.

Informações Adicionais: Quando falamos em violência contra a mulher, pensamos apenas em agressões físicas. No entanto, os tipos de violência praticados contra mulheres não se resumem à agressão que resulta em lesão corporal. A Lei Maria da Penha, que cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher, discrimina cinco formas de violência, entre outras. São eles: I – a violência física, entendida como qualquer conduta que ofenda sua integridade ou saúde corporal; II – a violência psicológica, entendida como qualquer conduta que lhe cause dano emocional e diminuição da autoestima ou que lhe prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar suas ações, comportamentos, crenças e decisões, mediante ameaça, constrangimento, humilhação, manipulação, isolamento, vigilância constante, perseguição contumaz, insulto, chantagem, ridicularização, exploração e limitação do direito de ir e vir ou qualquer outro meio que lhe cause prejuízo à saúde psicológica e à autodeterminação; III – a violência sexual, entendida como qualquer conduta que a constranja a presenciar, a manter ou a participar de relação sexual não desejada, mediante intimidação, ameaça, coação ou uso da força; que a induza a comercializar ou a utilizar, de qualquer modo, a sua sexualidade, que a impeça de usar qualquer método contraceptivo ou que a force ao matrimônio, à gravidez, ao aborto ou à prostituição, mediante coação, chantagem, suborno ou manipulação; ou que limite ou anule o exercício de seus direitos sexuais e reprodutivos; IV – a violência patrimonial, entendida como qualquer conduta que configure retenção, subtração, destruição parcial ou total de seus objetos, instrumentos de trabalho, documentos pessoais, bens, valores e direitos ou recursos econômicos, incluindo os destinados a satisfazer suas necessidades; V – a violência moral, entendida como qualquer conduta que configure calúnia, difamação ou injúria.


Audiência Pública sobre o lançamento do Projeto Pa


Número: 108

Responsável: CREAS

Descrição: As audiências públicas são reuniões realizadas pelas comissões com a participação de cidadãos, órgãos e entidades públicas ou civis para instruir a análise de alguma proposição em tramitação na Câmara ou para tratar de questão de interesse público relevante que esteja dentro dos temas reservados para a comissão.

Metas: A polícia Militar em parceria com a prefeitura, Ministério Público, Judiciário, vem trazendo a comunidade a apresentação do projeto patrulha preventiva para melhorar o fluxo de violências nas escolas e nas famílias do nosso município.

Informações Adicionais: A audiência pública pode acontecer tanto no prédio da Câmara quanto fora dele, nas diferentes regiões do município, mediante requerimento de qualquer vereador.


Roda de conversa sobre Consciência Negra


Número: 107

Responsável: SCFV

Descrição: A Consciência Negra é uma data celebrada no dia 20 de novembro e foi criada ainda em 2003, como uma efeméride do calendário escolar a partir da Lei 10.639, que incluiu o ensino de história e cultura afro-brasileira no currículo das escolas. A data foi oficializada oito anos depois e foi escolhida como uma homenagem a Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares.

Metas: A data tem sido dedicada a promover debates sobre temas de interesse da comunidade negra. “É importante garantir um espaço para debater e refletir o quanto o racismo estrutural prejudica a população negra e propor agendas para o combate na instituição e na sociedade.

Informações Adicionais: A ideia é aproveitar o Dia da Consciência Negra (20) para estimular a reflexão sobre o racismo e às desigualdades sociais que fazem parte da realidade da comunidade.


Projeto Patrulha Preventiva


Número: 106

Responsável: CRAS

Descrição: A 79ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) lançou na sexta-feira (10) o projeto Patrulha Preventiva na cidade de Planalto, com a colaboração da Prefeitura Municipal e apoio do Ministério Público e do Judiciário local.

Metas: A iniciativa visa reforçar a segurança pública com ações de policiamento mais próximas à comunidade, especialmente no combate à violência contra mulheres e à criminalidade de forma ampla.

Indicadores: O Major PM Lima Júnior ressaltou que o projeto não só reforçará a presença policial ostensiva, mas também fortalecerá o laço com a comunidade para melhor responder às suas necessidades de segurança. Ele enfatizou que a Patrulha Preventiva terá um foco especial em atender ocorrências envolvendo escolas e mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

Informações Adicionais: Entre as atividades programadas estão palestras e apresentações em escolas, abordando temas como prevenção ao bullying, conscientização sobre drogas e violência doméstica, destacando a importância da segurança no ambiente escolar. O evento contou com a presença do comandante da 79ª CIPM, Major PM Lima Júnior, e outras autoridades como o subcomandante, Cap PM Fabiano, o Ten PM Oséias Varges e o prefeito de Planalto, Cloves Andrade, além dos membros da equipe da Patrulha Preventiva.


Palestra causas e prevenção sobre drogas


Número: 105

Responsável: CRAS

Descrição: Esta ação visa chamar a atenção para um problema que afeta milhões de pessoas em todo o mundo, causando danos à saúde física e mental, à família, ao trabalho e à sociedade. O consumo de drogas é um fenômeno complexo e multifatorial, que envolve aspectos biológicos, psicológicos, sociais e culturais.

Informações Adicionais: O uso de drogas é um mal social que atinge todo o mundo, e aqui no Brasil a situação não é diferente. Atualmente, de acordo com pesquisa da Universidade Federal de São Paulo, o Brasil é o maior consumidor de crack do mundo e o segundo maior de cocaína.


Ação Semana do bebê


Número: 104

Responsável: CRAS

Descrição: A Semana do Bebê é uma das estratégias de mobilização social pela primeira infância mais bem-sucedidas do Brasil.

Metas: O seu principal objetivo é tornar o direito a sobrevivência e desenvolvimento de crianças até 6 anos prioridade absoluta na agenda dos municípios brasileiros.

Informações Adicionais: A Semana do Bebê tem como objetivo fortalecer ações relacionadas ao cuidado, promoção, prevenção e assistência à criança no município. Isso abrange áreas como saúde, educação, desenvolvimento social e direitos humanos.


Realização de palestra do CREAS em parceria com SC


Número: 103

Responsável: CREAS e SCFV

Descrição: A sexualidade na terceira idade ainda é um tabu, inclusive entre os profissionais de saúde e os próprios idosos. Mas a verdade é que a vida sexual não se encerra com o envelhecimento, por isso, precisamos falar mais sobre este assunto. Afinal, ter uma vida sexual ativa também faz parte da qualidade de vida.

Metas: Compreender as percepções do idoso e da família sobre a sexualidade na terceira idade nos dias atuais. Portanto o tema nos faz refletir que idosos, assim como os jovens sentem necessidade de sexo e não tem como prioridade o ato em si, e sim tratar a sexualidade como forma de receber e retribuir afeto e carinho, fazendo com que se sintam capazes de despertar desejos.


Curso de Ponto Russo


Número: 102

Responsável: SCFV

Descrição: O Ponto Russo é uma técnica que permite a criação de peças artesanais incríveis. Seu toque em relevo confere sofisticação, elegância e beleza às produções, tornando-as muito versáteis. É possível aplicar essa técnica em fraldas, tapetes, roupas e diversos outros tecidos

Metas: Uma aprendizagem que faz bem aos olhos pela beleza das peças e ao cérebro, que possibilita esquecer os problemas, também, pelo contato com os colegas e pelo trabalho em grupo. Além disso, o artesanato auxilia no combate ao estresse, depressão e alivia os sintomas, já que é qualificado como uma técnica de relaxamento. "O objetivo foi de melhorar a autoestima dos participantes, além de promover a inclusão no mercado de trabalho a partir de novas oportunidades de geração de renda".


Ação Voluntária da Fisioterapia para o Grupo da Me


Número: 101

Responsável: SCFV e Fisioterapia

Descrição: Mobilização passiva e ativa, mostrando para os idosos como a fisioterapia pode melhorar a saúde e quais os outros benefícios que ela traz.

Metas: Fisioterapia na saúde do idoso é uma especialidade que atua no processo de envelhecimento, desde a prevenção de patologias como doenças específicas, tais como: doenças neurológicas (“derrame”, Doença de Parkinson, esclerose múltipla), doenças cardiopulmonares (“pressão alta”, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), doenças psíquicas (Doença de Alzheimer e demências em geral), músculo esqueléticas (artrose, artrite, hérnia de disco, tendinites, bursites, fraturas), distúrbios do equilíbrio, quedas entre outras.

Informações Adicionais: O objetivo do fisioterapeuta especialista nesta área é sempre preservar ou restaurar a funcionalidade, autonomia e independência da pessoa idosa por meio de abordagens e condutas globais, sempre considerando aspectos de origem biológica, psicológica e social de cada indivíduo


Projeto dia das crianças: Brincar, proteger e cuid


Número: 100

Responsável: PIS e SCFV

Descrição: Promover o desenvolvimento integral e saudável de crianças por meio do estímulo à brincadeira, fortalecimento e habilidades, enquanto fomenta a importância do lazer e da interação lúdica na infância.

Metas: Comemorar o Dia das Crianças é uma maneira de homenageá-las, fortalecendo a afetividade na escola, que vai além de ensinar os conteúdos curriculares, vínculos são cultivados, proporcionando uma aprendizagem mais significativa e tornando um ambiente mais acolhedor.


Realização de Estudo para os Técnicos sobre o capa


Número: 99

Responsável: Técnicos do CREAS

Descrição: O Programa Nacional de Capacitação do Sistema Único de Assistência Social (CapacitaSUAS) tem o objetivo de garantir oferta de formação e capacitação permanente para profissionais, gestores, conselheiros e técnicos da rede socioassistencial do SUAS para a implementação das ações dos Planos de Educação Permanente.

Metas: O CapacitaSUAS contempla ações de capacitação e formação, de acordo com a Política Nacional de Educação Permanente do SUAS, que devem impactar na carreira do trabalhador do SUAS, além potencializar e dar visibilidade a novas práticas profissionais.


Palestra na Escola Municipal Davina Lins


Número: 98

Responsável: CREAS

Descrição: Realizar uma palestra pra adolescentes com a faixa etária de 10 a 11 anos abordando o tema: A adolescência e sua sexualidade.

Metas: A educação sexual é uma das formas mais eficazes de prevenir e enfrentar o abuso sexual contra crianças e adolescentes. Ensinar, desde cedo e com abordagens apropriadas para cada faixa etária, conceitos de autoproteção, consentimento, integridade corporal, sentimentos e a diferença entre toques agradáveis / bem-vindos e toques que são invasivos / desconfortáveis é fundamental para aumentar as chances de proteger crianças e adolescentes de possíveis violações.

Informações Adicionais: O diálogo sobre temas que envolvem sexualidade pode trazer muitos benefícios para a saúde sexual, física e emocional de crianças e adolescentes. Saber a hora e a melhor maneira de falar sobre sexualidade com as crianças e adolescentes é muito importante. Respeitar as fases de crescimento e o que abordar em cada uma delas pode ajudar a evitar equívocos na maneira de lidar com a questão, respeitando formas de expressão da sexualidade, sem reprimi-las, e empoderando meninas e meninos sobre o seu próprio corpo.


Reunião em Parceria com a saúde para falar sobre a


Número: 97

Responsável: CREAS e SAÚDE

Descrição: Outubro Rosa: prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. O mês de Outubro já é conhecido mundialmente como um mês marcado por ações afirmativas relacionadas à prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.

Metas: Realizar uma reunião com rede de apoio para um estudo de caso Educacional e abordar o tema do mês.

Informações Adicionais: O objetivo da campanha é compartilhar informações sobre o câncer de mama e, mais recentemente, câncer do colo do útero, promovendo a conscientização sobre as doenças, proporcionando maior acesso aos serviços de diagnóstico e contribuindo para a redução da mortalidade.


Realização de Estudos de caso com a equipe técnica


Número: 96

Responsável: CREAS e CAMVI da cidade de Poções

Descrição: Reunião da equipe técnica do CREAS em Parceria com a CAMVI- Centro de Apoio a Mulheres Vítimas de Violência.

Metas: Contribuir com ideias para forma Lúdica e dinâmica realizar projetos para fortalecimentos de vínculos com as famílias. O nosso objetivo é conhecer o local para melhor ouvir, acompanhar e orientar as mulheres vítimas da Violência Contra a Mulher sancionada a Lei 14.448/2022.


Parceria com a Educação para falar sobre a campanh


Número: 95

Responsável: CREAS

Descrição: Campanha Setembro Amarelo conscientiza sobre a prevenção ao suicídio. Durante todo este mês, a campanha 'Setembro Amarelo' chama a atenção para a prevenção ao suicídio. O lema deste ano é "Se precisar, peça ajuda!". Setembro Amarelo é o mês (de 1 a 30 de setembro) dedicado à prevenção do suicídio. Trata-se de uma campanha, que teve início no Brasil em 2015, e que visa conscientizar as pessoas sobre o suicídio, bem como evitar o seu acontecimento.

Metas: Realizar uma reunião com a rede de apoio para um estudo de caso Educacional, e abordar o tema do mês.

Informações Adicionais: O suicídio é uma triste realidade que atinge o mundo todo e gera grandes prejuízos à sociedade. De acordo com a última pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde - OMS em 2019, são registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, sem contar com os episódios subnotificados, pois com isso, estima-se mais de 01 milhão de casos. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia.


Palestra para famílias acompanhadas pelo PIS


Número: 94

Responsável: SCFV, CRAS e Educação

Descrição: Realizar uma roda de conversa interativa com as famílias acompanhadas pelo PIS e PAIF na zona rural, abordando o tema Suicídio na Adolescência.

Metas: É importante falar sobre o assunto para que as pessoas que estejam passando por momentos difíceis e de crise busquem ajuda e entendam que a vida sempre vai ser a melhor escolha. Se informar para aprender e ajudar o próximo é a melhor saída para lutar contra esse problema tão grave.


Social em Ação (Baixa do Facão)


Número: 93

Responsável: Secretaria de Assistência Social e Setor do RG

Descrição: No dia 19 de setembro a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do setor do RG, realizará atendimentos na Baixa do Facão.

Metas: Essa ação visa facilitar a emissão de RG para a população que mora nesta localidade, que muitas vezes não consegue se deslocar até a sede para a emissão deste documento.

Informações Adicionais: Documentos necessários para a emissão de RG: - Certidão de Nascimento ou Casamento; - Levar Foto 3x4 atualizada; - CPF e RG; - Taxa de 46,19 para 2ª via. 1ª primeira via no estado da Bahia é gratuito.


Realização de estudo para os Técnicos sobre o Capa


Número: 92

Responsável: CREAS

Descrição: O CapacitaSUAS contempla ações de capacitação e formação, de acordo com a Política Nacional de Educação Permanente do SUAS, que devem impactar na carreira do trabalhador do SUAS, além potencializar e dar visibilidade a novas práticas profissionais.

Metas: O Programa Nacional de Capacitação do Sistema Único de Assistência Social (CapacitaSUAS) tem o objetivo de garantir oferta de formação e capacitação permanente para profissionais, gestores, conselheiros e técnicos da rede socioassistencial do SUAS para a implementação das ações dos Planos de Educação Permanente.


Reunião Interdisciplinar


Número: 91

Responsável: CRAS (PAIF E PIS)

Descrição: Aperfeiçoamento, troca de saberes, em atendimento e demandas do serviço, buscando cada vez mais um só objetivo em comum.

Metas: A reunião serviu para discutir assuntos relacionados ao setor do CRAS, com o objetivo de melhorar o atendimento e o trabalho em equipe.

Informações Adicionais: Reunião é o ato e o resultado de reunir (agrupar, associar, aglutinar, acoplar ou acumular). O uso mais habitual do conceito está associado ao grupo de indivíduos que se junta, seja de forma espontânea ou organizada, por algum motivo.


Encontro com o grupo de gestantes


Número: 90

Responsável: CRAS (PIS)

Descrição: O objetivo da Secretaria de Desenvolvimento Social, por meio do CRAS, em parceria com a Secretaria da Saúde, ao realizar o Encontro é acompanhar de perto as gestantes do município, dando amparo emocional, tirando dúvidas, promovendo trocas de experiências e repassando informações importantes neste período. Durante os eventos, as futuras mamães também recebem orientações de profissionais sobre modificações e desconfortos da gestação, alimentação, trabalho e tipos de parto, ser mãe, cuidados com a criança pequena, trabalho corporal na gravidez, parto e pós-parto, entre outras.


Palestra sobre saúde do idoso (Parafuso, Cajazeira


Número: 89

Responsável: SCFV

Descrição: A palestra para idosos pode oferecer muitos benefícios variados, criamos um ambiente e fazemos uma aproximação com amor. E ao agir assim colhemos muitos benefícios, como por exemplo: Estímulo aos comportamentos positivos; Melhora em sua autopercepção; Aumento da motivação; Garantia de troca de experiências; Diminuição do estresse e ansiedade; Melhora da sua qualidade de vida. Compreendemos que a despeito da idade é dever de todo ser humano cultivar o respeito, o cuidado e o amor próprio. E propor ao próximo uma vida mais feliz e equilibrada com qualidade na mente e no corpo.

Metas: A palestra para idosos é uma das formas mais eficazes de motivar e melhorar a qualidade de vida na terceira idade. Falar sobre saúde, autoestima, cuidados e longevidade aumenta a vontade de viver deste público tão especial. Tem como objetivo fazer o idoso entender como se posicionar e ser valorizado em uma sociedade que superestima a juventude. Estimulamos cada um deles a se enxergar como únicos e essenciais na cadeia estrutural humana.

Informações Adicionais: Na terceira idade é comum os idosos se sentirem mais sozinhos, inúteis e ansiosos. Inclusive, muitos chegam a desenvolver transtornos emocionais e tentativas de suicídio e precisam ser observados de perto para evitar sintomas mais graves . Em primeiro lugar, a aproximação através de um bom diálogo, palavras de motivação e carinho fazem total diferença nesta fase. Em uma pesquisa feita pelo IBGE em 2014 foi constatado que os idosos representam a maioria dos brasileiros com depressão. Na época cerca 11,2 milhões de brasileiros foram diagnosticados com depressão, sendo 11,1% com idade entre 60 e 64 anos.


Palestra sobre o Estatuto do idoso


Número: 88

Responsável: SCFV

Descrição: De acordo com o Estatuto, é considerada pessoa idosa o cidadão com idade igual ou superior a 60 anos. Entre os direitos garantidos, por exemplo, estão a gratuidade de medicamentos e transporte público - além de medidas que visam a proteger e dar prioridades às pessoas idosas.

Metas: Palestra sobre o Estatuto do idoso com o objetivo de levar informação sobre os direitos dos idosos.

Informações Adicionais: O envelhecimento faz parte da vida e sua proteção é um direito social. Com essas palavras, a Lei nº 10.741/2003 sustenta que é obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do poder público assegurar à pessoa idosa a efetivação do direito à vida, à saúde, à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, à habitação, ao transporte, à liberdade, à dignidade, ao respeito e à convivência familiar e comunitária.


Desfile de 7 de setembro do grupo melhor idade


Número: 87

Responsável: SCFV

Descrição: Para muita gente, principalmente os mais antigos, prestigiar o desfile de 7 de Setembro significa homenagear quem deu a vida para a liberdade do Brasil contra o domínio de Portugal.

Metas: O Desfile de 7 de setembro com o grupo da melhor idade serve como forma de distração para os idosos, que muitas vezes não tem outro momento como este em casa.


Oficina de canto e violão


Número: 86

Responsável: SCFV

Descrição: Essa oficina proporcionará aos alunos o contato com as primeiras noções e signos musicais através da iniciação ao canto vocal. Nas aulas, eles também serão apresentados ao vocabulário musical, assim como a leitura, a execução e a prática da música.

Informações Adicionais: A aula de canto traz muitos benefícios, ajudando na capacidade de respiração e concentração das crianças, além do desenvolvimento social, cognitivo, entre outros. Além disso, o canto ajuda no desenvolvimento das técnicas de coordenação e trabalha a parte mental trazendo mais equilíbrio e raciocínio lógico.


Realização de encontro com a melhor idade


Número: 85

Responsável: SCFV

Descrição: Realização de Dinâmicas em grupos para fortalecer o vínculo social.

Metas: Os grupos de convivência para idosos são fundamentais para a manutenção da saúde física e mental dos seus participantes. Entre os seus principais benefícios podemos destacar: Evitar a solidão; Praticar atividades diferentes; Socializar com outras pessoas; Sair de casa; Manter uma rotina

Informações Adicionais: Os grupos de convivência de idosos são reuniões com pessoas da terceira idade que têm como objetivo aumentar a qualidade de vida dos participantes através de atividades, rodas de conversas e trocas de experiências. Durante os encontros são propostas opções dinâmicas e diferenciadas, podendo incluir atividades físicas, passeios, arte terapia, musicoterapia, palestras sobre saúde na terceira idade, rodas de conversa e eventos comemorativos.


Encerramento da Campanha Agosto Lilás


Número: 84

Responsável: Técnicos do CREAS

Metas: Desenvolver ações com o objetivo de propagar informações sobre o tema, "Amor não causa dor". Auxiliar os servidores na identificação dos tipos de violência e, também, orientá-los sobre formas de acolhimento para com a população.

Resultados: A campanha nacional Agosto Lilás foi criada para divulgar e reforçar as medidas de enfrentamento à violência contra mulher. Durante todo o mês, o Ministério das Mulheres irá apresentar dados e informações para alertar a população sobre o papel de cada cidadã e cidadão no enfrentamento da violência de gênero e para lembrar da importância da Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que, em 2023, completa 17 anos.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 30 de agosto de 2023 o encerramento sobre a Campanha Agosto Lilás, na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social como forma de orientar a população no combate a violência contra a mulher.


Campanha Agosto Lilás na unidade de saúde de Vered


Número: 83

Responsável: Técnicos do CREAS e Saúde

Metas: Contribuir para conscientizar a sociedade sobre o tema do enfrentamento à violência contra as mulheres, em suas diversas formas.

Resultados: A campanha nacional Agosto Lilás foi criada para divulgar e reforçar as medidas de enfrentamento à violência contra mulher. Durante todo o mês, o Ministério das Mulheres irá apresentar dados e informações para alertar a população sobre o papel de cada cidadã e cidadão no enfrentamento da violência de gênero e para lembrar da importância da Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que, em 2023, completa 17 anos.

Informações Adicionais: “Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.


Curso de Flores Artificiais


Número: 81

Responsável: SMDS, SCFV E JC FLORES

Descrição: Curso de Flores Artificiais Gratuito, fruto da parceria entre a Prefeitura de Planalto, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e JC FLORES.

Resultados: Confeccionar arranjos de flores é uma forma de entretenimento sem limitações de idade, sexo ou aptidão física. É importante notar que pode ser, também, uma forma de ganhar dinheiro.

Informações Adicionais: A confecção de arranjos florais é a arte de organizar flores e outros materiais em composições harmoniosas. Não é necessário ser um artista com habilidades natas, para ser bem-sucedido pois as habilidades criativas podem ser desenvolvidas por qualquer pessoa.


23º Encontro Regional COEGEMAS nordeste


Número: 80

Responsável: SMDS

Descrição: O Encontro Nacional é um espaço privilegiado de conhecimento e debate da diversidade regional brasileira com o olhar atento dos gestores sobre a proteção socioassistencial e para os problemas vivenciados nos municípios.

Metas: A Secretária de Desenvolvimento Social de Planalto Joelma Pereira, esteve presente no 23º Encontro Regional CONGEMAS Nordeste. O encontro, realizado em Salvador nos dias 14, 15 e 16 de agosto, proporcionou uma valiosa oportunidade para troca de conhecimentos e experiências com outros profissionais e gestores da área. A presença da secretária demonstra o comprometimento de Planalto com o desenvolvimento social, bem como o engajamento em colaborações regionais para fortalecer as políticas e práticas sociais. Sua participação contribuiu para a disseminação de ideias construtivas e o aprimoramento das estratégias em prol do bem-estar da comunidade.


Projeto Agosto lilás na Escola Vitório Ribeiro Pad


Número: 79

Responsável: Técnicos da Educação e CREAS

Descrição: A Campanha Agosto Lilás foi criada em alusão a Lei Maria da Penha, sancionada em 07 de agosto de 2006, quando surgiu da necessidade de inibir os casos de violência doméstica no Brasil. A campanha nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais. Deste modo, a violência contra a mulher deve ser tratada com mais atenção e a população precisa ficar atenta. É preciso estar atento porque há vários tipos de violações contra as mulheres, na maioria das vezes a violência contra a mulher acontece de forma silenciosa. A sociedade precisa estar em alerta e a qualquer sinal deste crime é preciso que seja denunciado.

Metas: Conscientizar a comunidade escolar contra a prática da violência doméstica e familiar contra a mulher, capacitando os educadores para o desenvolvimento de atividades no contexto escolar, com finalidade de desconstruir a cultura de violência em desfavor do gênero feminino.


Roda de conversas com as mulheres acompanhadas pel


Número: 78

Responsável: Técnicos do CRAS

Descrição: “Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

Metas: Romper com a situação de violência, auxiliando na promoção de direitos e promovendo a cidadania por meio do resgate da autoestima da mulher

Informações Adicionais: A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção. O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. Importante frisar, que mesmo se a vítima não registrar ocorrência, vizinhos, amigos, parentes ou desconhecidos também podem utilizar o Ligue 180 e denunciar uma agressão que tenham presenciado.


Parceria com a Rádio Comunitária sobre o tema Agos


Número: 77

Responsável: CRAS e Coordenação

Descrição: O Agosto Lilás é uma forma de conscientizar e esclarecer a toda sociedade sobre as diferentes formas de violência contra a mulher. A campanha terá ações durante todo o mês e também estimulará as denúncias de violação de direitos. A sociedade não pode aceitar e não reagir a agressões, abusos e mortes de mulheres. A consciência coletiva é fundamental para combater essa mazela e a nossa gestão vai intensificar cada vez mais as políticas públicas e iremos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para proteger as mulheres.

Informações Adicionais: “Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.


Campanha Agosto lilás na unidade de saúde do Gerib


Número: 76

Responsável: CREAS e Saúde

Descrição: A ação faz parte da programação do Agosto Lilás – mês dedicado ao enfrentamento da violência contra as mulheres. Os materiais da campanha trazem as diferentes formas de violência – física, psicológica, moral, patrimonial, sexual, política, entre outras – e as desigualdades que as mulheres enfrentam em seu cotidiano.

Metas: Contribuir para conscientizar a sociedade sobre o tema do enfrentamento à violência contras as mulheres.

Informações Adicionais: A campanha nacional Agosto Lilás foi criada para divulgar e reforçar as medidas de enfrentamento à violência contra mulher. Durante todo o mês, o Ministério das Mulheres irá apresentar dados e informações para alertar a população sobre o papel de cada cidadã e cidadão no enfrentamento da violência de gênero e para lembrar da importância da Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que, em 2023, completa 17 anos.


Campanha Agosto Lilás na unidade de saúde de Lagoa


Número: 75

Responsável: CREAS e Saúde

Descrição: A campanha nacional Agosto Lilás foi criada para divulgar e reforçar as medidas de enfrentamento à violência contra mulher. Durante todo o mês, o Ministério das Mulheres irá apresentar dados e informações para alertar a população sobre o papel de cada cidadã e cidadão no enfrentamento da violência de gênero e para lembrar da importância da Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que, em 2023, completa 17 anos.

Metas: Contribuir para conscientizar a sociedade sobre o tema do enfrentamento à violência contra as mulheres.

Informações Adicionais: Números Os dados da violência contra a mulher no Brasil são alarmantes. Os registros mais recentes apontam que 30 mulheres sofrem agressão física por hora. Uma menina ou mulher é estuprada a cada 10 minutos no país. A cada dia, três mulheres são vítimas de feminicídio. A cada dois dias, uma travesti ou mulher trans é assassinada. Os dados constam na plataforma Violência contra as Mulheres em Dados, site que reúne pesquisas, fontes e sínteses sobre o problema no Brasil. Segundo Nilda Gondim, informações divulgadas pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostram que, no ano passado, os registros de estupro de mulheres e meninas chegaram a 56.098 casos no país.


Programa Jornal do meio dia - Palestra sobre o tem


Número: 74

Responsável: CREAS

Descrição: É uma campanha nacional que busca chamar a atenção da sociedade para o enfrentamento à violência doméstica. A escolha do mês tem relação com a data de sanção da Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, que completará 16 anos no dia 7 de agosto.

Metas: Um momento que serve para Conscientização pelo Fim da Violência Contra a Mulher sancionada a Lei 14.448/2022. O momento de descontração que já serviu para alertar toda a população sobre um tema que deveria ser mais discutido e abordado durante todo o ano, não somente no mês de agosto.

Informações Adicionais: Parceria da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social com Rádio Comunitária


Realização da Campanha Agosto Lilás em Queimadas


Número: 73

Responsável: CREAS E Saúde

Descrição: É uma campanha nacional que busca chamar a atenção da sociedade para o enfrentamento à violência doméstica. A escolha do mês tem relação com a data de sanção da Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, que completará 16 anos no dia 7 de agosto.

Metas: Contribuir para conscientizar a sociedade sobre o tema do enfrentamento à violência contra mulheres, em suas diversas formas.

Informações Adicionais: A campanha nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, que podem ser físicas, psicológicas, sexuais, morais e patrimoniais. Deste modo, a violência contra a mulher deve ser tratada com mais atenção e a população precisa ficar atenta. É preciso estar atento porque há vários tipos de violações contra as mulheres, na maioria das vezes a violência contra a mulher acontece de forma silenciosa. A sociedade precisa estar em alerta e a qualquer sinal deste crime é preciso que seja denunciado. Como denunciar um caso de violência doméstica?? A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção. O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. Importante frisar, que mesmo se a vítima não registrar ocorrência, vizinhos, amigos, parentes ou desconhecidos também podem utilizar o Ligue 180 e denunciar uma agressão que tenham presenciado.


IX Conferência Municipal de Assistência Social


Número: 72

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: As conferências de assistência social são instâncias que têm por atribuições a avaliação da política de assistência social e a definição de diretrizes para o aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). É na Conferência Municipal de Assistência Social que as demandas da política de Assistência Social são debatidas, assim como as prioridades e metas para atendê-las. Além disso, trata-se de um evento para troca de experiências entre os trabalhadores do SUAS e o estabelecimento de pactos entre o governo e a sociedade civil.

Metas: Com a criação dos Conselhos e Conferências de Assistência Social há um maior controle social da política. A gestão e os serviços socioassistenciais, em todos os níveis federativos, são impactados de forma positiva. Falando especificamente das Conferências Municipais, elas são importantes para fortalecer a participação democrática das pessoas usuárias no futuro da política garantidora de direitos. É através delas que são: Assegurados debates; Avaliadas as ações do governo; Definidas as prioridades; Sugeridas ações a serem executadas por meio da Política Municipal de Assistência Social; Estruturado o Plano Municipal de Assistência Social; Consolidados e ampliados os direitos dos usuários.

Resultados: A realização de uma conferência de assistência social de sucesso implica na participação qualificada dos usuários, trabalhadores e conselheiros. Para garantir a participação, os eventos de mobilização para a conferência são imprescindíveis. Lembre-se: a conferência não é um evento isolado, é um processo contínuo que permeia o planejamento, a execução, o monitoramento e a avaliação da Assistência Social. Após o ano conferencial é importante que o município continue mobilizado para o cumprimento das propostas deliberadas.

Informações Adicionais: A conferência Municipal de Assistência Social do município de Planalto aconteceu no dia 03 de agosto de 2023, onde houve a participação de grande parte da população, trabalhadores do SUAS, usuários, representantes governamentais e da sociedade civil. Houve uma palestra magna com Mércia Lima, profissional que veio de Salvador/Ba para nos trazer maiores e melhores informações sobre o SUAS que temos e o que precisamos fazer para melhorar nos serviços.


Capacitação da Equipe Técnica do CRAS


Número: 71

Responsável: CRAS

Descrição: Capacitação profissional é o conjunto de iniciativas (cursos, treinamentos) que ajudam os colaboradores a desenvolverem suas habilidades profissionais. Essa capacitação pode focar em competências técnicas ou comportamentais.

Metas: Realizar o CapacitaSuas com a equipe técnica do CRAS como um instrumento importante no processo de capacitação continuada dos trabalhadores do SUAS, com a finalidade de aperfeiçoar o acompanhamento e a oferta dos serviços, programas e projetos da proteção social básica em nosso município.


Social em Ação (Queimadas)


Número: 70

Responsável: CRAS, RG e BPC

Descrição: No dia 27 de julho a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do setor do RG, realizará atendimento em Queimadas.

Metas: É um projeto que serve para facilitar o atendimento a pessoas que moram na Zona Rural e tem dificuldade de se dirigirem até o município.

Informações Adicionais: Serão Ofertados: -Atendimento Social; - Emissão de RG; Certidão de Nascimento ou Casamento; Levar foto 3x4 atualizadas; CPF e RG Taxa de 46,19 para 2ª via - Orientações sobre o BPC.


Apresentação do Plano de ação com o tema "Aqui Nin


Número: 69

Responsável: CREAS

Metas: Oportunizar o direito ao fortalecimento de vínculo com as crianças, professores e sua família


Bate papo com as crianças e adolescentes do SCFV


Número: 68

Responsável: SCFV

Metas: Levar informações a respeito dos direitos e deveres estabelecidos no ECA, além de ressaltar os caminhos percorridos para a sua construção.

Informações Adicionais: O QUE É O ECA? O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), criado em 13 de julho de 1990, é a base da lei brasileira sobre os direitos da criança e do adolescente. Esse documento foi precedido pela Convenção sobre os Direitos da Criança das Nações Unidas, adotada em 1989. Por meio dele, foi concretizado o Artigo 227 da Constituição Federal de 1988, que estabelece que crianças e adolescentes têm direitos específicos e, assim, necessitam de proteção especial, por parte do Estado, da sociedade e da família. Atualmente parece muito distante da realidade refletir que até três décadas atrás as crianças e adolescentes eram vistos como adultos perante a lei, sem contar com as fragilidades envolvidas no processo de crescimento. Foi por meio da aprovação do ECA que designou-se a função do Conselho Tutelar; ele passou a certificar se o Estatuto está sendo cumprido. Hoje são mais de 30 mil unidades do Conselho, atuantes na maioria dos municípios brasileiros.


Reunião de rede Intersetorial para tratar a respei


Número: 67

Responsável: CRAS, CREAS, SAÚDE E EDUCAÇÃO

Metas: Reunir diversos setores para construir um plano de ação da Campanha de Combate da Violência contra a mulher.


Retorno dos grupos e oficinas do SCFV, após o rece


Número: 66

Responsável: SCFV e CRAS

Metas: O serviço tem o objetivo de propiciar entre os usuários oportunidades para a escuta; Valorização e reconhecimento do outro; Produção Coletiva; Exercício de escolhas; Tomada de decisões sobre a própria vida e do grupo; Diálogo para a resolução de conflitos e divergências; Reconhecimento de limites e possibilidades das situações vividas; Experiências de escolha e decisão coletivas; Experiências de aprendizado e ensino de igual para igual; Experiências de reconhecimento e nominação de emoções nas situações vividas; Experiências de reconhecimento e admiração das diferenças;


Reunião com a equipe do CRAS para a realização de


Número: 65

Responsável: CRAS

Metas: Discutir como serão realizadas as atividades ofertadas pelo CRAS e como serão desenvolvidos os planos e projetos do segundo semestre do ano em curso.


Reunião com a equipe do SCFV para alinhamento do s


Número: 64

Responsável: CRAS E SCFV

Metas: Orientar a equipe do SCFV a respeito dos serviços sócio assistencial e sobre o trabalho em rede. Além da impotência que o SCFV tem no processo de transformação pessoal.


Palestra sobre Erradicação do Trabalho Infantil


Número: 63

Responsável: SCFV

Descrição: Palestra com os pais das crianças e adolescentes para abordar a campanha de Erradicação do Trabalho Infantil. Que devem ser realizadas em todos os espaços públicos, ações de mobilização e conscientização dos prejuízos causados pelo trabalho precoce. Além de assegurar o direito das crianças e adolescentes de uma infância livre de qualquer exploração, opressão, tratamento cruel ou degradante.

Metas: Discorrer sobre o que caracteriza o trabalho infantil e sua consequências na vida adulta das crianças e adolescentes. Além de reforçar sobre a importância da Escola e do lazer para um desenvolvimento saudável.


Apresentação da Quadrilha do Grupo da Melhor idade


Número: 62

Responsável: SCFV

Descrição: Apresentação da Quadrilha do Grupo da Melhor idade em diversas localidades. Será um momento para manter a cultura popular e fortalecer o convívio familiar e comunitário, além de marcar o início dos tradicionais festejos juninos em nosso município.

Metas: Proporcionar um momento de fortalecimento familiar e comunitário por meio da apresentação da quadrilha que marca os festejos juninos e também o encerramento do primeiro semestre anual.

Informações Adicionais: Nosso objetivo é sempre envolver essas pessoas em atividades que proporcione bem-estar e qualidade de vida e a dança faz parte, ajuda no fortalecimento e equilíbrio, tudo que eles precisam. Mas é importante frisar que sempre adaptamos conforme a limitação de cada um.


Apresentação da Quadrilha do Grupo da Melhor idade


Número: 61

Responsável: SCFV

Descrição: Apresentação da Quadrilha do Grupo da Melhor idade em diversas localidades. Será um momento para manter a cultura popular e fortalecer o convívio familiar e comunitário, além de marcar o início dos tradicionais festejos juninos em nosso município.

Metas: Proporcionar um momento de fortalecimento familiar e comunitário por meio da apresentação da quadrilha que marca os festejos juninos e também o encerramento do primeiro semestre anual.

Informações Adicionais: Nosso objetivo é sempre envolver essas pessoas em atividades que proporcione bem-estar e qualidade de vida e a dança faz parte, ajuda no fortalecimento e equilíbrio, tudo que eles precisam. Mas é importante frisar que sempre adaptamos conforme a limitação de cada um.


Encerramento da Campanha Maio Laranja no Geribá


Número: 60

Responsável: SMDS, SMEC E SMS

Metas: Realizar Campanha para falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para os pais e cuidadores.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Campanha Maio Laranja na Extensão João Almeida Sar


Número: 59

Responsável: CRAS E PIS

Metas: Realizar palestra para falar sobre a prevenção do Abuso sexual infantil.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Campanha Maio Laranja com o Grupo da Melhor idade


Número: 58

Responsável: SCFV E PAIF

Metas: Realizar palestra para falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para os cuidadores.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Campanha Maio Laranja na Escola Municipal Antônio


Número: 57

Responsável: CRAS

Metas: Realizar palestra para falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para as crianças, adolescentes e seus cuidadores.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Campanha Maio Laranja na Escola Municipal Lomanto


Número: 56

Responsável: CRAS

Metas: Realizar uma palestra para falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para as crianças, adolescentes e seus cuidadores.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Campanha Maio Laranja na Escola Antônio Alves de


Número: 55

Responsável: CRAS

Metas: Será feita uma palestra para falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para as crianças, adolescentes e seus cuidadores.

Informações Adicionais: Em 18 de maio de 1973, uma menina de oito anos de idade, chamada Araceli, foi sequestrada, drogada, violentada sexualmente e assassinada, em Vitória (ES). No ano de 1991, os três réus acusados de matar a menina foram absolvidos e o crime permanece impune até hoje. A partir da mobilização de entidades, houve a ideia de criar o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual e Comercial de Crianças e Adolescentes. A data sugerida foi 18 de maio, dia do assassinato de Araceli que, em 2000, com a aprovação da Lei Federal 9.970/2000, tornou-se oficial em todo o território brasileiro. Surge então a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que isso é compromisso coletivo, cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.


Reunião com as famílias acompanhadas do PIS para a


Número: 54

Responsável: CRAS

Descrição: Os objetivos do Acompanhamento Familiar estão relacionados à necessidade de antecipação, por parte dos profissionais, da ocorrência de situações de vulnerabilidade e risco social, de modo a propiciarem uma forma de atendimento que proteja a família.

Metas: Abordar o tema sobre como os cuidadores podem prevenir e identificar o abuso sexual infantil. Quais os órgãos responsáveis pelo acompanhamento dos referidos casos e como realizar a denúncia caso seja necessário. Será utilizado o método de bate papo com perguntas e respostas e entrega de panfleto informativo.


Oficina de Desenho artístico para Crianças e Adole


Número: 53

Responsável: SCFV

Descrição: A atividade pretende criar um espaço de interação para a prática livre de desenhar, com o objetivo de proporcionar oportunidades para que cada participante desenvolva sua linguagem e interaja com métodos e manifestações de outros desenhistas.

Metas: Ampliar a cobertura dos serviços da proteção social no território de abrangência com o objetivo de ofertar a convivência familiar e comunitária, tendo como foco as famílias em situação de vulnerabilidade social. Com o escopo de assegurar o fortalecimento do vínculo afetivo como um dos eixos estruturantes da Política Nacional de Assistência Social.


Palestra sobre Maio Laranja na Escola Municipal De


Número: 52

Responsável: CREAS

Metas: Falar sobre a prevenção do abuso sexual infantil para as crianças e seus cuidadores, trabalhando de forma lúdica e criativa levando jogos e músicas sobre o tema.

Informações Adicionais: É importante destacar que a luta contra o abuso e a exploração sexual infantil é de todos nós. É responsabilidade da sociedade proteger as nossas crianças e adolescentes, que são o nosso futuro. Por isso, é fundamental discutir e provocar conversas sobre a violência sexual contra crianças e adolescentes no Brasil, a fim de conscientizar e mobilizar a população para enfrentar esse grave problema.


Audiência Pública sobre o Maio Laranja


Número: 51

Responsável: CREAS, CRAS E SCFV

Descrição: Audiência pública para discutir o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. A proposta é ampliar o trabalho de conscientização sobre o tema neste Maio Laranja.

Metas: Realizar uma audiência para apresentação do Fluxo de Atendimento as Crianças Vítimas de Violência Sexual Campanha em alusão ao maio Laranja.

Informações Adicionais: Como forma de chamar atenção para combater o abuso e a exploração sexual, foi criada a Campanha Faça Bonito - Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade do compromisso coletivo, em cuidar da população infanto-juvenil para que ela tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, ou seja, sem violências. O símbolo da campanha é uma flor de cor laranja, como forma de recordação dos desenhos feitos na infância e lembrança da delicadeza e da necessidade de cuidado e proteção. Devido a cor laranja presente no slogan e no símbolo da campanha, o mês de maio ficou conhecido como Maio Laranja. O intuito da audiência é debater e disseminar a divulgação a fim de avançar com o processo de sensibilização da população para o combate da violência sexual, bem como propor e criar uma constante mobilização em torno da temática, com o propósito de reduzir os índices de impunidade.


ELEIÇÕES UNIFICADAS PARA O CONSELHO TUTELAR


Número: 50

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: As inscrições para Conselheiros Tutelares foi prorrogada até o dia 19 de Maio, os interessados devem se dirigir até a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, não perca essa oportunidade de contribuir para a proteção dos direitos das crianças e Adolescentes em nossa comunidade.

Metas: O presente Processo de Escolha dos membros do Conselho Tutelar do Município de PLANALTO-BA visa preencher as 05 (cinco) vagas existentes no colegiado, assim como para seus respectivos suplentes, bem como a formação de cadastro de reserva de cidadãos aptos a atuar como Conselheiro Tutelar;

Informações Adicionais: a) PRIMEIRA ETAPA – INSCRIÇÃO b) SEGUNDA ETAPA – PROVA DE CONHECIMENTO ESPECÍFICO c) TERCEIRA ETAPA – ELEIÇÃO d) QUARTA ETAPA – CURSO DE CAPACITAÇÃO Os membros do Conselho Tutelar local serão escolhidos mediante o sufrágio universal, direto, secreto e facultativo dos eleitores do município, em data de 01 de outubro de 2023, sendo que a posse dos eleitos e seus respectivos suplentes ocorrerá em 10 de janeiro de 2024. -Ser cidadão brasileiro ou naturalizado; -Reconhecida idoneidade moral, atestada por duas pessoas alistadas eleitoralmente no município ou área de jurisdição do respectivo Conselho Tutelar, observados os impedimentos relativos ao cônjuge, companheiro (a) e parentes até o 3º grau. -Idade superior a 21 (vinte e um) anos no ato da inscrição; -Residência e domicílio eleitoral no município, de no mínimo 2 (dois) anos comprovadamente; -Apresentação das certidões negativas da Polícia Civil, Polícia Federal, Justiça Estadual e Justiça Federal; -Solicitação da candidatura individual, não sendo admitida a composição de chapas; -Ensino médio completo, concluído até a data da inscrição; -Disponibilidade para exercer a função pública de conselheiro tutelar com dedicação exclusiva, sob pena das sanções legais.


Planejamento para os festejos juninos do SCFV


Número: 49

Responsável: SCFV

Metas: Planejar as ações que irão acontecer nos festejos juninos referentes ao grupo da melhor idade, das crianças e adolescentes do SCFV. Bem como as comemorações da quadrilha da cidade na Vila do Peri-Peri. Este evento tem como objetivo, oportunizar momento de convivência familiar e comunitária como um dos eixos estruturais da Política de Assistência Social.

Informações Adicionais: As festas juninas são comemorações que acontecem no mês de junho no Brasil. Nela se comemoram três santos populares: Santo Antônio, São Pedro e São João.


Realização da Campanha Maio Laranja na Creche Anís


Número: 48

Responsável: CRAS E SMEC

Descrição: Foi realizada uma Palestra e algumas atividades com o intuito de alertar e chamar a atenção dos professores e pais, já que a campanha aborda um tema extremamente importante para toda a sociedade.

Metas: A campanha Maio Laranja é uma iniciativa criada para chamar a atenção da sociedade para a prevenção da exploração sexual contra crianças e adolescentes. Outro objetivo da mobilização é conscientizar a população sobre a importância de denunciar esse crime.

Informações Adicionais: A data 18 de maio foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.


Realização da Campanha Maio Laranja na Creche Eliz


Número: 47

Responsável: CRAS E SMEC

Descrição: Foi realizada uma Palestra e algumas atividades com o intuito de alertar e chamar a atenção dos professores e pais, já que a campanha aborda um tema extremamente importante para toda a sociedade.

Metas: A campanha Maio Laranja é uma iniciativa criada para chamar a atenção da sociedade para a prevenção da exploração sexual contra crianças e adolescentes. Outro objetivo da mobilização é conscientizar a população sobre a importância de denunciar esse crime.

Informações Adicionais: A data 18 de maio foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração sexual.


Inicio da Oficina de Bate Latas


Número: 46

Responsável: SCFV

Descrição: A iniciativa transforma materiais reciclados em instrumentos musicais que são utilizados na oficina de percussão. Voltada para crianças e adolescentes entre 12 e 19 anos, tem como objetivo juntar reciclagem, arte e cultura, criando um modo alternativo de aprendizagem.

Metas: Tem como objetivo incentivar a inclusão sócio cultural e a construção da cidadania. Auxilia a disciplina, melhora a coordenação, oportunizando a descoberta do talento de cada um. Promove a conscientização do meio ambiente, pois os instrumentos utilizados pelas crianças são tambores e latas reutilizados, intruindo sobre a reciclagem e a destinação do lixo. Com esses instrumentos as crianças conseguem realizar um show de talentos.

Informações Adicionais: A Banda Bate Lata existe desde 1994. O projeto, desenvolvido pela Fundação Jari, tem como principal objetivo promover a inclusão sociocultural, a produção musical e a construção da cidadania entre crianças, adolescentes e jovens que vivem em situação de vulnerabilidade socioeconômica e pessoal.


Criação do Fluxo de Atendimento as Crianças Vítima


Número: 45

Responsável: SCFV, CREAS E CRAS

Descrição: Sistematizar o atendimento as crianças e adolescentes vitimas de abuso sexual

Metas: O objetivo do Plano é fortalecer as redes voltadas à proteção de crianças e adolescentes contra a violência sexual no município de Planalto e implementar fluxograma de atendimento intersetorial para evitar a revitimização de vítimas de crimes de abuso sexual.

Informações Adicionais: TIPOS DE VIOLÊNCIA SEXUAL: 1. INTRA-FAMILIAR: são as violências que ocorrem no âmbito do afeto/vínculo familiar, como: pai, mãe, padrasto, madrasta, irmãos, avós, tios, padrinho, madrinha, primos, avôdrasto, etc. (Dinâmica da família incestuosa) 2. EXTRA-FAMILIAR: são os abusos/violência sexual fora das relações de afeto e contexto familiar, como: conhecidos, vizinhos, desconhecidos, professores, monitores, padres, pastores, mulheres mais velhas, etc. 3. EXPLORAÇÃO SEXUAL: compreende o abuso sexual por adultos e a remuneração, em espécie ou outro meio, à criança ou ao adolescente, que são tratados como objeto sexual ou mercadoria. (CYBERBULLYING – grooming, sexting, sextortion) O abuso sexual ocorre em todas as classes sociais, sendo mantido invisível graças aos pactos de silêncio.


1º Amistoso da Oficina de Futsal


Número: 44

Responsável: SCFV

Descrição: Além das atividades desenvolvidas com os jovens, os familiares e a comunidade também são orientados sobre as lições sociais que objetivam fortalecer vínculos entre eles e prevenir a ocorrência de situações de exclusão social e de risco, em especial a violência doméstica e o trabalho infantil.

Metas: Ofertar momento de interação e convivência comunitária entre as crianças e adolescentes do SCFV.


Reunião Intersetorial (18 de Maio)


Número: 43

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: Programação das atividades que serão desenvolvidas na Campanha de Maio Laranja, a SMDS promove ações de conscientização sobre o combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes.

Metas: Surge, em todo o país, então a Campanha Faça Bonito – Proteja Nossas Crianças e Adolescentes, que tem como objetivo mostrar à sociedade que a causa é compromisso coletivo: cuidar para que a população infanto-juvenil tenha uma vida plena e com a garantia do direito ao desenvolvimento sexual saudável, sem violência.

Informações Adicionais: A cada hora 3 crianças são abusadas no Brasil. Cerca de 51% tem entre 1 a 5 anos de idade. Todos os anos 500 mil crianças e adolescentes são explorados sexualmente no nosso país e há dados que sugerem que somente 7,5% dos dados cheguem a ser denunciados às autoridades, ou seja, estes números na verdade são muito maiores.


Estande na Praça em comemoração ao Aniversario da


Número: 42

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CRAS, CREAS e SCFV

Descrição: Ação em comemoração ao aniversário da cidade, com estande na praça Duque de Caxias, com serviços de Beleza, agendamentos, danças e serviços ofertados pela secretaria de saúde.

Metas: Ofertar os serviços a População como Beleza e auto cuidado, Agendamento para o RG, Apresentação dos serviços e programas do CRAS.

Informações Adicionais: Em 05 de abril é o aniversário de Planalto, da mesma forma, é um dos feriados na cidade. Em 2023 o 05 de abril caiu no(a) quarta-feira, a cidade completou 61 anos.


Inicio das oficinas do SCFV na Escola Baldoíno


Número: 41

Responsável: SCFV

Descrição: As oficinas socioeducativas são momentos que combinam ludicidade e aprendizagem e podem ser atividades recorrentes ou sazonais em escolas, centros de assistência social ou organizações sociais e culturais.

Metas: Realizar atividades com crianças e adolescentes com o objetivo de fortalecimento de vinculo familiar e comunitário.


Capacitação da Equipe do SCFV


Número: 40

Responsável: Secretaria de Assistência Social e SCFV

Descrição: O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) é um conjunto de serviços realizados em grupos, de acordo com o seu ciclo de vida, e que busca complementar o trabalho social com famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social.

Metas: Capacitar trabalhadores(as) do SUAS para o aprimoramento da atuação profissional, a fim de contribuir com a oferta qualificada do SCFV enquanto Serviço da Proteção Social Básica, integrado às redes socioassistencial e intersetorial.

Informações Adicionais: Exposição dialogada, com a utilização de materiais impressos e/ou digitais. Aplicamos estratégias dinâmicas que contribui para a compreensão do conteúdo exposto, por meio de oficinas práticas, estudos de casos, atividades em grupo, entre outras. Priorizamos por utilizar metodologias que possibilitam a interação entre os facilitadores e participantes.


Dança ao ar livre em comemoração ao dia da mulher


Número: 39

Responsável: Secretaria de Assistência Social e SCFV

Descrição: No dia 08 de março se comemora o dia Internacional da Mulher, a Secretaria Municipal de desenvolvimento Social juntamente com a Secretaria Municipal de Saúde realizaram atividades, com intuito de valorizar as mulheres e mostrar o quanto elas são importantes para a sociedade.

Metas: O 8 de março é um dia para reflexão a respeito de toda a desigualdade e a violência que as mulheres sofrem no Brasil e no mundo. É um momento para combater o silenciamento que existe e que normaliza a desigualdade e as violências sofridas pelas mulheres, além de ser um momento para repensar atitudes e tentar construir uma sociedade sem desigualdade e preconceito de gênero.

Informações Adicionais: A data celebra as muitas conquistas femininas ao longo dos últimos séculos, mas também serve como um alerta sobre os graves problemas de gênero que persistem em todo o mundo


1ª Reunião Intersetorial de 2023


Número: 38

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Metas: Fortalecer o trabalho em rede e criar fluxos de encaminhamentos, a reunião contou com a participação da equipe da SMEC com o objetivo de fortalecer a parceria para melhoria dos serviços ofertados.


CRAS FOLIA


Número: 37

Responsável: CRAS E SCFV

Descrição: Para garantir a alegria e envolver a comunidade em clima de carnaval, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social realizou o CRAS Folia. A ação contou com apresentações dos grupos Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que, durante todo o ano, se reúnem em volta de diversas ações que contribuem para a construção de novos projetos de vida.

Informações Adicionais: Em consonância com a Política Nacional de Assistência Social (PNAS), o direito ao convívio é assegurado pela SMDS, por meio de um conjunto de ações centradas no fortalecimento da autoestima, dos laços de solidariedade e dos sentimentos de pertença e coletividade.


Retorno do Grupo da Melhor Idade no Parafuso


Número: 36

Responsável: SCFV

Descrição: Os grupos de convivência de idosos são reuniões com pessoas da terceira idade que têm como objetivo aumentar a qualidade de vida dos participantes através de atividades, rodas de conversas e trocas de experiências.

Metas: O objetivo principal é proporcionar uma melhor qualidade de vida para os idosos, o grupo possui atualmente cerca de 200 integrantes e traz a proposta de possibilitar uma melhor qualidade de vida a partir do resgate da autoestima, da valorização da cidadania e do papel do idoso na sociedade.

Resultados: Como a maioria não está mais no mercado de trabalho, eles se sentem alheios a tudo que acontece na sociedade e até mesmo na família, pois acabam não se sentindo mais peças fundamentais. Então o grupo, para muitos deles, acaba sendo um lugar onde ele pode falar, pode ser ouvido, onde ainda tem momentos de lazer e de diversão.


Retorno do Grupo da Melhor Idade da Sede


Número: 35

Responsável: SCFV

Descrição: Os grupos de convivência de idosos são reuniões com pessoas da terceira idade que têm como objetivo aumentar a qualidade de vida dos participantes através de atividades, rodas de conversas e trocas de experiências.

Metas: O objetivo principal é proporcionar uma melhor qualidade de vida para os idosos, o grupo possui atualmente cerca de 200 integrantes e traz a proposta de possibilitar uma melhor qualidade de vida a partir do resgate da autoestima, da valorização da cidadania e do papel do idoso na sociedade.

Resultados: Como a maioria não está mais no mercado de trabalho, eles se sentem alheios a tudo que acontece na sociedade e até mesmo na família, pois acabam não se sentindo mais peças fundamentais. Então o grupo, para muitos deles, acaba sendo um lugar onde ele pode falar, pode ser ouvido, onde ainda tem momentos de lazer e de diversão.


OFICINA DE DANÇA


Número: 34

Responsável: SCFV

Descrição: Na oficina de dança, o movimento é trabalhado como instrumento de expressão e criação, a partir de experimentações e exercícios que envolvam a percepção de si mesmo e a qualidade dos movimentos.

Metas: • Reconectar através da dança, o indivíduo com o seu próprio corpo e desenvolver a noção deste como seu principal lar. • Desenvolver pesquisas de movimento e ampliar a escuta do corpo, de suas necessidades e vontades de expressão. • Proporcionar a todos os participantes, igualmente, a oportunidade de participar do processo criativo de improvisação do movimento e da criação coreográfica. • Acolher a riqueza da diversidade e colocar em xeque os preconceitos, transformados a partir da experiência com o outro. • Apontar caminhos para a descoberta e/ou potencialização de uma relação de harmonia entre o indivíduo e o espaço (seja ele o espaço interno do indivíduo, seja o externo).

Informações Adicionais: O serviço é ofertado no Serviço de Convivência e Fortalecimento de vínculos.


CAPACITAÇÃO DA EQUIPE DO CRIANÇA FELIZ (PIS)


Número: 33

Responsável: Secretaria de Assistência Social e CRAS

Descrição: Capacitação da equipe do Programa Criança Feliz(PIS), apresentada pela vigilante socioassistencial Mary Diassis, possibilitando e buscando o aprimoramento dos trabalhos já realizados às famílias.

Metas: As equipes do Programa Criança Feliz atuam junto a gestantes, crianças na primeira infância e seus familiares na preparação da família para o nascimento do bebê e apoio o desenvolvimento infantil. Esses profissionais vão ter atividades de treinamento e capacitação por meio da Vigilante socioassistencial Mary Diassis, será feita a apresentação do livro UM PEDIDO ESPECIAL, livro dedicado a Primeira Infância.

Informações Adicionais: -O Criança Feliz tem como missão estimular o desenvolvimento cognitivo, motor e afetivo de crianças com idade de até seis anos por meio do acompanhamento de mães, pais e cuidadores. -Mesmo com a limitação de contato social imposto pela Covid-19 desde o ano passado o Criança Feliz, que é coordenado pelo Ministério da Cidadania, não parou. Baseado na visita domiciliar, o programa se adaptou à nova realidade. O acompanhamento e orientação continuou de forma semipresencial e remota com o uso de WhatsApp, e-mail, vídeo chamadas e ligações telefônicas como ações complementares para as famílias. -Os eixos do programa são as visitas familiares e a integração das políticas de atenção à Primeira Infância no território. -O público prioritário são as gestantes, crianças de até três anos e suas famílias beneficiárias do Bolsa Família, crianças de até 6 anos e suas famílias no caso de serem beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e crianças de até 6 anos afastadas do convívio familiar em razão de aplicação de medida protetiva.


Mudança de Endereço do CRAS


Número: 32

Responsável: CRAS

Descrição: O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é a unidade do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) responsável por oferecer serviços, programas e benefícios voltados a prevenir situações de risco e a fortalecer os vínculos familiares e comunitários.

Metas: O CRAS mudou de endereço para a praça Duque de Caxias próxima a prefeitura, visando melhorar a acessibilidade para toda a população.

Informações Adicionais: Endereço: Rua Antônio Alves de Azevedo, S/N (Próximo a prefeitura) Telefone: (77)99817-8765


Fórum Comunitário do Selo UNICEF


Número: 31

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CRAS e CREAS

Descrição: O Fórum Comunitário Pelos Direitos de Crianças e Adolescentes, uma ação do Selo Unicef, Edição 2021-2024, que tem como principal objetivo melhorar as condições de vida e desenvolvimento de cada criança e cada adolescente.

Metas: Os Fóruns Comunitários são momentos de planejamento participativo, troca de informações e diálogo entre diversos membros da comunidade sobre políticas públicas municipais voltadas para crianças e adolescentes. Onde, busca: Envolver a comunidade para identificar os principais problemas relativos à situação das crianças e adolescentes do município, com base nos indicadores sociais e no diagnóstico participativo; Discutir sobre as causas destes problemas e sobre como os resultados sistêmicos propostos no Selo UNICEF podem contribuir para resolvê-los; Definir como alcançar todos os resultados sistêmicos do Selo UNICEF para melhorar os indicadores sociais do município; Revisar e validar, de forma participativa, o Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes, que será executado ao longo desta edição do Selo UNICEF; Apresentar à população o Articulador ou a Articuladora Municipal do Selo UNICEF, os membros da Comissão Intersetorial pelos Direitos da Infância e Adolescência e o Mobilizador ou a Mobilizadora de Adolescentes; da Assistência Social; da Educação e da Saúde. Para facilitar a consulta pública sobre o Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes, cabe à Comissão Intersetorial, ao CMDCA e ao Articulador ou à Articuladora do Selo UNICEF preparar e apresentar uma proposta prévia à população, bem como sistematizar e considerar as contribuições dos participantes no Plano.

Informações Adicionais: O objetivo do primeiro Fórum é apresentar e validar um rápido diagnóstico da situação da infância e adolescência do município e aprovar o Plano de Ação Municipal pelos Direitos de Crianças e Adolescentes.


Campeonato de Futsal do SCFV


Número: 30

Responsável: SCFV

Descrição: Na Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2022, foi realizado o 1º Campeonato de Futsal do SCFV (Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos). O objetivo principal é integrar, motivar e fortalecer seus participantes.

Informações Adicionais: Além das atividades desenvolvidas com os jovens, os familiares e a comunidade também são orientados sobre as lições sociais que objetivam fortalecer vínculos entre eles e prevenir a ocorrência de situações de exclusão social e de risco, em especial a violência doméstica e o trabalho infantil.


SOCIAL EM AÇÃO (CAJAZEIRA E MOCÓ)


Número: 29

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: No dia 25 de novembro a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do setor do RG e do setor do BPC, estarão distribuindo senhas para emissão de 1ª e 2ª via de RG e orientações sobre o BPC.

Metas: Serão ofertados os seguintes serviços: - Atendimento Social; - Emissão de 2ª via de Certidão de Nascimento; - Emissão de RG; - Orientação sobre o BPC. O objetivo desta ação é tornar Acessível para a toda a população os serviços ofertados pela Secretaria, visto que a população que vive na zona rural o acesso aos serviços é mais difícil.

Informações Adicionais: Documentação necessária: - Foto 3x4; - Certidão de nascimento ou casamento; - CPF; - RG. Taxa de R$43,62 para 2ª via de RG


SOCIAL EM AÇÃO (Parafuso)


Número: 28

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: No dia 27 de outubro a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do setor do RG, está realizando atendimentos no povoado do Parafuso. Foram distribuídas 30 senhas para emissão de 1ª e 2º via de RG.

Metas: Tornar Acessível para a toda a população os serviços ofertados pela Secretaria, visto que a população que vive na zona rural o acesso aos serviços é mais difícil.

Informações Adicionais: Documentação necessária: - Foto 3x4; - Certidão de nascimento ou casamento; - CPF; - RG.


Entrega de Materiais (Equipe Primeira Infância)


Número: 27

Responsável: Secretaria de Assistência Social e CRAS

Descrição: O Programa Criança Feliz surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças até seis anos ofereçam a seus pequenos ferramentas para promover seu desenvolvimento integral.

Metas: A secretaria de Desenvolvimento Social realizou a entrega de materiais, fardas e mochilas, para a equipe da Primeira Infância no SUAS/ CRIANÇA FELIZ, afim de ofertar melhores condições de trabalho aos servidores que realizam visitas domiciliares às famílias acompanhadas, facilitando a fiscalização por parte da sociedade do serviço prestado e ainda maior segurança para as famílias e visitadores.

Informações Adicionais: A primeira infância compreende a fase dos 0 aos 6 anos e é um período crucial no qual ocorre o desenvolvimento de estruturas e circuitos cerebrais, bem como a aquisição de capacidades fundamentais que permitirão o aprimoramento de habilidades futuras mais complexas.


ENCONTRO COM O GRUPO DE GESTANTES


Número: 26

Responsável: CRAS

Descrição: O grupo de gestantes do CRAS possibilita o intercâmbio de experiências e conhecimentos, por isso é considerado a melhor forma de promover a compreensão do processo de gestação. Durante os encontros, informações sobre as diferentes vivências são trocadas entre as mulheres e os profissionais e os profissionais de saúde.

Metas: O objetivo deste grupo é trazer à reflexão e propiciar conversas sobre temas importantes na gestação. Gestantes da comunidade universitária e seus companheiros, caso haja interesse.

Informações Adicionais: O Público Alvo do Grupo, são: Gestantes inscritas no Cadastro Único e beneficiarias do Auxilio Brasil. Durante o período de gestação, as gestantes inscritas no Grupo de Gestantes do CRAS, participarão de palestras mensais, com orientações ligadas a sua gestação. No fim da gestação, as gestantes que estejam com a participação ativa no grupo, serão beneficiadas com o Kit Bebê. As equipes que irão participar serão: - Equipe Volante; - PIS; - Secretaria de Saúde.


Semana da Criança 2022


Número: 25

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: O Dia das Crianças é comemorado anualmente em 12 de outubro no Brasil. A Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social estará realizando durante esta semana algumas apresentações musicais e personagens da Disney, além de muitas brincadeiras e comidas.

Metas: É por meio do brincar que são desenvolvidas múltiplas competências e habilidades, tais como: raciocínio, atenção, imaginação, criatividade e socialização. São essas habilidades que, futuramente, irão estimular a maneira de ser e agir na idade adulta. “A infância e suas vivências podem influenciar a vida adulta positivamente ou negativamente, isso está diretamente ligado aos tipos de experiências e aprendizados aos quais a criança é exposta.

Informações Adicionais: O Dia das Crianças no Brasil foi elaborado por um projeto de lei que estabelecia 12 de outubro como data oficial para a comemoração. Na maioria dos países do mundo, as celebrações são realizadas em 20 de novembro, devido à oficialização da Declaração Universal dos Direitos da Criança, em 1959. Entretanto, independentemente do calendário, mais do que programações especiais e festividades, a data é uma oportunidade para reflexões sobre a importância da infância, bem como as influências que essa fase tem sobre a vida adulta. Nos dias 10 e 11 de Outubro as apresentações serão realizadas no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, no dia 12 as apresentações serão em Lucaia e no dia 14 no Geribá.


SOCIAL EM AÇÃO (Geribá)


Número: 24

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: No dia 29 de Setembro a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, por meio do Setor do RG, está realizando atendimentos no Geribá. Foram distribuídas 30 senhas para emissão de 1ª e 2ª via de RG.

Metas: Tornar Acessível para a toda a população os serviços ofertados pela Secretaria, visto que a população que vive na zona rural o acesso aos serviços é mais difícil.

Informações Adicionais: Documentação necessária: -Foto 3x4; -Certidão de Nascimento ou casamento; -CPF; -RG. Taxa de R$43,62 para 2ª via de RG


Oficinas Socioeducativas


Número: 23

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CRAS, CREAS e SCFV

Descrição: A oficina de artesanato tem como objetivo o empoderamento e fortalecimento de vínculo dos participantes, através de dinâmicas realizadas nas oficinas em que o “fazer” é reconhecido como condutor do potencial criativo. São momentos que combinam ludicidade e aprendizagem e podem ser atividades recorrentes ou sazonais em escolas, centros de assistência social ou organizações sociais e culturais.

Metas: Promover o convívio social e a participação na vida pública, considerando diversas dimensões, tais como o desenvolvimento do sentido de coletividade, da autonomia na vida, do acesso e o usufruto de serviços básicos, do reconhecimento e compromisso com questões que afetam o bem comum, etc. As atividades estimulam a participação na vida pública, criando o senso crítico da realidade social fazendo com que ao se questionar e comparar sobre onde vive e o ambiente em que está acostumado a ver. Os principais temas trabalhados são: saúde, educação, esporte, lazer e cultura.


Programação Agosto Lilás 2022


Número: 22

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher.

Metas: 09/08/2022 às 09h00min- Palestra com a psicóloga Cássia Gusmão sobre a Violência Doméstica e atividades da Saúde na USF (URBIS); 09/08/2022 às 14h00min- Palestra com a psicóloga Beatriz Vieira sobre a Violência Doméstica no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; 10/08/2022 às 14h00min- Palestra sobre violência doméstica com a equipe do CRAS no povoado do parafuso; 11/08/2022 às 08h00min- Palestra com a Assistente Social Roneide sobre violência doméstica e atividades da Saúde no povoado do Geribá; 12/08/2022 às 14h00min- Palestra com a vigilante sócio assistencial Mary Diassis sobre violência doméstica e atividades da saúde em Lucaia; 15/08/2022 às 09h00min- Palestra com a psicóloga Cássia Gusmão sobre violência doméstica e atividades da saúde na USF Alcebíades; 16/08/2022 às 08h00min- Unidade móvel de atendimento à mulher com palestras e atividades da saúde no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (antigo clube social); 16/08/2022 às 14h00min- Unidade móvel de atendimento à mulher com palestras e atividades da saúde na USF (Morada do Planalto); 17/08/2022 às 09h00min- Unidade móvel de atendimento à mulher com palestras e atividades da saúde no povoado das Duas Vendas; 17/08/2022 às 14h00min- Unidade móvel de atendimento à mulher com palestras e atividades da saúde no povoado do Inácio; 18/08/2022 às 08h00min- Unidade móvel de atendimento à mulher com palestras e atividades da saúde na praça Duque de Caxias; 19/08/2022 às 09h00min- Palestra com a psicóloga Cássia Gusmão sobra violência doméstica no povoado do Cinzento; 21/08/2022- Passeio Ciclístico; 24/08/2022 às 09h00min- Palestra e atividades com a saúde na USF (CEAC); 28/08/2022 ás 09h00min- Culminância do projeto “Agosto Lilás”.

Informações Adicionais: Trabalhos Ofertados pela Rede SAÚDE -Aferição de Preção Arterial; -Teste Rápido de HIV, SIFILIS, HEPATITS A e B; -Vacinação; SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL – -Varal Solidário; -Bolsa Família; -RG; -Orientação do BPC; -Cadastro do Criança Feliz; -Apresentação com o CRAS.


Agosto Lilás


Número: 21

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CREAS e CRAS

Descrição: A Secretaria Municipal de Assistência Social em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde promoverá ao longo de todo mês de agosto a campanha "AGOSTO LILÁS". O movimento é uma campanha de conscientização pelo fim da violência contra a mulher. Ela foi desenvolvida em referência ao aniversário da Lei Maria da Penha, criada em 7 de agosto de 2006.

Metas: O Agosto Lilás nasceu com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do enfrentamento à violência contra a mulher, incentivando as denúncias de agressão, tentando levar informação e conscientizar a população.

Informações Adicionais: “Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes. Para denunciar qualquer ato de violência contra a mulher, ligue 180. Esse número é gratuito, confidencial (anônimo) e funciona 24 horas, todos os dias da semana, inclusive finais de semana e feriados, e pode ser acionado de qualquer lugar do Brasil.


SOCIAL EM AÇÃO (LAGOA DO MORRO)


Número: 20

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: É um evento com ações sociais promovidas pela Secretaria Municipal de Assistência Social juntamente a Prefeitura Municipal de Planalto, com atendimento multiprofissional na Lagoa do morro.

Informações Adicionais: Serão Ofertados: - Atendimento Social; - Emissão de 2ª via de Certidão de Nascimento; - Emissão de RG; - Serão distribuídas 30 senhas de atendimento pra RG; - Levar foto 3x4; - Taxa de R$43,62 para 2ª via. - Orientação sobre o BPC; - Varal Solidário.


CREAS


Número: 19

Responsável: Rosinete Rosa Andrade

Descrição: É uma unidade pública da política de Assistência Social onde são atendidas famílias e pessoas que estão em situação de risco social ou tiveram seus direitos violados.

Metas: O objetivo do CREAS é assegurar proteção social imediata e atendimento interdisciplinar às pessoas em situação de violência visando sua integridade física, mental e social; Prevenir o abandono e a institucionalização; Fortalecer os vínculos familiares e a capacidade protetiva da família. Nos serviços ofertados pelo CREAS podem ser atendidas famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, por violação de direitos, em conformidade com as demandas identificadas no território, tais como: violência física, psicológica e negligência; violência sexual: abuso e/ou exploração sexual; afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida de proteção; situação de rua; abandono; vivência de trabalho infantil; discriminação em decorrência da orientação sexual e/ou raça/etnia; descumprimento de condicionalidades do Programa Bolsa Família e do PETI em decorrência de situações de risco pessoal e social, por violação de direitos, cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto de Liberdade Assistida e de Prestação de Serviços à Comunidade por adolescentes, dentre outras.

Informações Adicionais: As principais ações/atividades que constituem o trabalho social essencial ao serviço e que devem ser realizadas pelos profissionais do CREAS são: Acolhida; escuta; estudo social; diagnóstico socioeconômico; monitoramento e avaliação do serviço; orientação e encaminhamentos para a rede de serviços locais; construção de plano individual e/ou familiar de atendimento; orientação sócio-familiar; atendimento psicossocial; orientação jurídicosocial; referência e contra-referência; informação, comunicação e defesa de direitos; apoio à família na sua função protetiva; acesso à documentação pessoal; mobilização, identificação da família extensa ou ampliada; articulação da rede de serviços socioassistenciais; articulação com os serviços de outras políticas públicas setoriais; articulação interinstitucional com os demais órgãos do Sistema de Garantia de Direitos; mobilização para o exercício da cidadania; trabalho interdisciplinar; cadastramento das organizações e dos serviços socioassistenciais; elaboração de relatórios e/ou prontuários; estímulo ao convívio familiar, grupal e social; mobilização e fortalecimento do convívio e de redes sociais de apoio; produção de orientações técnicas e materiais informativos; organização de banco de dados e informações sobre o serviço, sobre organizações governamentais e não governamentais e sobre o Sistema de Garantia de Direitos; dentre outros.


Oficinas


Número: 18

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CRAS e SCFV

Descrição: As oficinas são encontros previamente organizados, com objetivos de curto prazo a serem atingidos com um conjunto de famílias ou seus representantes visando a melhoria na qualidade de vida, identificando as potencialidades e fortalecendo os laços familiares.

Metas: Destinadas à promoção da saúde, as Oficinas Terapêuticas têm o intuito de fortalecer os espaços comunitários de convivência, de promoção de saúde mental e de produção de redes de solidariedade, realizando encontros nas unidades de Atenção Básica ou em espaços comunitários em que se dão as atividades criativas em grupo.

Resultados: Conclui-se que as oficinas terapêuticas afetam positivamente na melhora da qualidade de vida, e consequentemente, auxiliam o processo de reabilitação psicossocial e reinserção social do usuário em sofrimento psíquico.

Informações Adicionais: As oficinas terapêuticas seriam mecanismos em que os pacientes, através da manipulação de objetos, de recursos artísticos, artesanais, dinâmicas de grupo, jogos, teatros, entre outros, e acima de tudo através da socialização com outros pacientes podem trabalhar seus conteúdos emocionais, expressando-os. Propiciando um espaço para autonomia e a politização dos indivíduos, as oficinas são reconhecidas por permitir a aliança entre muitos aspectos necessários para a recuperação psicossocial dos indivíduos.


Atendimento e Acompanhamento Familiar


Número: 17

Responsável: Secretaria de Assistência Social, CRAS, CREAS e SCFV

Descrição: Atendimento e acompanhamento familiar, conforme demanda apresentada pela família, como resposta de um conjunto de intervenções, continuadas e pactuadas entre os profissionais responsáveis pelo acompanhamento e as famílias acompanhadas.

Metas: Os objetivos do Acompanhamento Familiar estão relacionados à necessidade de antecipação, por parte dos profissionais, da ocorrência de situações de vulnerabilidade e risco social, de modo a propiciarem uma forma de atendimento que proteja a família. A proteção atua no desenvolvimento de potencialidades para possibilitar o enfrentamento de vulnerabilidades e riscos sociais, desenvolvimento da Autonomia, que é o acesso aos Direitos Sociais que estão previstos na constituição como civis, ambientais, alimentação e outros e elaboração do Projeto de Vida.

Informações Adicionais: O primeiro passo para se elaborar um plano de acompanhamento familiar é a realização de um diagnóstico. O Plano de Acompanhamento Familiar inicia-se a partir do momento em que a família é acolhida no equipamento de proteção social. Por esse motivo, a equipe de referência deve estar totalmente alinhada no sentido de oferecer um ambiente que transmita confiança e escuta adequada de suas necessidades. Faz-se necessário que cada família tenha uma pessoa de referência, que ficará responsável por prestar as informações necessárias à elaboração do Plano de Acompanhamento Familiar e através da qual a equipe de referência irá construir o vínculo com os demais membros da família.


2ª Via de Registro Civil


Número: 16

Responsável: CRAS

Descrição: Solicitação de 2ª via de Registro civil gratuita em cartório do município de Planalto ou em outras cidades de País.

Informações Adicionais: Atendimento presencial, junto ao CRAS, para preenchimento do formulário de solicitação; O CRAS enviará via postal o formulário ao Cartório de origem do Certidão de Registro; O cartório emitirá a 2ª via do documento solicitado ao CRAS, que manterá contato com o solicitante para a entrega do documento.


Carteira do Idoso


Número: 15

Responsável: CRAS

Descrição: A Carteira da Pessoa Idosa é uma das formas de comprovação de renda para acessar o direito do acesso a transporte interestadual gratuito (duas vagas por veículo) ou desconto de 50% (cinquenta por cento), no mínimo, no valor das passagens para pessoas idosas com renda individual igual ou inferior a dois salários mínimos. A Carteira da Pessoa Idosa tem as informações de identificação da pessoa e QR Code ou código alfanumérico para verificação da validade da carteira.

Metas: O grande benefício da Carteira da Pessoa Idosa é desburocratizar o acesso a direitos, facilitando a vida dos cidadãos. O objetivo é realmente tornar o acesso o mais fácil e acessível possível.

Informações Adicionais: Quem pode utilizar este serviço? -Idosos -Pessoas idosas (acima de 60 anos) cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal com renda individual de até 2 (dois) salários mínimos. -Caso a pessoa idosa não tenha sido inscrita no Cadastro Único, deverá entrar em contato com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo do seu local de moradia para ser orientada e encaminhada para inscrição no Cadastro Único. Quanto tempo leva? Até 120 dia(s) corrido(s) é o tempo estimado para a prestação deste serviço. Informações adicionais ao tempo estimado Caso a pessoa idosa não tenha sido inscrita no Cadastro Único, deverá entrar em contato com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo do seu local de moradia para ser orientada e encaminhada para inscrição no Cadastro Único e posteriormente poder emitir a carteira. O prazo entre o cadastro no Cadastro Único e a emissão da carteira poderá ser de até 45 (quarenta e cinco) dias. Este serviço é gratuito para o cidadão.


Passe Livre


Número: 14

Responsável: CRAS

Descrição: O PASSE LIVRE é um programa da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT que garante a pessoas com deficiência e comprovadamente carentes o acesso gratuito ao transporte coletivo interestadual por rodovia, ferrovia e barco. O programa é para pessoas com deficiência física, mental, auditiva, visual, múltipla, com ostomia ou doença renal crônica, de baixa renda. Hoje, 200 mil pessoas são credenciadas. Oito mil credenciais são emitidas por mês e 145 mil processos são analisados por ano. Mas o cadastro de Benefício de Prestação Continuada do Governo Federal estima que um público potencial de 2,5 milhões de pessoas podem fazer parte do programa.

Informações Adicionais: Quem tem direito? Pessoa com deficiência física, mental, auditiva, visual ou renal crônica comprovadamente carente. Quem é considerado carente? Aquele com renda familiar mensal per capta de até um salário mínimo. Para calcular a renda, faça o seguinte: Veja quantos familiares residentes em sua casa recebem salário. Se a família tiver outros rendimentos que não o salário (lucro de atividade agrícola, pensão, aposentadoria, etc.), esses devem ser computados na renda familiar. Some todos os valores. Divida o resultado pelo número total de familiares, incluindo até mesmo os que não têm renda, desde que morem em sua casa. Se o resultado for igual ou abaixo de um salário mínimo, o portador de deficiência será considerado carente. Quais os tipos de transporte que aceitam o Passe Livre? Transporte coletivo interestadual convencional por ônibus, trem ou barco, incluindo o transporte interestadual semi-urbano. O Passe Livre não vale para o transporte urbano ou intermunicipal dentro do mesmo estado, nem para viagens em ônibus executivo e leito.


BENEFÍCIO EVENTUAL- NATALIDADE


Número: 13

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: Assim, no âmbito do SUAS, o benefício eventual em virtude de nascimento é prestado para garantir apoio às famílias, por meio de bens de consumo ou valores monetários/pecúnia.

Metas: A oferta visa prevenir situações que impõem dificuldades para a sobrevivência dos sujeitos, em condições de dignidade humana, garantindo o compromisso do poder público frente à ocorrência de eventos inesperados e repentinos ligados a gestações, nascimentos ou morte de crianças, e/ou morte das mães.

Informações Adicionais: A oferta do benefício eventual por situação de nascimento se destina a evitar e superar inseguranças e vulnerabilidades sociais vivenciadas pelas mães e famílias nos processos que envolvem nascimentos ou a morte da própria mãe e/ou de filhas e filhos e que impactam na convivência, na autonomia, na renda, enfim, na capacidade de viver dignamente e de proteger uns aos outros no grupo familiar.


BENEFÍCIO ALUGUEL SOCIAL


Número: 12

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: Auxílio financeiro com o pagamento de aluguel, com duração de 3 meses, destinado a famílias carentes ou que vivam em situações vulneráveis, e precisam de um local para morar, temporariamente.

Metas: As normativas do SUAS vigentes indicam que os riscos perdas e danos decorrentes da falta de domicílio caracterizam vulnerabilidade temporária. Desta forma, cabe a concessão deste benefício eventual, visto que os indivíduos nesta situação estão em desproteção social. Baseadas nesta previsão normativa, algumas gestões locais de Assistência Social instituíram benefício específico para ausência temporária de residência, ocasionada por motivos diversos, identificado como “aluguel social”, “auxílio moradia”, “auxílio aluguel”, “benefício por desabrigamento”, entre outros.

Informações Adicionais: Famílias em situação de vulnerabilidade temporária, caracterizada pelo advento de riscos, perdas e danos à integridade pessoal e familiar. Documentos Necessários: RG; CPF; Numero do NIS; Comprovante do endereço atual.


BENEFÍCIO EVENTUAL: AUXÍLIO FUNERAL


Número: 11

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: Concessão do auxílio funeral a famílias em situação de vulnerabilidade social, como ajuda de custo em única parcela, ou bens de consumo, para complemento de despesa com funeral, decorrente de falecimento de membro da família, sempre que houver recursos.

Metas: Ter um produto para ajudar em momentos imprevistos faz toda a diferença, e é esse o objetivo do Auxílio Funeral: garantir o reembolso das despesas pagas com o funeral, em caso de falecimento, o reembolso será feito as pessoas que comprovarem que pagaram as despesas do funeral.

Informações Adicionais: Quando um membro da família falecer, o parente deve se dirigir até a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social com os seus documentos pessoais, a Certidão de óbito e documentos da pessoa falecida. Se a família se enquadrar nos quesitos, o benefício é concedido.


BENEFÍCIO EVENTUAL: CESTA BÁSICA


Número: 10

Responsável: Secretaria de Assistência Social e CRAS

Descrição: O benefício eventual, na forma de cesta básica, constitui-se em uma prestação temporária, em alimentos, para reduzir a vulnerabilidade provocada pela falta de condições socioeconômicas.

Informações Adicionais: A oferta de benefícios eventuais nas situações de vulnerabilidade temporária por falta ou dificuldade de acesso a alimentos é realizada na forma de bens de consumo, com a concessão de cestas básicas ou kits nutricionais. Com a finalidade de garantir maior autonomia aos indivíduos e famílias, alguns municípios realizam a oferta do benefício em forma de pecúnia aos requerentes de alimentos no campo da política de Assistência Social. É importante destacar que a oferta de alimentos como benefício eventual deverá respeitar e levar em consideração os hábitos alimentares locais, a dignidade dos cidadãos e o direito humano à alimentação adequada, conforme princípio estruturante da Política de Segurança Alimentar e Nutricional . A vulnerabilidade temporária é uma vulnerabilidade momentânea, resultante de uma contingência, ou seja, de um fato ou situação inesperada.


PROGRAMA - CRIANÇA FELIZ


Número: 9

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: O Programa Criança Feliz surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças até seis anos ofereçam a seus pequenos ferramentas para promover seu desenvolvimento integral. Por meio de visitas domiciliares às famílias participantes do Cadastro Único, as equipes do Criança Feliz farão o acompanhamento e darão orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários, além de estimular o desenvolvimento infantil.

Metas: Os visitadores serão capacitados em diversas áreas de conhecimento, como saúde, educação, serviço social, direitos humanos, cultura etc. A troca com as famílias será rica e constante. Assim, novos campeões serão criados e a luta pelo desenvolvimento social será vencida. Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados, principalmente quando há grávidas e crianças de até três anos na família. O Programa Criança Feliz atende gestantes, crianças de até 36 meses e suas famílias incluídas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, crianças de até 72 meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada (BPC); e crianças de até seis anos afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção. Os objetivos são: -Promover o desenvolvimento infantil integral; -Apoiar a gestante e a família na preparação para o nascimento da criança; -Cuidar da criança em situação de vulnerabilidade até os seis anos de idade; -Fortalecer o vínculo afetivo e o papel das famílias no cuidado, na proteção e na educação das crianças; -Estimular o desenvolvimento de atividades lúdicas; -Facilitar o acesso das famílias atendidas às políticas e serviços públicos de que necessitem;

Informações Adicionais: POPULAÇÃO BENEFICIÁRIA Gestantes e crianças de até 36 (trinta e seis) meses inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais - CadÚnico; Crianças de até 72 (setenta e dois) meses e suas famílias beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada; Crianças de até 72 (setenta e dois) meses afastadas do convívio familiar em razão da aplicação de medida de proteção prevista no art. 101, caput, incisos VII e VIII, da Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, e suas famílias; Crianças de até 72 (setenta e dois) meses inseridas no Cadastro Único para Programas Sociais - CadÚnico, que perderam ao menos um de seus responsáveis familiares, independente da causa de morte, durante o período Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da Covid-19.


PROGRAMA BENEFÍCIO DE PRESTAÇÃO CONTINUADA - BPC


Número: 8

Responsável: Thaynan Rocha Brito de Bulhões e Marcos Nascimento da Silva Santos

Descrição: O Benefício de Prestação Continuada – BPC, previsto na Lei Orgânica da Assistência Social – LOAS, é a garantia de um salário mínimo por mês ao idoso com idade igual ou superior a 65 anos ou à pessoa com deficiência de qualquer idade. No caso da pessoa com deficiência, esta condição tem de ser capaz de lhe causar impedimentos de natureza física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo (com efeitos por pelo menos 2 anos), que a impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas. O BPC não é aposentadoria. Para ter direito a ele, não é preciso ter contribuído para o INSS. Diferente dos benefícios previdenciários, o BPC não paga 13º salário e não deixa pensão por morte. Para ter direito ao BPC, é necessário que a renda por pessoa do grupo familiar seja igual ou menor que 1/4 do salário-mínimo (Como calcular a renda per capita familiar). Além da renda de acordo com o requisito estabelecido, as pessoas com deficiência também passam por avaliação médica e social no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O beneficiário do BPC, assim como sua família, deve estar inscrito no Cadastro Único. Isso deve ser feito antes mesmo de o benefício ser solicitado. Sem isso, ele não pode ter acesso ao BPC. O requerimento do BPC é realizado nos canais de atendimento do INSS - pelo telefone 135 (ligação gratuita de telefone fixo) ou pelo site ou aplicativo de celular “Meu INSS” . Pode ser feito, também, nas Agências da Previdência Social (APS). A gestão do BPC é feita pelo Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Nacional de Assistência Social (SNAS), que é responsável pela implementação, coordenação, regulação, financiamento, monitoramento e avaliação do benefício. A operacionalização é realizada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Metas: Tem por objetivo principal amparar pessoas à margem da sociedade e que não podem prover seu sustento. A assistência social está prevista na Constituição Federal, no art. 203, e tem por objetivos: -A proteção à família, à maternidade, à infância, à adolescência e à velhice; -O amparo às crianças e adolescentes carentes; -A promoção da integração ao mercado de trabalho; -A habilitação e reabilitação de pessoas com algum tipo de deficiência e a promoção de sua integração à vida comunitária; -A garantia de um salário mínimo de benefício mensal à pessoa com deficiência e ao idoso que comprovem não possuir meios de prover a própria manutenção ou de tê-la provida por sua família, conforme dispuser lei específica (por esse motivo foi criada a LOAS, que estabelece regras para a concretização dos direitos garantidos pela Constituição Federal). No art. 2º dessa lei, é citada a garantia de um salário mínimo mensal para pessoas com deficiência e idosos que comprovem não ter condições de se manter financeiramente ou tê-la provida pela sua família.

Indicadores: Tem direito ao BPC o brasileiro, nato ou naturalizado, e as pessoas de nacionalidade portuguesa, desde que comprovem residência no Brasil. A renda por pessoa do grupo familiar deve ser igual ou menor que ¼ do salário mínimo, podendo receber o benefício: Pessoa idosa, com idade de 65 (sessenta e cinco) anos ou mais. Pessoa com deficiência, de qualquer idade. A deficiência é entendida como uma condição que apresenta impedimentos de longo prazo (com efeitos por pelo menos 2 anos) de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, que, em interação com diversas barreiras, podem dificultar ou impedir a participação plena e efetiva de uma pessoa na sociedade em igualdade de condições com as demais. O BPC não pode ser acumulado com outro benefício da Seguridade Social (como, por exemplo, o seguro desemprego, a aposentadoria e a pensão) ou de outro regime, a não ser com a assistência médica, pensões especiais de natureza indenizatória e a remuneração do contrato de aprendizagem.


Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculo


Número: 7

Responsável: Micaellen Oliveira Gomes Silva Santos

Descrição: O Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) é um conjunto de serviços realizados em grupos, de acordo com o seu ciclo de vida, e que busca complementar o trabalho social com famílias e prevenir a ocorrência de situações de risco social. Além disso, o SCFV fortalece as relações familiares e comunitárias e promove a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. É realizado por meio do Serviço de Proteção e Atendimento Integral às Famílias (PAIF) e do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado às Famílias e Indivíduos (PAEFI).

Metas: O principal objetivo é desenvolver o sentimento de pertencimento e de identidade. Além de incentivar a socialização e a convivência comunitária e a promoção de potencialidades, a partir das atividades realizadas em grupo. Além dos objetivos gerais, o SCFV tem objetivos específicos para cada ciclo de vida, tendo em vista as especificidades de cada etapa do desenvolvimento dos sujeitos.

Informações Adicionais: Dentre os eixos norteadores que perpassam todos os ciclos da vida dos usuários, estão: a participação, a convivência social e o direito de ser. A convivência social é considerada o principal eixo do SCFV, por traduzir a essência dos serviços da Proteção Social Básica e promovendo o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. As ações e atividades estimulam o convívio social e familiar, o sentimento de pertença, a formação da identidade, a construção de novos projetos de vida, etc. Já o direito de ser, estimula o exercício da infância e da adolescência, por meio de atividades que promovem a troca de experiências, e potencializam a vivência em cada ciclo de vida. Por fim, a participação, através da oferta de atividades do SCFV, busca estimular a participação dos usuários nos diversos espaços de controle social, e através da família, comunidade e escola, assegurando dessa forma o seu papel como sujeito de direitos e deveres..


CRAS- Centro de Referência da Assistência Social


Número: 6

Responsável: Mateus de Oliveira Prado Lemos

Descrição: O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) é a porta de entrada da Assistência Social. É um local público, localizado prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade social, onde são oferecidos os serviços de Assistência Social, com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade. A partir do adequado conhecimento do território, o CRAS promove a organização e articulação das unidades da rede socioassistencial e de outras políticas. Assim, possibilita o acesso da população aos serviços, benefícios e projetos de assistência social, se tornando uma referência para a população local e para os serviços setoriais. Conhecendo o território, a equipe do CRAS pode apoiar ações comunitárias, por meio de palestras, campanhas e eventos, atuando junto à comunidade na construção de soluções para o enfrentamento de problemas comuns, como falta de acessibilidade, violência no bairro, trabalho infantil, falta de transporte, baixa qualidade na oferta de serviços, ausência de espaços de lazer, cultural, entre outros.

Metas: Constituindo-se como uma referência para a comunidade, um espaço de convivência e a porta de entrada para os serviços da Assistência Social no SUAS, o objetivo principal do CRAS é desenvolver as potencialidades, o protagonismo e a autonomia dos indivíduos. A palavra-chave que define o centro de referência é a prevenção, pois é nesse equipamento que a população que se encontra em situação de risco e vulnerabilidade, mas ainda com vínculos familiares preservados, é atendida. O que é oferecido no CRAS é diferente do que é ofertado aos usuários atendidos pela proteção social especial no CREAS, no qual os indivíduos se encontram em uma situação de risco pessoal ou social, em que seus direitos foram violados ou ameaçados.

Informações Adicionais: O CRAS é destinado à população fragilizada pela pobreza, ausência de renda e com acesso precário aos serviços públicos, ou que esteja com os vínculos afetivos enfraquecidos, porém ainda sem rompimento. A equipe do CRAS trabalha preventivamente, organizando e ofertando serviços com o objetivo de emancipar esses indivíduos. Idosos, pessoas com deficiência, crianças resgatadas do trabalho infantil, beneficiários de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família e Benefícios de Prestação Continuada (BPC), e famílias ou indivíduos em situação de vulnerabilidade são as pessoas que comumente fazem uso do seu direito de proteção social básica.


Junta Militar


Número: 5

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: São órgãos de execução do Serviço Militar nos municípios, sendo presididas pelos prefeitos municipais. Este local pertencente à Prefeitura Municipal onde o brasileiro realiza seu alistamento e/ou retira seu documento militar.

Metas: Essencial para a mobilização do povo brasileiro em defesa da soberania nacional, o Serviço Militar Obrigatório visa o provimento de quadros para as Forças Armadas, a partir da seleção e incorporação de jovens representantes de todas as classes sociais e regiões do País. O alistamento é obrigatório para os cidadãos do sexo masculino, no ano que completa 18 anos de idade. Além de prover e capacitar quadros para as Forças Armadas, o Serviço Militar é um importante instrumento de afirmação da unidade nacional, formando cidadãos com espírito cívico, com valores de solidariedade e justiça, princípios éticos e forte sentimento patriótico. Aos jovens selecionados é facultada a permanência no serviço ativo, conforme previsto pelo art. 143 da Constituição Federal. Os recrutas, de acordo com a disponibilidade de vagas, também têm a oportunidade de participar do Projeto Soldado Cidadão, que oferece capacitação técnica em diversos ofícios, visando prepará-los para enfrentar o mercado de trabalho em melhores condições – caso optem por não seguir carreira nas instituições militares.

Informações Adicionais: Quem estiver em débito com o Serviço Militar não poderá: obter passaporte ou prorrogação de sua validade; ingressar como funcionário, empregado ou associado em instituição, empresa ou associação oficial, oficializada ou subvencionada; assinar contrato com o Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios; prestar exame ou matricular-se em qualquer estabelecimento de ensino; obter carteira profissional, registro de diploma de profissões liberais, matrícula ou inscrição para o exercício de qualquer função e licença de indústria e profissão; inscrever-se em concurso para provimento de cargo público; exercer, a qualquer título, sem distinção de categoria ou forma de pagamento, qualquer função pública ou cargo público, eletivos ou de nomeação; e receber qualquer prêmio ou favor do Governo Federal, Estadual, dos Territórios ou Municípios.


Conselho Tutelar


Número: 4

Responsável: Secretaria de Assistência Social

Descrição: ''O Conselho Tutelar é órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente, definidos nesta Lei.” Para simplificar, o Conselho Tutelar é um órgão público que tem como atribuição garantir o respeito aos direitos das crianças e dos adolescentes no Brasil, não tendo autoridade para julgar juridicamente. Nesse sentido, a sua missão institucional é representar a sociedade na defesa dos direitos da população infantil no país, como o direito à vida, à saúde, à educação, ao lazer, à liberdade, à cultura, à convivência familiar e comunitária, entre outros.

Informações Adicionais: A função do conselho também é determinada pelo ECA, por meio do seu artigo 136. Nele, expressa-se atribuições como atendimentos a crianças e adolescentes, aconselhamento a seus familiares, requisitar serviços públicos na área da saúde, educação, serviços sociais, previdência, trabalho e segurança, entre outros. Além disso, uma função do Conselho Tutelar é encaminhar ao Ministério Público e à autoridade judiciária os casos de sua competência, como infração penal ou administrativa contra os direitos das crianças e dos adolescentes. Sendo assim, ressalta-se que o órgão deve ser acionado em qualquer situação de ameaça ou violação de direitos das crianças e dos adolescentes. Por ser municipal, cada cidade possui o seu Conselho Tutelar e o seu número para acioná-lo, mas em todo o Brasil é possível contatá-lo por meio do Disque 100 do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Outro importante aspecto das atribuições do conselho é em relação ao atendimento e aconselhamento aos pais e responsáveis. Como a família é a primeira e mais relevante instituição para prover as necessidades básicas das crianças, o órgão deve agir em casos de omissão, negligência, maus-tratos ou insuficiência de recursos para garantir o interesse das crianças e adolescentes. Nesse sentido, o Conselho Tutelar busca fortalecer e reordenar o ambiente familiar, eliminando qualquer situação de risco e vulnerabilidade para crianças e adolescentes. Sendo que o descumprimento injustificado das deliberações do conselho é previsto como crime, conforme o artigo 236 do ECA. Dessa forma, para resumir as suas ações, podemos dizer que o órgão: -Preza pelo bem-estar da infância e da adolescência; -Faz o acompanhamento de crianças e adolescentes em emergências hospitalares; -Em casos de infrações, acompanha as ações policiais; -Combate a evasão escolar; -Fiscaliza e acompanha instituições de abrigo infantil.


Identidade Jovem (ID JOVEM)


Número: 3

Responsável: Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social

Descrição: A ID Jovem é destinada às pessoas com idade entre 15 e 29 anos, pertencentes à família com renda mensal de até dois salários mínimos e inscritos no Cadastro Único do Governo Federal, com informações atualizadas há pelo menos 24 meses. A Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, é o documento que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos artístico-culturais e esportivos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015 .

Informações Adicionais: Para que o jovem de baixa renda possa ser beneficiário do Programa, é necessário atender, cumulativamente, aos seguintes requisitos: • Ser jovem de baixa renda com idade entre 15 e 29 anos; • Possuir renda familiar mensal de até dois salários mínimos; • Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e com o cadastro atualizado nos últimos 24 meses. Ah, e não é necessário estar estudando!


Bolsa Família


Número: 2

Responsável: GILBERTO LEITE DE ARRUDA OLIVEIRA

Descrição: O Bolsa Família é um programa que contribui para o combate à pobreza e à desigualdade no Brasil. Ele foi criado em outubro de 2003 e possui três eixos principais: Complemento da renda — todos os meses, as famílias atendidas pelo Programa recebem um benefício em dinheiro, que é transferido diretamente pelo governo federal. Esse eixo garante o alívio mais imediato da pobreza.   Acesso a direitos — as famílias devem cumprir alguns compromissos (condicionalidades), que têm como objetivo reforçar o acesso à educação, à saúde e à assistência social. Esse eixo oferece condições para as futuras gerações quebrarem o ciclo da pobreza, graças a melhores oportunidades de inclusão social.   Importante — as condicionalidades não têm uma lógica de punição; e, sim, de garantia de que direitos sociais básicos cheguem à população em situação de pobreza e extrema pobreza. Por isso, o poder público, em todos os níveis, também tem um compromisso: assegurar a oferta de tais serviços. Articulação com outras ações — o Bolsa Família tem capacidade de integrar e articular várias políticas sociais a fim de estimular o desenvolvimento das famílias, contribuindo para elas superarem a situação de vulnerabilidade e de pobreza. Desde 2011, o Bolsa Família faz parte do Plano Brasil Sem Miséria, que reuniu diversas iniciativas para permitir que as famílias deixassem a extrema pobreza, com efetivo acesso a direitos básicos e a oportunidades de trabalho e de empreendedorismo. A gestão do Bolsa Família é descentralizada, ou seja, tanto a União, quanto os estados, o Distrito Federal e os municípios têm atribuições em sua execução. Em nível federal, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) é o responsável pelo Programa, e a Caixa Econômica Federal é o agente que executa os pagamentos.  O Programa Bolsa Família está previsto em lei — Lei Federal nº 10.836, de 9 de janeiro de 2004 — e é regulamentado pelo Decreto nº 5.209, de 17 de setembro de 2004.

Resultados: Em Planalto, há 3.722 famílias beneficiárias do Bolsa Família. Essas famílias equivalem, aproximadamente, a 36,31% da população total do município inscritas no Sistema de Cadastro Único, e inclui 1.441 famílias que, sem o programa, estariam em condição de extrema pobreza. Em média, tem sido transferido R$ 681.478,00 às famílias do Programa e o benefício médio repassado foi de R$ 183,09 por família. Conforme estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública federal vinculada ao Ministério do Planejamento, a cada R$ 1,00 transferido às famílias do programa, o Produto Interno Bruto (PIB) municipal tem um acréscimo de R$ 1,78. A cobertura do programa é de 109,18% em relação à estimativa de famílias pobres no município. Essa estimativa é calculada com base nos dados mais atuais do Censo Demográfico, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Cadastro Único


Número: 1

Responsável: Bolsa Família

Descrição: O Cadastro Único é um registro que permite ao governo saber quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil. Ele foi criado pelo Governo Federal, mas é operacionalizado e atualizado pelas prefeituras de forma gratuita. Ao se inscrever ou atualizar seus dados no Cadastro Único, você pode tentar participar de vários programas sociais.

Metas: O Cadastro Único é um instrumento coordenado pelo Ministério da Cidadania que tem como objetivo identificar e caracterizar as famílias brasileiras de baixa renda, sendo também pré-requisito para participação em mais de 30 programas e serviços disponibilizados.

Informações Adicionais: Quando você faz o seu Cadastro Único, você e sua família podem ter acesso a vários Programas Sociais do Governo Federal. Mas cada programa tem as suas próprias regras. Assim, além de ter feito o cadastro, a sua família precisa estar dentro das regras dos programas. Verifique quais são os programas sociais do Governo Federal a que a sua família pode ter acesso e quais são as regras de cada um. Se você se interessar por algum programa, procure o Posto do Cadastro Único para ter mais informações sobre como fazer parte. -Auxílio Emergencial -Ação de Distribuição de Alimentos (ADA) -Benefício de Prestação Continuada (BPC) -Carteira do Idoso -Concessão de bolsas por entidades com Certificação de Entidades Beneficentes de Assistência Social com atuação na área da educação (CEBAS-Educação) -Créditos Instalação do Programa Nacional de Reforma Agrária -Facultativo de Baixa Renda -Identidade Jovem (ID Jovem) -Isenção de taxas de inscrição em concursos públicos -Isenções na taxa de inscrição para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) -Plano Progredir - Programa Nacional do Microcrédito Produtivo Orientado -Programa Bolsa Família -Programa Cisternas - Programa Nacional de Apoio à Captação de Água de Chuva e Outras Tecnologias Sociais de Acesso à Água -Programa Criança Feliz -Programa de Erradicação do Trabalho Infantil -Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais -Programa Minha Casa Minha Vida / Casa Verde Amarela -Programa Nacional de Crédito Fundiário -Programa Nacional de Reforma Agrária -Sistema de Seleção Unificada - Sisu/Lei de cotas -Tarifa Social de Energia Elétrica -Telefone Popular - Acesso Individual Classe Especial -Programa de Urbanização de Assentamento Precários -Projeto Dom Hélder Câmara -Programa Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) -Serviços Socioassistenciais



Órgão: Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura

Teste de Aceitabilidade


Número: 90

Responsável: Gerencia de Alimentação e Nutricionista Escolar

Descrição: O Teste de Aceitabilidade é o conjunto de procedimentos cientificamente reconhecidos, onde faz parte de uma análise sensorial de alimentos, que evoca, mede, analisa e interpreta reações das características de alimentos e materiais como são percebidas pelos órgãos da visão, olfato, paladar, tato e audição. Ele é realizado com os alunos, destinado a medir o índice de aceitação da nova receita implementada no cardápio escolar.

Metas: Ver o nível de aceitação da nova merenda implementada

Indicadores: A aceitação da nova merenda foi muito especifico de acordo cada escola, algumas escolas os alunos aceitaram bem, outras não foram bem aceitas.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 29/11/2023


Lavagem correta das maõs


Número: 89

Responsável: Gerencia de Alimentação e Nutrição Escolar com Secretaria Municipal de Saúde

Descrição: Foi uma ação feita pela Secretaria de Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, com o intuito de implementar uma nova portaria no município. Onde uma nutricionista de cada área envolvida foi convidada para falar sobre o tema nas escolas municipais.

Metas: "-Implementar uma nova portaria no Município; - Mostrar aos alunos a importância da lavagem correta das mãos e como deve ser feita."

Indicadores: Houve um bom resultado com a ação feita

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 28/11/2023


Grupo de autolesão


Número: 88

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: Necessidade de cuidar da saúde mental da comunidade escolar, numa perspectiva crítica de atuação.

Metas: Acolher a demandas emocionais dos membros da comunidade escolar de forma breve, por meio do acolhimento e da escuta.

Indicadores: "- As pessoas que participaram do plantão foram ouvidas e acolhidas; - A comunidade escolar foi orientada sobre a importância do cuidado com a saúde mental; - A comunidade escolar foi psicoeducada sobre o formato, objetivo e vantagens do Plantão Psicológico; - O plantão psicológico foi realizado acolhendo e encaminhando os participantes, quando necessário. "

Informações Adicionais: Ação realizada entre os dias 13/03/2023 e 18/09/2023


Visitas Técnicas


Número: 86

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Visitas de monitoramento nas escolas municipais.

Metas: Analisar o ambiente da cozinha escolar; Aplicar o check in list; Observar as vestimentas das merendeiras e auxiliares; Acompanhar a aceitação das crianças diante o cardápio escolar 2023.

Indicadores: No decorrer das visitas, foram feitas as correções devidas a cada situação.

Informações Adicionais: Realizadas na primeira semana de novembro de 2023


Distribuição da merenda escolar


Número: 85

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar

Descrição: Momento de separar e distribuir os alimentos que serão usados durante a semana nas escolas.

Metas: -Distribuir os alimentos em quantidades corretas para serem usadas no decorrer da semana a fim de atender a demanda da alimentação escolar

Indicadores: Foi feita a devida distribuição.

Informações Adicionais: Mês de outubro


Programa de Saúde na Escola


Número: 84

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Foi uma ação em parceria com a Secretaria de Saúde, onde teve um momento da palestra e posteriormente foi coletado o peso e altura dos alunos.

Metas: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; -Coletar o peso e altura dos alunos;

Indicadores: Foi perceptível a preferência e gostos dos alunos pelas frutas, possuindo bons hábitos alimentares.

Informações Adicionais: Teve o momento da palestra, onde foi falado sobre a Alimentação Saudável, e foi mostrado quais são os alimentos que devemos dar preferência.


Programa de Saúde na Escola


Número: 83

Responsável: Nutricionista da Educação e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

Descrição: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; Coletar o peso e altura dos alunos, para posteriormente fazer um diagnóstico nutricional dos mesmo;

Indicadores: Foi observado que muitos alunos preferem alimentos muito processados, contendo muita açúcar, conservantes, corantes e etc.

Informações Adicionais: Como forma de tentar combater os indicadores de impacto, teve o momento da palestra, onde foi falado sobre a Alimentação Saudável e os riscos da obesidade. Também foi mostrada a quantidade de óleo e açúcar presente em determinados alimentos.


Clube da Super Calma


Número: 82

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Denise Novaes

Descrição: Necessidade de cuidar da saúde mental dos alunos dos anos iniciais.

Metas: Manejo da ansiedade e das emoções negativas a partir de técnicas de reestruturação cognitiva e relaxamento e ensino de habilidades socioemocionais.

Indicadores: Pais e alunos psicoeducados sobre a ansiedade e habilidades socioemocionais; Foi promovida interação escola-família; Foram ensinadas estratégias de enfrentamento para momentos de instabilidade emocional.


Capacitação Merendeiras 2024


Número: 82

Responsável: Nutricionistas e Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar

Descrição: Ocorreu a Capacitação das Merendeiras, as nutricionistas Jamilli Sousa e Lucélia Calixto, fizeram uma apresentação de como funciona a merenda escolar, e algumas regras a serem seguidas, tudo baseado nas leis que rege a alimentação escolar.

Metas: Apresentar para as merendeiras como deve funcionar a merenda escolar, e sanar as dúvidas que as pessoas apresentassem.

Indicadores: Foram apresentados como deve ocorrer o funcionamento da merenda escolar, e também foi sanada as dúvidas que surgiram durante a capacitação.

Informações Adicionais: Realizada no dia 23/02/2024


Grupo Escola de Pais


Número: 81

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: Pais e responsáveis com dificuldades em lidar com demandas socioemocionais dos seus filhos. TEMA: Desenvolvimento emocional infantil

Metas: Possibilitar o desenvolvimento do papel de pai e mãe por meio da reflexão das suas funções e sua operacionalização assim como suprir informações sobre o desenvolvimento da criança auxiliando-os a compreender e co-participar do processo de desenvolvimento dos seus filhos.

Indicadores: Foi foratalecida a instituição familiar e potencializar vínculos familiares; Foi refletido sobre os diversos papéis daqueles que são responsáveis pela educação das crianças; Foram psicoeducados sobre o desenvolvimento infantil e suas fases; Foram sensibilizados para a reflexão sobre o papel de pais e mãe e/ou responsável pelas crianças através de psicoeducação, dinâmicas de grupo.


Agosto Lilás: O Amor Não Causa Dor


Número: 80

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: Necessidade de discutir a problemática da violência contra mulher.

Metas: Conscientizar a comunidade escolar contra a prática da violência doméstica e familiar contra a mulher, capacitando os educadores para o desenvolvimento de atividades no contexto escolar, com a finalidade de desconstruir a cultura de violência em desfavor do gênero feminino.

Indicadores: -A comunidade escolar foi psicoeducada sobre a violência doméstica; -Foram realizadas ações a fim de conscientizar sobre o enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher. -Foi realizada parceria com a rede intersetorial para a executar as ações do Agosto Lilás.


Grupo Reflexivo - Conversa Teen


Número: 79

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: Visita institucional à escola para conversar com gestão e coordenação para saber sobre as queixas escolares.

Metas: Oferecer espaços de diálogo e reflexão, no sentido de proporcionar momentos de elaboração de experiências negativas, além de possibilitar a construção de projetos de vida.

Indicadores: -Foram debatidos questões referentes à adolescência; -Foram promovidos espaços de fala entre os adolescentes participantes do grupo; -Foram apresentadas estratégias de enfrentamento para problemas referentes a esta etapa de vida; -Foram elaborados projetos de vida e perspectivas de futuro com os participantes.


Indisciplina


Número: 78

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: A identificação do problema atual na Escola José Coelho Costa se deu através da ficha de queixa escolar relatando problemas em duas turmas referentes ao uso do palavrão durante as aulas, bem como falta de respeito e indisciplina por parte dos alunos.

Metas: -Foi discutido o sentido ético da convivência humana nas suas relações com as várias dimensões da vida social; - Compreender a importância da linguagem sem ofensas e insultos nas relações sociais; - Adotar atitudes que visem resgatar valores como respeito e a tolerância, bem como valorizar o diálogo, a solidariedade e a justiça; - Repensar práticas pedagógicas que possam contribuir para a indisciplina escolar; - Repensar parentais pedagógicas que possam contribuir para a indisciplina escolar; - Conhecer e utilizar metodologias ativas no dia a dia escolar.


Programa Saúde nas Escola


Número: 77

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar

Descrição: Foi uma ação em parceria com a Secretaria de Saúde, onde teve um momento da palestra e posteriormente foi coletado o peso e altura dos alunos.

Metas: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; -Coletar o peso e altura dos alunos, para posteriormente fazer um diagnóstico nutricional dos mesmo;

Indicadores: Foi observado que muitos alunos preferem alimentos muito processados, contendo muita açúcar, conservantes, corantes e etc.

Informações Adicionais: Como forma de tentar combater os indicadores de impacto, teve o momento da palestra, onde foi falado sobre a Alimentação Saudável e os riscos de da Obesidade Infantil, e também foi mostrado a quantidade de óleo e açúcar presente em determinados alimentos.


Visitas Técnicas


Número: 76

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: fazer visitas de monitoramento nas escolas municipais

Metas: -Analisar o ambiente da cozinha escolar; -Aplicar o check in list; -Observar a vestimenta das merendeiras e auxiliares; -Acompanhar a aceitação das crianças diante o cardápio escolar 2023.

Indicadores: No decorrer das visitas, foram feitas as correções devidas a cada situação.


2ª edição dos Jogos Estudantis


Número: 75

Responsável: Núcleo Pedagógico - SMEC

Descrição: Os Jogos Estudantis ocorrem na mesma Semana do Festival de Artes, porém, é destinado apenas ao público dos Anos Finais do Ensino Fundamental, em que as escolas municipais formam equipes para realização dos jogos intercolegiais, como futebol, baleado e atletismo.

Metas: - Unificar a comemoração do Dia do Estudante. - Integrar escolas da rede municipal de ensino. - Valorizar e dar visibilidade aos estudantes da rede municipal. - Fomentar e incentivar a prática esportiva.

Indicadores: Em mais uma edição dos Jogos Estudantis obtivemos resultados positivos, uma vez que os estudantes puderam participar de um momento de interação e esporte durante a semana do estudante. Mesmo aqueles que não jogaram estavam presente para torcer por sua escola.

Informações Adicionais: realizado do dia 08/08/2023 à 10/08/2023.


III Festival de Artes Estudantis


Número: 74

Responsável: Núcleo Pedagógico - SMEC

Descrição: O Festival de Artes Estudantis tem por objetivo comemorar a Semana do Estudante de uma maneira em que os estudantes possam mostrar o seu talento, seja através da dança, música, pintura ou escrita, e sendo valorizado por isso através de grandes premiações.

Metas: "- Unificar a comemoração do Dia do Estudante. - Integrar escolas da rede municipal de ensino. - Valorizar e dar visibilidade aos estudantes da rede municipal. - Promover a arte e a cultura."

Indicadores: Os estudantes participaram ativamente, e obtivemos resultados positivos, assim como nos anos anteriores. É um projeto que mobiliza toda comunidade escolar e que os estudantes adoram participar.

Informações Adicionais: 07//08/2023 à 10/08/2023


Reunião Intersetorial


Número: 73

Responsável: Nucleo Pedagógico - Pisicólogas Ana Paula Guilherme e Denise Novaes

Descrição: Reunião realizada a fim de discutir o fluxo da rede intersetorial do município.

Metas: Articular serviços da esfera municipal para maior resolutividade das demandas existentes.

Indicadores: Foi estabelecido um espaço compartilhado de decisões entre diferentes instituições. Foi formulado implementado políticas públicas que possam ter impactos positivos em uma comunidade; Foi Promovido a participação de políticas e ações intersetoriais que tenham como objetivo a integralidade do atendimento.


Visita Técnica


Número: 71

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Fazer visitas de monitoramento nas escolas municipais.

Metas: Analisar o ambiente da cozinha escolar; Aplicar o checklist; Observar as vestimentas das merendeiras e auxiliares; Acompanhar a aceitação das crianças diante o cardápio escolar 2023.

Indicadores: No decorrer das visitas, foram feitas as correções devidas a cada situação


Saúde na Escola Municipal Davina Lins de Albuquerq


Número: 70

Responsável: Nutricionista da Educação e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf)

Descrição: Foi uma ação em parceria com a Secretaria de Saúde, onde teve um momento da palestra e posteriormente foi coletado o peso e altura dos alunos.

Metas: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; -Coletar o peso e altura dos alunos, para posteriormente fazer um diagnóstico nutricional dos mesmo;

Indicadores: Foi observado que muitos alunos levam o seu próprio lanche, no qual normalmente são alimentos muito processados, contendo muita açúcar, conservantes, corantes e etc.

Informações Adicionais: Como forma de tentar combater os indicadores de impacto, teve o momento da palestra, onde foi apresentado a Pirâmide Alimentar como base para uma Alimentação Saudável.


Palestra sobre a importância da alimentação saudáv


Número: 70

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Foi feita uma palestra com os alunos da Lagoa D’Anta, com o tema “Alimentação Saudável”.

Metas: Conscientizar os alunos sobre a importância da Alimentação Saudável;

Indicadores: Foi observado que uma parte dos alunos preferem alimentos muito processados, contendo muita açúcar, conservantes, corantes e etc.

Informações Adicionais: Como forma de tentar combater os indicadores de impacto, teve o momento da palestra, onde foi falado sobre a Alimentação Saudável e os riscos de da obesidade Infantil, e também foi mostrado a quantidade de óleo e açúcar presente em determinados alimentos.


Saúde na Escola Municipal Davina Lins de Albuquerq


Número: 69

Responsável: Nutricionista da Educação e o Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf).

Descrição: Foi uma ação em parceria com a Secretaria de Saúde, onde teve um momento da palestra e posteriormente foi coletado o peso e altura dos alunos.

Metas: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; -Coletar o peso e altura dos alunos, para posteriormente fazer um diagnóstico nutricional dos mesmo;

Indicadores: Foi observado que muitos alunos levam o seu próprio lanche, no qual normalmente são alimentos muito processados, contendo muita açúcar, conservantes, corantes e etc.

Informações Adicionais: Como forma de tentar combater os indicadores de impacto, teve o momento da palestra, onde foi apresentado a Pirâmide Alimentar como base para uma Alimentação Saudável.


Atendimento Educacional Especializado - AEE


Número: 68

Responsável: Núcleo de Atendimento Multidisciplinar Educacional Especializado/NAMEE

Descrição: No dia 11 de abril do ano em curso, aconteceu o primeiro encontro de mães e responsáveis de estudantes autistas da rede municipal de ensino do município de Planalto/BA. O evento foi uma das ações realizadas no município em mobilização à Campanha Nacional de Conscientização sobre o Autismo, que neste ano, contou com o tema: Mais informação, menos preconceito. Na semana anterior, 04/04, a equipe do NAMEE esteve na rádio comunitária do município no intuito de prestar informações pertinentes a sociedade civil sobre o 02 de abri, Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

Metas: Essas ações tiveram como metas a escuta, o acolhimento, a troca de experiências entre pais/ responsáveis e fomento de uma rede de ajuda mútua entre o grupo. Além de buscar propagar informações pautadas na ciência e nas mais recentes pesquisas que ajudem pais/responsáveis e público em geral a perceber o quanto antes características do autismo em crianças pequenas como forma de beneficiar o diagnóstico precoce e tratamento adequado ao desenvolvimento e melhoria na qualidade de vida dessas crianças.

Indicadores: Essas ações possibilitaram discussões importantes sobre a necessidade da ampliação dos serviços para o atendimento a pessoa autista no município no enfoque intersetorial visando avanços nas políticas públicas voltadas para a comunidade autista.


Programa de Saúde na Escola


Número: 67

Responsável: Gerencia de Alimentação e Nutrição - Nutricionista

Descrição: Foi uma ação em parceria com o pessoal da saúde, onde teve um momento da palestra e posteriormente foi coletado o peso e altura dos alunos.

Metas: -Conscientizar os alunos sobre a importância da alimentação saudável; -Coletar o peso e altura dos alunos, para posteriormente fazer um diagnóstico nutricional dos mesmo;

Indicadores: Foi observado que alguns alunos levam o seu próprio lanche, no qual normalmente são alimentos processados, sendo aproveitado o momento da palestra para falar a importância de se ter uma boa alimentação durante a fase de crescimento.


Aplicação de Simulados SAEB


Número: 66

Responsável: Coordenadores dos Anos Iniciais e Finais - Núcleo Pedagógico

Descrição: Aplicação de simulados para preparação da prova SAEB 2023.

Metas: Preparar os estudantes para realização da prova SAEB.

Indicadores: Impactará positivamente no desempenho dos estudantes na realização da prova, que acontecerá em novembro de 2023.

Resultados: Ainda em andamento.

Informações Adicionais: Os professores discutirão os resultados dos simulados com os estudantes, afim de observar onde mais erraram, buscando trabalhar e reforçar as habilidades que os alunos tiveram maior dificuldade. Realizado no dia 15/05/2023


Comitê de Enfrentamento ao Bullying


Número: 65

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme Cunha

Descrição: A finalidade de abordar o tema nas escolas é chamar atenção para as consequências desse fenômeno que tem se tornado uma ameaça.

Metas: - Sensibilizar os alunos sobre como a prática do bullying pode ofender e machucar os colegas; - Fortalecer as relações saudáveis entre os alunos, criando um ambiente favorável à aprendizagem e a convivência harmônica entre os indivíduos; - Conscientizar sobre as consequências do bullying para quem sofre essa violência; - Promover uma cultura de paz dentro da escola através de espaços dialógicos; - Debater sobre estratégias de enfrentamento e prevenção ao bullying.

Indicadores: Reduzir as praticas de bullying no contexto escolar; Conscientizar em relação as consequências da pratica do bullying no ambiente escolar; Promover nas escolas discussões sobre cultura de paz, buscando a prevenção e o combate ao bullying.

Informações Adicionais: Realizado no dia 24/04/2023


Visitas Técnicas


Número: 64

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Visitas de monitoramento nas escolas municipais.

Metas: Analisar o ambiente e os utensílios da cozinha; Aplicar o check in list; Observar as vestimentas das merendeiras e auxiliares;

Indicadores: No decorrer das visitas, foram feitas as correções devidas a cada situação.

Informações Adicionais: 02/04/2023 à 11/05/2023


Programa de Formação para Coordenadores Pedagógico


Número: 63

Responsável: Jorge Cleiton Silva Souza - Núcleo Pedagógico

Descrição: O Programa foi construída tendo em vista a importância da formação para o trabalho das Coordenações Pedagógicas, a fim de oferecer-lhes alguns esclarecimentos acerca da sua função, capacitar e aperfeiçoar a sua prática e promover o trabalho em rede. Além disso, esse programa também se destina a ser um espaço de trocas de experiências, de construção colaborativa e de diálogo permanente entre os pares, adotando como uma das premissas o ser humano como um ser em desenvolvimento e a escola como espaço-tempo de construção dialógica. Nesse ensejo, esta formação foi elaborada com informações básicas sobre a Coordenação Pedagógica, estudos de caso, rodas de com-versação e alguns exemplos práticos, que, acredita-se, ajudarão de forma significativa na prática pedagógica, sobretudo no dia a dia do trabalho nas escolas.

Metas: Conhecer a função e as atribuições da coordenação; Instrumentalizar os coordenadores para a prática nas escolas; Perceber a importância do protagonismo do coordenador e a necessidade da sua formação e articulação.

Indicadores: Qualificação do trabalho e da dinâmica nas escolas, assim como os resultados que pretende-se alcançar.

Resultados: Formar as coordenações pedagógicas para o exercício desta função nas escolas, a partir da compreensão desse profissional enquanto aquele que tem o importante papel de desenvolver e articular ações pedagógicas que viabilizem o ensino e a aprendizagem.

Informações Adicionais: A formação está dividida em 8 encontros presenciais, mais o de abertura. Assim sendo, cada formação ocorre na última quinta-feira de cada mês e se estenderá até novembro.


II Formação em Primeiros Socorros Psicológicos na


Número: 61

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa - Ana Paula Guilherme e Denise Novaes

Descrição: Diante do período pós pandemia e do retorno às aulas presenciais, vem se observando uma grande demanda de estudantes com dificuldades na aprendizagem e nas relações devido às questões emocionais. Além dessa questão, os profissionais da educação estão sem saber como lidar com tais situações. Diante deste contexto e das angústias relatadas por eles, e da necessidade destes adolescentes de um acolhimento, fez-se necessário realizar uma orientação para que tenham habilidades necessárias para realizar estes primeiros socorros na escola.

Metas: Capacitar dois funcionários de cada escola para realizar o acolhimento de crianças e/ou adolescentes que se encontram em situação de sofrimento psíquico; Promover discussões sobre a história política da educação no Brasil e como esta afeta a educação na atualidade; Discutir, de forma coletiva, temas importantes no contexto escolar; Psicoeducar os participantes sobre o acolhimento, proteção e cuidado com a saúde mental da comunidade escolar. 

Indicadores: Acolhimento dos alunos em momentos de crises Menos visitas ao hospitais Habilitar funcionários das instituições a saberem lidar com as crises dos alunos

Informações Adicionais: Realizado nos dias 27 e 28 de março de 2023.


Visitas Técnicas


Número: 60

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionista

Descrição: Fazer visitas de monitoramento nas escolas municipais.

Metas: -Analisar o ambiente da cozinha escolar; -Aplicar o check in list; -Observar as vestimentas das merendeiras e auxiliares; -Acompanhar a aceitação das crianças diante o cardápio escolar 2023.

Indicadores: No decorrer das visitas, foram feitas as correções devidas a cada situação.

Informações Adicionais: Visitas realizadas durante o primeiro trimestre de 2023


Entrega dos certificados e bolsas para as Merendei


Número: 59

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar

Descrição: Visitas feitas nas escolas, para ser entregue os certificados da capacitação e as bolsas para as merendeiras e auxiliares

Metas: -Entregar o certificado da capacitação de merendeiras e auxiliares 2023, para aquelas que participaram da capacitação; -Entregar as bolsas a todas as merendeiras e auxiliares do município.

Indicadores: Todo o público alvo foi atendido.

Informações Adicionais: Realizada no dia 15/03/2023


Reunião de Capacitação para as novas leis de licit


Número: 58

Responsável: Nutricionista

Descrição: Foi uma reunião conduzida pela a controladora interno e equipe Alpha, com todos os fiscais de contrato municipais, para se discutir as novas leis de licitações a partir de 2023.

Metas: -Aprender como vão funcionar as novas leis de licitação, a partir de 2023.

Indicadores: As novas leis já serão aplicadas na nova licitação, que ocorrerá em junho.

Resultados:

Informações Adicionais: Realizada em janeiro de 2023


Entrega dos certificados e bolsas para as Merendei


Número: 57

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar

Descrição: Visitas feitas nas escolas, para ser entregue os certificados da capacitação e as bolsas para as merendeiras e auxiliares

Metas: -Entregar o certificado da capacitação de merendeiras e auxiliares 2023, para aquelas que participaram da capacitação; -Entregar as bolsas a todas as merendeiras e auxiliares do município.

Indicadores: Todo o público alvo foi atendido.


Reunião Intersetorial


Número: 56

Responsável: Ana Paula Guilherme, Denise Novaes

Descrição: Reunião voltada para discutir o fluxo da rede intersetorial do município com os funcionários da rede.

Metas: -Estabelecer um espaço compartilhado de decisões entre diferentes instituições; -Formular, implementar e acompanhar políticas públicas que possam ter impactos positivos em uma comunidade; -Promover e participar de políticas e ações intersetoriais que tenham como objetivo a integralidade do atendimento.

Indicadores: Estreitamento das relações entre as redes; Trabalho em conjunto; Esclarecimento sobre o fluxo de encaminhamento

Resultados: Houve um esclarecimento do funcionamento dos encaminhamentos entre as redes do município.

Informações Adicionais: Realizado no dia 07/03/2023


Encontro de Mulheres


Número: 55

Responsável: Ana Paula Guilherme e Denise Santos

Descrição: Atividade voltada para o Dia da Mulher para coordenadoras e gestoras.

Metas: - Reconhecer a importância das conquistas femininas ao longo do tempo; - Propiciar uma reflexão e valorização sobre as conquistas pessoais das mulheres participantes do encontro; - Debater sobre as dificuldades e violências vivenciadas pelas mulheres na atualidade; - Incentivar a criação de uma rede de apoio entre as participantes através das dinâmicas e desafios.

Indicadores: Todas as integrantes participaram do encontro e interagiram com as atividades.

Informações Adicionais: Realizado no dia 06/03/2023


Jornada Pedagógica - Palestra


Número: 54

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar Crítica e Criativa

Descrição: Palestra sobre "A Escola e os Desafios Contemporâneos: Junntos é Possível Inovar Avançar e Transformar"

Metas: Promover uma reflexão a cerca dos desafios que são enfrentados no quotidiano escolas.

Indicadores: Discussões acerca do tema

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 14/02/2023


Encontro pedagógico com coordenadores e gestores


Número: 53

Responsável: Núcleo de Psicologia Escolar

Descrição: Realização de dinâmica de grupo para refletir sobre o papel do gestor e coordenador no ambiente escolar;

Metas: Apresentar o novo fluxo de intervenções da psicologia escolar;

Indicadores: Através de uma dinâmica foi possível colher informações importantes a respeito do seu fazer enquanto gestor e coordenador.

Resultados: Houve um retorno positivo dos participantes através de alguns feedbacks realizados no dia da ação.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 26/01/2023


XADREZ NA ESCOLA - seleção escolar


Número: 51

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: "A empresa PROMOVE através da implementação do programa xadrez na escola em parceria com a prefeitura municipal de Planalto e secretaria municipal de educação, realizou na sexta dia 25 de novembro o campeonato municipal de xadrez na escola, nessa seleção participaram alunos dos anos iniciais, de primeiro a quinto ano dos anos iniciais, os vencedores do sexo masculino e feminino de cada ano escolar participarão do campeonato baiano de xadrez na escola. "

Metas: Desenvolver competências e habilidades através do jogo de xadrez.

Indicadores: Desenvolvimento da agilidade do pensamento, auxílio na concentração e na criatividade, além de promover a autoconfiança e a progressão da aprendizagem.


Encontro de Devolutiva dos Primeiros Socorros Psic


Número: 50

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Encontro com os educadores participantes dos PSP na escola para devolutiva e reflexões das ações realizadas em 2022.

Metas: - Conhecer os resultados dos acolhimentos realizados pelos educadores responsáveis pelos PSP na escola. - Dialogar sobre estratégias de enfrentamento para lidar com as dificuldades encontradas. - Apresentar as ações previstas para o ano de 2023

Indicadores: Retorno positivo dos educadores com relação aos acolhimentos.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 29/11/2022.


Merenda Escolar


Número: 49

Responsável: Beatriz Santos Rodrigues - Nutricionista

Descrição: Visita Técnica e reunião com merendeiras e auxiliares das escolas municipais Hermínio Xavier e José Coelho Costa.

Metas: Buscar melhorias na distribuição da merenda e sanar duvidas das merendeiras.

Indicadores: Manter o funcionamento ideal da distribuição e praparo da merenda escolar.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 10/11/2022


Merenda Escolar


Número: 48

Responsável: Gerencia de Alimentação e Nutrição

Descrição: Entrega da Merenda semanal para as escolas da sede do município e dos distritos de Geribá e Parafuso.

Metas: Manter o funcionamento do preparo da Merenda Escolar às escolas da rede municipal de ensino.

Indicadores: Fornecer Merenda aos Alunos.


Formação para professores em Saúde Mental do Adole


Número: 47

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Capacitar os professores que atuam nos anos finais do Ensino Fundamental sobre o campo da saúde mental de forma crítica, científica, humana e ética para auxiliar a construção de espaços de promoção de saúde na escola, tendo o professor como multiplicador.

Metas: - Apresentar aos professores conceitos principais sobre saúde mental e sobre o adolescer; - Contribuir para o desenvolvimento de ações e estratégias no espaço escolar que visem a promoção de espaços de saúde mental; - Discutir criticamente os diferentes papéis da escola nos processos de gestão e planejamento de saúde mental; - Promover a cultura da prevenção ao suicídio, autolesão e outros agravos mentais; - Desmitificar os “tabus” sobre a adolescência e do adoecimento mental na adolescência; - Proporcionar momento de troca de experiências entre os profissionais sobre ações na promoção a vida; - Discutir as formas de articulação intersetorial e em rede de saúde para o cuidado em saúde mental e a escola na vida dos adolescentes.

Indicadores: Diálogo sobre a saúde mental na escola; Novas práticas promotoras de saúde mental;

Informações Adicionais: ação realizada entre os dias 25/10/2022 e 01/11/2022.


Plantão Psicológico na Escola Rômulo Galvão


Número: 46

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: O plantão psicológico é uma forma de aconselhamento psicológico, na qual o psicólogo busca proporcionar um ambiente de acolhimento, escuta e propõe uma relação terapêutica. O objetivo do plantão é acolher as demandas das pessoas no momento em que elas necessitam.

Metas: - Acolher as demandas psicológicas dos alunos de forma breve; - Realizar encaminhamentos para a rede intersetorial, se houve necessidade.

Indicadores: Melhora na saúde mental dos alunos atendidos.

Resultados: 29 alunos atendidos.

Informações Adicionais: Ação Realaizada no dia 11/10/2022.


Oficina das emoções


Número: 45

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Encontros com as crianças da educação infantil da Escola Municipal Demosthenes da Silveira para trabalhar as emoções.

Metas: -promover a regulação emocional com as crianças da educação infantil.

Indicadores: Em avaliação.

Informações Adicionais: A Ação iniciou no dia 06/10/2022 e vai até o dia 03/11/2022.


A saúde mental da Mulher Maravilha Moderna


Número: 44

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Proporcionar momentos de autocuidado e saúde mental para as professoras da Creche Anísio Teixeira.

Metas: *psicoeducar sobre a saúde mental feminina. *Ofertar estratégias de enfrentamento para as queixas que afetam a saúde mental. *Proporcionar momentos de autocuidado.

Indicadores: As professoras gostaram muito do momento, houve uma troca de situações que as professoras se identificaram e foi ofertado técnicas de manejo de ansiedade, cansaço entre outros sintomas.

Informações Adicionais: Realizado no início de Outubro de 2022


Grupo terapêutico


Número: 43

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Grupo terapêutico sobre o BURNOUT para coordenadores da rede municipal de Ensino.

Metas: *Identificar a prevalência da síndrome de BURNOUT em coordenadores. *Ofertar momentos de autocuidado para coordenadores pedagógicos.

Indicadores: Alguns coordenadores participaram dos encontros, alguns acontecendo de forma individual.


Semana da Criança


Número: 42

Responsável: SMEC - Núcleo Pedagógico

Descrição: Semana da Criança.

Metas: Promover atividades interativas e culturais para as crianças com intuito de festejar a data comemorativa de 12/10.

Indicadores: A ação visa promover a interação entre as crianças, através da arte e da cultura com apresentações teatrais, música, personagens infantis e brincadeiras diversas.

Informações Adicionais: Ação realizada entre os dias 10 e 14 do mês de outrubro de 2022.


Reunião de sistematização pedagógica


Número: 41

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Reunião para sistematização das questões pedagógicas.

Metas: Sistematizar as ações pedagógicas e apresentar a logística para realização da prova SABE.

Indicadores: A ação impacta na articulação das ações pedagógicas em curso e no planejamento das novas ações.

Informações Adicionais: Ação realizada dia 05/10/2022


Escuta e orientação dos alunos


Número: 40

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Escuta psicológica individual e acolhimento das alunas que participam do grupo de ansiedade na escola Raul Lopes

Metas: Acolher as demandas trazidas pela alunas; Verificar a eficácia do grupo terapêutico e diminuição do nível de ansiedade das alunas; Encaminhar para outros setores, se necessário;

Indicadores: Diminuição do nível de ansiedade das alunas participantes do grupo.


Intervenção sobre Relações Interpessoais


Número: 39

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Atividade na turma do 7º ano da Escola ACM sobre convivência e relações interpessoais, com o objetivo de promoção de diálogo, compromisso e empatia entre os alunos.

Metas: Identificar as problemáticas da turma através de dinâmica de grupo; Encontrar soluções em conjunto para os conflitos apresentados pelos alunos; Conversar sobre projeto de vida e como a escola pode ser um caminho para um bom futuro.

Indicadores: Melhora nas relações entre os alunos; Maior comprometimento por parte dos alunos em relação as atividades escolares.


Projeto de Vida - EJA


Número: 38

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Fomentar o protagonismo e a autonomia do estudante da EJA em suas escolhas, bem como apresentar estratégias de enfrentamento das dificuldades.

Metas: - Refletir sobre a importância de sonhos e propósito de vida; - Criar um projeto de vida; - Refletir sobre as dificuldades encontradas para se alcançar os objetivos; - Apresentar aos alunos dicas de como se manterem motivados, cuidados com a saúde mental e enfrentamento das dificuldades.

Indicadores: Maior valorização da escola enquanto espaço de promoção de sonhos e possibilidades de um futuro melhor.


Setembro Verde em Pauta: Diversidade, Acessibilida


Número: 37

Responsável: Psicólogo Cristiano Nolasco, Psicopedagoga Daiana Vieira , Assistente Social Mara Rúbia das Virgens ( NAMEE )

Descrição: "Rodas de conversa com a comunidade escolar com o tema: Setembro Verde em pauta: Diversidade, acessibilidade e inclusão. Mês de luta e visibilidade dos Direitos das Pessoas com Deficiência Nesta perspectiva, debatemos ações para a superação das barreiras que impedem esse público, bem como os estudantes com necessidades educacionais especiais exercerem plenamente seus direitos, falamos sobre a importância das adaptações necessárias por parte da sociedade, poder público e professores para a participação plena das pessoas com deficiência na sociedade, bem como os/as estudantes com deficiência e necessidades educacionais especiais, sejam efetivamente incluídos/as nas escolas e desenvolvam o aprendizado. Debatemos ainda sobre o Capacitismo que corresponde a ideias, comportamentos e expressões linguísticas preconceituosas que constangem, inferiorizam, segregam e prejudicam a autoestima das pessoas com deficiência."

Metas: A comunidade escolar participou ativamente das discussões, partilhou suas dúvidas e demonstrou interesse de mais informações e debate sobre sobre o assunto como forma de implementação desses saberes dentro e fora das escolas.

Indicadores: A comunidade escolar participou ativamente das discussões, partilhou suas dúvidas e demonstrou interesse de mais informações e debate sobre sobre o assunto como forma de implementação desses saberes dentro e fora das escolas.

Informações Adicionais: Além do tema trabalhado, em algumas escolas foram trabalhadas ainda palestras do Setembro Amarelo, Campanha de Prevenção ao Suicídio. Essas ações terão continuidade a fim de levar abranger as escolas do município.


Visita Técnica


Número: 36

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Acompanhamento e escuta com os professores sobre o uso e o funcionamento da caderneta eletrônica.

Metas: Orientar os professores sobre as ferramentas disponíveis na Plataforma Bravo.

Indicadores: Oferecer suporte técnico para a utilização da caderneta eletrônica.

Informações Adicionais: Realizada no dia 27/09/2022.


Visita Técnica


Número: 35

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Foi realizada uma visita técnica das Coordenadoras dos Anos Iniciais no AC da escola Demosthenes da Silveira, afim de esclarecer e acolher dúvidas sobre a caderneta digital, fortalecer a importância dos testes de leitura.

Metas: Participar da Ac na escola.

Indicadores: Fortalecer o vinculo do Núcleo com as escolas.

Informações Adicionais: realizada no dia 27/09/2022.


Projeto Primavera na Escola Nilton Santos


Número: 34

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Participação no Projeto Primavera da Escola Nilton Santos.

Metas: Promover a interação entre os estudantes e o conhecimento sobre o tema do projeto.

Indicadores: Promoção da interação entre os estudantes e o conhecimento sobre o tema do projeto

Informações Adicionais: Data: 22/09/2022


Reelaboração dos Projetos Políticos-Pedagógicos


Número: 33

Responsável: Jorge Cleiton Silva Souza - Núcleo Pedagógico

Descrição: O programa é uma iniciativa da Undime com os municípios baianos e tem por objetivo ajudar teórico e metodologicamente as escolas no processo de revisão dos seus PPPs. Para isso, a SMEC formou um Comitê Local que tem orientado as escolas.

Metas: Reformular os PPPs das escolas; Orientar o processo de formação continuada da comunidade Escolar; e fomentar a participação Democrática.

Indicadores: - Participação e envolvimento das famílias na escola - Publicização dos documentos - Autonomia das escolas.

Informações Adicionais: Ação contínua.


Visita a AC das Escolas


Número: 32

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Participação das Coordenadoras dos Anos Iniciais no projeto de Saúde e Reelaboração do PPP na escola Antônio Alves de Azevedo

Metas: Participar das ações das escolas de anos iniciais

Indicadores: Promover o cuidado com a saúde e fortalecer o vínculo entre família e escola

Informações Adicionais: Realizada no dia 20/09/2022.


Pnld 2023


Número: 31

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Reunião para a escolha do livro didático para os anos iniciais (PNLD 2023) e encontro presencial com todos os professores para finalizar o processo de escolha do livro didático.

Metas: Escolher o livro didático

Indicadores: Discutir a escolha do livro didático para os anos iniciais do municipio

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 09/09/2022


Programa de Formação para (Re)elaboraçao dos Proje


Número: 30

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Live 188 - Articulação necessária entre avaliação da aprendizagem e Projeto Político-Pedagógico. Live 189 - Compreender/mediar a aprendizagem e o PPP Escolar. Live 190 - Gestão dos Recursos Financeiros em Educação para viabilização dos Projetos Políticos- Pedagógicos das Escolas. Roda de Relatos de Experiências com todos os membros dos comitês Locais e Escolares estão convidados. Orientações sobre o Documento com Exemplaridades de Diretrizes para o Movimento dos PPPs

Metas: Oferecer base teórico-metodológica para a comunidade escolar acerca do programa Programa de Formação para (Re)elaboraçao dos Projetos Político-Pedagógicos nas Escolas dos Municípios Baianos

Indicadores: Construção democrática do processo de (Re)elaboraçao dos Projetos Político-Pedagógicos nas Escolas.

Informações Adicionais: Ação iniciou-se no dia 06/09/2022 e tem previsão para terminar no dia 20/11/2011.


Reunião com Gestores Escolares


Número: 29

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Aconteceu na Sala do Núcleo Pedagógico uma Reunião com os gestores das escolas para definição de cronograma do projeto dia das crianças.

Metas: Fortalecer o vínculo entre SMEC e Escolar e definir Ações do projeto.

Indicadores: Desenvolvimento do projeto Festival dia das crianças.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 13/09/2022


Projeto Dia das Crianças


Número: 28

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Reunião Inicial para tomadas de decisões para o projeto do dia das crianças

Metas: Decidir o que será realizado

Indicadores: Organizar e programar o projeto para o dia das crianças

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 04 de setembro de 2022


Trabalhando as emoções nas escolas


Número: 28

Responsável: Psicóloga Denise Novaes -NAMEE

Descrição: Ação que aconteceu na Escola Municipal Santa Luzia para trabalhar as emoções com as crianças da Educação Infantil e dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental com atividades lúdicas, psicoeducação e momentos de relaxamento.

Metas: *Psicoeducar as crianças sobre a importância das nossas emoções. *Ofertar estratégias de enfrentamento para lidar com emoções como raiva, tristeza e ansiedade.

Indicadores: O resultado foi positivo através do feedback dos professores, visto que as crianças aprenderam um pouco mais sobre o assunto e a estratégias ensinadas estão sendo aplicadas no dia a dia da turma.

Informações Adicionais: Ação Realizada no dia 05/09/2022.


Visita Técninca Nutricional


Número: 27

Responsável: Beatriz Santos Rodrigues - Nutricionista

Descrição: Visitas as escolas da Zona Rural - MATA.

Metas: Para acompanhar o processo de recebimento, pré preparo e entrega da merenda aos alunos da zona rural, tirar duvidas e instruir os funcionários para melhorar o atendimento.

Indicadores: Melhorar a Alimentação Escolar dos Alunos

Informações Adicionais: Ação realizada do dia 15/09/2022 à 19/09/2022


Reunião com professores e rede intersetorial (CRAS


Número: 25

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Promover aos professores o conhecimento da rede intersetorial, favorecendo os cuidados com as crianças que podem estar em situação de vulnerabilidade

Metas: "Promover aos professores o conhecimento da rede intersetorial, favorecendo os cuidados com as crianças que podem estar em situação de vulnerabilidade; Aprender a realizar encaminhamentos para a rede. "

Indicadores: Discussões de casos referentes a tais órgãos, encaminhamentos.

Informações Adicionais: Realizado do dia 23/08/2022 ao dia 30/08/2022.


Aluno protegido é aluno vacinado


Número: 24

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: Fortalecer a relação família e escola, propondo atuações para que estas apoiarem uma à outra na educação das crianças.

Metas: A vacinação da população é uma das principais medidas de enfrentamento ao coronavírus. Reforçarmos que essa ação visa contribuir para a segurança sanitária tanto para as crianças, estudantes quanto para professores e se estende para a comunidade escolar. A estimativa é que sejam imunizadas cerca de 100 crianças.

Indicadores: Ação impacta diretamente na proteção das crianças contra a COVID 19.

Informações Adicionais: Ação foi realizada do dia 29/08/2022 ao dia 31/08/2022.


Encontro da Educação no Selo UNICEF


Número: 23

Responsável: Coordenador pedagógico e auxiliar administrativa

Descrição: Participação no Encontro da Educação no Selo UNICEF

Metas: A participação no Encontro da Educação no Selo UNICEF tem como objetivo representar a SMEC no conhecimento das dicussões sobre as políticas públicas para crianças e adolescentes.

Indicadores: A ação impacta diretamente no desenvolvimento de propostas e projetos pedagógicos a partir da apropriação da temática das políticas públicas para a educação.

Informações Adicionais: Encontro realizado no dia 17/08/2022.


Visita técnica às escolas


Número: 22

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: A ação de visitas as escolas da rede municipal visa acompanhar o processo pedagógico de cada unidade escolar, com intuito de ter conhecimento das questões técnicas e pedagógicas.

Metas: Conhecer a realidade pedagógica de cada unidade escolar.

Indicadores: A ação impacta o desenvolvimento do trabalho técnico e pedagógico que visa considerar as múltiplas realidades no contexto escolar.

Informações Adicionais: Período das visitas: 15/08/2022 à 19/08/2022.


Reunião de Acompanhamento Pedagógico com formador


Número: 21

Responsável: Nucleo Pedagógico

Descrição: Processo de acompanhamento Pedagógico.

Metas: Dialogar acerca do processo pedagógico e acompanhar o encaminhamento dos trabalhos de gestão escolar e coordenação.

Indicadores: Desenvolvimento da articulação e do alinhamento no trabalho pedagógico.

Informações Adicionais: Realizado no dia 15/08/2022.


Palestra sobre Desenvolvimento Emocional Infantil:


Número: 20

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Palestra sobre o Desenvolvimento Emocional Infantil com pais da Escola Municipal Lomanto Júnior .

Metas: - Discutir com os pais sobre o desenvolvimento emocional infantil; - Apresentar informações sobre disciplina positiva; - Dialogar sobre estilos de criação.

Indicadores: Melhora no relacionamento com os professores e com os pares.

Informações Adicionais: Realizada no dia 05/08/2022.


Jogos Intercolegiais 2022


Número: 19

Responsável: Núcleo Pedagógico (SMEC)

Descrição: A ação dos Jogos Intercolegiais visa a integração e a unificação da comemoração do Dia do Estudante, bem como valorizar as habilidades esportivas dos alunos da Rede Municipal.

Metas: Destina-se a ser um momento de integração, entretenimento e valorização das habilidades Estudantis, bem como ser ocasião de incentivo ao protagonismo dos estudantes que, orientados por docentes e demais comunidade escolar, os estudantes apresentarão seus trabalhos e habilidades ao passo em que concorrerão a prêmios.

Indicadores: A ação impactará a integração e o desenvolvimento das habilidades esportivas dos estudantes.

Informações Adicionais: O Evento ocorrerá do dia 08/08/2022 ao dia 12/08/2022.


Festival de Artes Estudantis 2° Edição


Número: 18

Responsável: Núcleo Pedagógico

Descrição: O Festival de Artes Estudantis é uma ação que visa à integração e a unificação como comemoração ao Dia do Estudante, bem como valorizar e dar a visibilidade às várias habilidades dos alunos da Rede Municipal.

Metas: O Festival destina-se a ser um momento de integração, entretenimento e valorização dos talentos estudantis, bem como ocasião de incentivo ao protagonismo dos estudantes que, orientados por docentes e demais comunidade escolar, apresentarão seus trabalhos e habilidades ao passo em que concorrerão a prêmios.

Indicadores: A ação impactará a valorização da arte e da cultura entre os estudantes, além da integração entre as escolas.

Informações Adicionais: O Evento ocorrerá do dia 08/08/2022 ao dia 12/08/2022.


Programa de reelaboração do Projeto Político Pedag


Número: 17

Responsável: Nucleo Pedagógico

Descrição: Reunião de estudo com os comitês locais e comitês escolares para análise do caderno (2) do programa de reelaboração do Projeto Político Pedagógico das Escolas, acompanhamento das ações já realizadas acerca do programa, e orientações para o processo de escuta da comunidade escolar.

Metas: Realizar o Estudo do caderno "2" do programa de Reelaboração do Projeto Político Pedagógico das escolas e orientar a ação de escuta a comunidade escolar.

Indicadores: O estudo e adesão ao programa de reelaboração do PPP das escolas impacta diretamente a construção democrática do Projeto Político Pedagógico das unidades escolares.

Informações Adicionais: Realização do dia 05/08/2022 até o dia 30/09/2022.


A saúde mental da Mulher Maravilha Moderna


Número: 16

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Intervenção realizadas nas AC's das professoras que lecionam nas escolas dos anos iniciais, para proporcionar um momento de autocuidado e saúde mental.

Metas: * psicoeducar sobre a saúde mental feminina. * Ofertar estratégias de enfrentamento para demandas que afetam a saúde mental. *Proporcionar um momento de autocuidado.

Indicadores: Durante as intervenções foi possível perceber como as mulheres se sentiram acolhidas e ouvidas, mediante a rotina exaustiva tirar um momento para se cuidar é algo infelizmente raro.

Informações Adicionais: Datas das intervenções: 20/07/22 - Creche Municipal Professora Elizabel; 22/07/22 - Secretaria das Escolas Municipais do Campo; 05/08/22 - Escola Municipal Davina Lins de Albuquerque.


Saúde Mental dos coordenadores pedagógicos


Número: 15

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Formação continuada para os coordenadores pedagógicos ,sendo 3 encontros, com o intuito de instrumentalizar e psicoeducar os coordenadores pedagógicos acerca da importância do autocuidado e das habilidades da resolução de problemas no cotidiano escolar.

Metas: *psicoeducar os coordenadores pedagógicos sobre as habilidades de resolução de problemas. * Instrumentalizar os participantes com recursos que podem ser utilizados no dia a dia escolar. * Reforçar a importância do autocuidado para acolher as demandas da escola.

Indicadores: O objetivo foi alcançado, durante os encontros os coordenadores se sentiram acolhidos e aprenderam estratégias de enfrentamento para lidar com situações estressantes no cotidiano .

Resultados: Durante o último encontro foi possível identificar indícios de Síndrome de Burnout em alguns coordenadores, através dessa Intervenção será possível realizar um grupo terapêutico com o tema acima.

Informações Adicionais: 12/07 encontro 1 26/07 encontro 2 2/08 último encontro


Clube da Super Calma


Número: 14

Responsável: Denise Novaes - Psicóloga (NAMEE)

Descrição: Grupo terapêutico de curta duração com 4 encontros com as crianças dos anos iniciais das escolas : Otávio Mangabeira e Davina para trabalhar o manejo da ansiedade e emoções negativas a partir das técnicas de reestruturação cognitiva, relaxamento e ensino de habilidades socioemocionais.

Metas: *Psicoeducar pais e alunos sobre ansiedade e habilidades socioemocionais. *Promover interação escola- família. *Ensinar estratégias de enfrentamento para momentos de instabilidade emocional.

Indicadores: O projeto está sendo bem aceito nas escolas, e os encontros com os alunos iniciaram dia 02/08, portanto está em avaliação.


Roda de conversa: Projeto de Vida


Número: 13

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Fomentar o protagonismo e a autonomia do estudante da EJA em suas escolhas presentes e futuras, bem como apresentar estratégias de enfrentamento das dificuldades.

Metas: - Refletir sobre a importância de sonhos e propósito de vida; - Criar projeto de vida; - Refletir sobre as dificuldades encontradas para se alcançar os objetivos; - Apresentar aos alunos dicas de como se manterem motivados, cuidados com a saúde mental e enfrentamento das dificuldades.

Indicadores: Avaliação da escola sobre a motivação dos alunos durante o ano letivo.


Grupo Terapêutico de Ansiedade


Número: 12

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Orientar a comunidade escolar sobre o manejo correto da ansiedade dos alunos em um trabalho multiprofissional.

Metas: • Diminuir o nível de ansiedade dos alunos através de grupo terapêutico; • Psicoeducar os alunos sobre a ansiedade; • Ensinar estratégias para lidar com a ansiedade como exercício de relaxamento e reestruturação cognitiva; • Orientar os pais sobre a fase desenvolvimento na qual os filhos estão e qual o correto manejo da ansiedade destes; • Realizar parceria com a rede intersetorial para promover momentos formativos sobre a saúde mental dos adolescentes para a comunidade escolar.

Indicadores: Reaplicação do Inventário de Ansiedade para avaliar se houve diminuição dos sintomas de ansiedade dos alunos.

Resultados: Em Andamento


Primeiros Socorros Psicológicos na Escola


Número: 11

Responsável: Ana Paula Guilherme - Psicóloga (Núcleo Pedagógico)

Descrição: Orientação a profissionais das escolas da rede pública de ensino para saberem lidar com situações de crises com crianças e adolescentes.

Metas: • Capacitar três funcionários de cada escola para realizar o acolhimento de crianças e/ou adolescentes que se encontram em situação de sofrimento psíquico; • Promover discussões sobre a história política da educação no Brasil e como esta afeta a educação na atualidade; • Discutir, de forma coletiva, temas importantes no contexto escolar; • Psicoeducar os participantes sobre o acolhimento, proteção e cuidado com a saúde mental da comunidade escolar.

Indicadores: Acolhimento da crise dentro da escola, sem a necessidade direcionamento ao hospital; Educadores seguros de suas práticas de acolhimento em meio a crises; Educadores que conheçam técnicas de respiração e relaxamento para auxiliar os alunos; Percepção das principais queixas das escolas através do olhar do educador, para posterior planejamento de intervenções; Encaminhamentos corretos para setores da rede intersetorial.

Resultados: Ação em andamento


Visita as escolas para orientações


Número: 10

Responsável: Beatriz Santos Rodrigues - Nutricionista

Descrição: Foi realizada na última semana (25 à 29/07/2022) a supervisão e orientação de todos os procedimentos que envolvem o armazenamento, confecção e distribuição da alimentação escolar. Foram visitadas as escolas: Antônio Alves de Azevedo no povoado de Lagoa de Terto e também a João Otávio de Almeida na região do povoado de Cajazeiras.

Metas: Realizar visitas técnicas a todas as unidades escolares da Zona Urbana e Zona Rural

Indicadores: A finalidade é garantir o controle higiênico e sanitário das refeições servidas.


FormAção Pela Escola - FPE


Número: 9

Responsável: Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura

Descrição: O FormAção pela Escola (FPE) é um programa de formação continuada, na modalidade a distância, que tem por objetivo contribuir para o fortalecimento da atuação dos agentes e parceiros envolvidos com a execução, o monitoramento, a avaliação, a prestação de contas e o controle social dos programas e ações educacionais financiados pelo FNDE. Destina-se a cidadãos que exerçam funções de gestão, execução, monitoramento, prestação de contas e controle social de recursos orçamentários dos programas e ações financiados pelo FNDE, como profissionais de educação da rede pública de ensino, técnicos, gestores públicos estaduais, municipais e escolares, membros do comitê local do Plano de Ações Articuladas (PAR) e dos conselhos de controle social da educação (Conselho Municipal de Educação – CME; Conselho Escolar – CE; Conselho de Alimentação Escolar – CAE; Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb – CACS/Fundeb) que atuem no segmento da educação básica e qualquer cidadão que tenha interesse em conhecer as ações e os programas do FNDE.

Metas: Com o FormAção pela Escola será formada uma rede de cidadãos, voltada para a gestão e o controle social dos recursos públicos destinados à educação e aplicados pelos programas do FNDE em todo o território nacional e nosso município faz parte dessa ação..

Resultados: Com a participação de mais de 120 cidadãos, até o momento, que atuam na rede municipal de educação, Conselheiros dos diversos conselhos e demais cidadãos da comunidade o FormAção Pela Escola já proporcionou 6 cursos diferentes que contribuem para atingir a meta de darmos à sociedade cidadãos conscientes do seu papel enquanto fiscalizador das políticas públicas educacionais.


Acelera – Programa de Correção do Fluxo Escolar


Número: 8

Responsável: Coordenação Pedagógica sob a o encargo de Josineide da Conceição Amaral Ferreira e Alba Lisboa.

Descrição: Brasil, um aluno leva, em média, 12 anos para concluir as oito séries do Ensino Fundamental, o que significa quatro repetências em média por aluno. Entre 10% e 35% dos alunos das quatro primeiras séries das escolas públicas brasileiras permanecem analfabetos após três anos de escolaridade. Esse analfabetismo, fruto da falta de um ensino adequado dentro da escola, dá origem à defasagem escolar. O Brasil desperdiça por ano, com o abandono e a repetência, cerca de seis bilhões de reais, o que representa quase 40% do total dos gastos com o Ensino Fundamental. Assim, é imprescindível estabelecer uma política de resultados que deve tornar-se responsabilidade de cada escola, substituindo a Pedagogia da Repetência por uma Pedagogia do Sucesso. A defasagem escolar reflete o problema número um da educação brasileira: baixa qualidade do ensino, expressa nos altos índices de reprovação e abandono escolar, além dos baixos níveis de aprendizagem. O elevado custo para manter os cerca de 12 milhões a mais de alunos defasados no Ensino Fundamental inviabiliza qualquer possibilidade de ampliação de recursos para a educação. Como nos demais municípios brasileiros, Planalto apresenta um alto índice de estudantes com defasagem escolar. Aproximadamente 20% do total de alunos matriculados na Rede Municipal de Ensino estavam defasados, isto é, estão atrasados em relação ao que seria um fluxo escolar normal. Assim, corrigir o fluxo escolar é pré-requisito para qualquer projeto de reforma e melhoria da qualidade da educação. Seguindo as orientações do PNE (Plano Nacional de Educação) e do PME (Plano Municipal de Educação) em sua Meta 7, a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura – SMEC, criou o programa Acelera – Programa de Correção do Fluxo Escolar.

Metas: Corrigir a defasagem idade/série dos alunos do Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino através de programa de aceleração dos estudos.

Resultados: Ao finalizar o ano letivo de 2017 e entrada dos alunos que passaram pelo programa e se matricularam em 2018 no Ensino Fundamental II, foi observado que estes mesmos obtiveram sucesso nessa nova etapa, mostrando assim que o Programa de Aceleração ajudou-os a seguir os estudos sem perdas de aprendizagem, também já contamos com um número menor de turmas de aceleração, mostrando assim que estamos conseguindo alcançar a Meta 7 do PNE/PME


Projeto de Inclusão e Ação Educativa - INCLAE


Número: 7

Responsável: Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura

Descrição: O projeto de Inclusão e Ação Educativa – INCLAE foi implantado em 2018, com a finalidade de prestar apoio à inclusão de crianças e adolescentes com deficiência na rede regular de ensino das escolas públicas municipais. No segundo semestre desse ano foram atendidos 62 alunos, em escolas da sede e zona rural. As ações aqui desenvolvidas são definidas a partir das potencialidades apresentadas pelos educandos, diante do tipo de deficiência ou conduta típica apresentada. Os objetivos do trabalho são fundamentados na avaliação pedagógica com vistas a promover o desenvolvimento de competências e habilidades próprias, necessárias ao processo de educação escolar, a fim de garantir os direitos de todos a educação. Outro aspecto positivo desse projeto é o fator de intersetorialidade entre a Secretaria de Educação, Esporte e Cultura – SMEC, a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Desenvolvimento Social, que possibilitou, ainda que de forma incipiente, a ampliação desse atendimento.

Metas: 1. Aplicação do Ensino colaborativo, que consiste na avaliação pedagógica especializada do educando. 2. Acompanhamento in loco, na análise de relatórios descritivos dos professores sobre o processo de aprendizagem. 3. Formação dos profissionais envolvidos no processo de aprendizagem dos alunos. 4. Elaboração e aplicação de planos de ações pedagógicas e recursos pedagógicos adaptados.

Resultados: O projeto está sendo implementado, logo o que temos são perspectivas de resultados positivos no atendimento a esses alunos que estão sendo assistidos pelo programa, de forma que eles sintam-se incluídos no processo de ensino-aprendizagem e se sintam bem acolhidos no ambiente escolar.


Núcleo de Atendimento Psicopedagógico e Psicológic


Número: 6

Responsável: Maria Edna Martinelli

Descrição: O Núcleo de Atendimento Psicológico e Psicopedagógico - NAPP consiste numa iniciativa da Secretaria Municipal de Educação, voltado para os atendimentos psicopedagógicos e psicológico da rede Municipal de Ensino. O NAPP visa garantir o que prevê a resolução CNE/CEB nº 4/2009, Art. 1º: “os sistemas de ensino devem matricular os alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação nas classes comuns do ensino regular e no Atendimento educacional especializado (AEE), ofertado em salas de recursos multifuncionais ou em centros de Atendimento Educacional Especializado da rede pública ou de instituições comunitárias, confessionais ou filantrópicas sem fins lucrativos”. A implementação do NAPP visa garantir o planejamento e a operacionalização de ações, num prazo de 04 anos, voltados para a Educação Inclusiva e o atendimento psicológico e psicopedagógico das escolas da zona urbana e rural do município. Para tanto, deverá ser feito um levantamento sobre a realidade das escolas, correspondente principalmente aos alunos com necessidade educacionais especiais e um possível diagnóstico das principais demandas de cada instituição, para assim desenvolver um plano de ações e metas voltadas para atender aos encaminhamentos feitos para este núcleo.

Metas: 1. Atendimento aos alunos ? Aconselhamento e orientação psicológica e psicopedagógica em situações de dúvida, conflitos ou dificuldades relacionados ao contexto escolar e o processo de ensino e aprendizagem; ? Mediação de conflitos nas relações interpessoais (professor x aluno/aluno x aluno); ? Intervenções individuais ou em grupo (oficinas e palestras), abordando questões e necessidades específicas a realidade de cada escola; ? Avaliação e intervenção psicológica e psicopedagógica. ? Devolutiva e possíveis encaminhamentos do caso. 2. Atendimento às famílias ? Orientação de pais (palestras, oficinas, reuniões); ? Mediação de conflitos entre a família e a escola. 3. Atendimento aos professores ? Intervenção em situações de conflito nas relações interpessoais (professor x aluno / professor x família / professor x professor); ? Devolutiva sobre as possíveis intervenções e encaminhamentos dos casos. - Estabelecer parcerias com as secretarias de saúde, segurança pública, ação social e os órgãos (CREAS, CRAS e CAPS) municipais, caso o NAPP não tenha todos os especialistas na equipe multidisciplinar.

Resultados: As atividades desenvolvidas pela equipe do NAPP consistiram em elaboração da proposta de trabalho do Núcleo, atendimento psicopedagógico, psicológico, atendimento educacional especializado, atendimento de ocorrências relacionadas a indisciplina, dificuldades de aprendizagem, orientação de pais e professores, psicoterapia breve com professores, devolutivas a professores e a direção das escolas, visita à escolas do campo e da sede do município, planejamento de atividades para alunos com deficiência, palestras nas escolas, encaminhamentos para a rede intersetorial – Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência (CREAS), Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), Conselho Tutelar, Secretaria Municipal de Saúde, Unidades de Saúde da Família, Secretaria de Transportes e reuniões com a rede intersetorial, todas essas atividades tem como resultado a recuperação de alunos que apresentam dificuldades de aprendizagem, diferentes transtornos, inclusão desses alunos no ambiente escolar.


PMALFA – PROGRAMA MAIS ALFABETIZAÇÃO


Número: 4

Responsável: Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura

Descrição: O Ministério da Educação publicou no Diário Oficial da União a portaria nº 4/2018, que institui o Programa Mais Alfabetização. Entre as principais ações estão a garantia do assistente de alfabetização ao professor em sala. No Mais Alfabetização, todo professor regente contará com o apoio de um assistente de alfabetização para o desenvolvimento de atividades pedagógicas. Haverá apoio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), com recursos específicos para a contratação desses assistentes e para a realização de atividades voltadas para as turmas de primeiro e segundo anos do ensino fundamental. Tudo é feito de acordo com a organização de cada escola, que segue a orientação da secretaria de educação e o seu próprio projeto político pedagógico. O apoio também se dá por meio do fortalecimento da gestão das secretarias de educação e escolas, da formação inicial e continuada. O foco está na prática para professores e alunos, realizado em regime de colaboração e privilegiando o protagonismo das redes. No Programa Mais Alfabetização as escolas e redes fazem ainda avaliações periódicas para acompanhar a aprendizagem das crianças e dar suporte ao replanejamento do trabalho desenvolvido pelas escolas considerando os resultados obtidos com o programa.

Metas: O objetivo é fortalecer e apoiar as escolas no processo de alfabetização dos estudantes de todas as turmas do primeiro e segundo anos do ensino fundamental.

Resultados: O PMALFA foi implantado no final do primeiro trimestre e de forma efetiva nas escolas no início do segundo trimestre, portanto os resultados ainda estão sendo observados, mas o esperado ao finalizar o programa no fim do segundo ano do fundamental I é reverter o quadro de estagnação nos índices de leitura, escrita e matemática dos alunos da rede pública. Já neste momento, observa-se um avanço nesse objetivo através dos relatos dos professores e dos assistentes de alfabetização presentes nas escolas onde o programa se desenvolve. “Qualquer melhoria na educação começa a partir de boas políticas públicas, e esses profissionais fazem com que isso aconteça”, avalia uma das professoras que trabalha com o programa. A formação presencial direcionada aos professores e assistentes de alfabetização que atuam no programa, ressalta a mesma, conta pontos. “Após nossos encontros pedagógicos, eles dizem que voltam para a sala de aula revitalizados e que precisam de mais trocas de experiência e novos conhecimentos”, diz. “Ser professor não é uma profissão, é uma missão de fazer da sala de aula um espaço de transformação de vidas.” Todas as unidades de ensino que participam do PMALFA são contempladas com acompanhamento pedagógico e visitas técnicas. “Registramos o avanço dos alunos na leitura, escrita e cálculo, em função da presença do assistente em sala de aula”, conta a professora. “Eles tomam a leitura dos estudantes e elaboram atividades a partir das matrizes de referência, com a construção de jogos educativos e outras atividades que dão celeridade ao processo de letramento das crianças.”


PROERD - Programa Educacional de Resistência às Dr


Número: 3

Responsável: Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura

Descrição: O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) tem como base o DARE. (Drug Abuse Resistance Education), e foi criado pela Professora Rutty Hellen em conjunto com o Departamento de Polícia da cidade de Los Angeles, Estados Unidos, em 1983. Atualmente o Programa está presente nos 50 estados americanos, e em 58 países. No Brasil ele chegou em 1992 através da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, sendo que desde 2002 se encontra em todos os Estados brasileiros.

Metas: 1. Fornecimento de informações aos estudantes sobre álcool, tabaco e drogas afins; 2. Ensinar os estudantes, as formas de dizer não às drogas; 3. Ensinar os estudantes a tomar decisões e as consequências de seus comportamentos; 4. Trabalhar a autoestima das crianças, ensinando-as a resistir às pressões que as envolvem.

Resultados: O objetivo do Programa é prevenir a violência e o uso e abuso de drogas, através da orientação e conscientização dos efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam elas lícitas ou ilícitas. O intuito é encorajar as crianças, em idade escolar, a ampliar suas alternativas positivas para evitarem o uso de drogas e a prática da violência, o programa oferece também estratégias para desenvolvimento da competência social, noções de cidadania, habilidades de comunicação, autoestima, tomada de decisões, resolução de conflitos e objetivo de vida. São 10 lições, de 45 (quarenta e cinco) a 60 (sessenta) minutos, a serem ministradas, obrigatoriamente, pelo Policial Militar fardado, nas Escolas Municipais, do Ensino Fundamental, sendo cada aula aplicada 01 (uma) vez por semana, durante o trimestre letivo. Hoje no nosso município já são atendidas as seguintes escolas: E.M. Vitório Ribeiro Padre, E. M. Nilton Ferreira dos Santos, E. M. Davina Lins de Albuquerque, E. M. Antônio Carlos Magalhães e E. M. Baldoíno Silva Pimentel. O resultado esperado do PROERD é beneficiar o maior número de crianças da rede de ensino para que tenham conhecimentos e habilidades para resistirem ao uso de drogas e ao envolvimento com a violência. Ainda junto ao PROERD a SMEC tem como política em parceria com as polícias civil e Militar a Ronda Escolar e o Programa Escolas Protegidas.


Reunião com o CAE


Número: 1

Responsável: Gerência de Alimentação e Nutrição Escolar - Nutricionistas

Descrição: Reunião realizada pelas nutricionistas Jamilli Sousa e Lucélia Calixto, tendo como ouvinte a coordenadora da alimentação escolar Edineusa Áurea. Nesta reunião foram apresentados os cardápios da merenda escolar (Plano anual) do ano de 2024, e sendo também entregue o Relatório anual de 2023.

Metas: Aprovação do cardápio escolar do ano de 2024, e retirada de dúvidas sobre o relatório anual de 2023.

Indicadores: No decorrer da reunião foram retiradas as dúvidas, e também ocorreu a aprovação por unanimidade do cardápio escolar 2024.

Informações Adicionais: realizado no dia 02/02/2024



Órgão: Secretaria de Obras, Transportes e Serviços Públicos

Campanha Agosto Lilás na unidade de saúde de Lagoa


Número: 82

Responsável: CREAS e Saúde

Descrição: Contribuir para conscientizar a sociedade sobre o tema do enfrentamento à violência contra as mulheres, em suas diversas formas.

Resultados: A denúncia de violência contra a mulher pode ser feita em delegacias e órgãos especializados, onde a vítima procura amparo e proteção. O Ligue 180, central de atendimento à mulher, funciona 24 horas por dia, é gratuito e confidencial. O canal recebe as denúncias e esclarece dúvidas sobre os diferentes tipos de violência aos quais as mulheres estão sujeitas. Importante frisar, que mesmo se a vítima não registrar ocorrência, vizinhos, amigos, parentes ou desconhecidos também podem utilizar o Ligue 180 e denunciar uma agressão que tenham presenciado.

Informações Adicionais: “Agosto Lilás” é uma campanha de enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher, instituída por meio da Lei Estadual nº 4.969/2016, com objetivo de intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizar e conscientizar a sociedade sobre o necessário fim da violência contra a mulher, divulgar os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.


Instalação de Poço Artesiano


Número: 19

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia vinte e dois de abril de dois mil e vinte e quatro foi dado inicio a instalação de um poço artesiano no povoado da entrada do Maçaranduba, no Município de Planalto.

Metas: A instalação de um poço artesiano tem como objetivo captar água subterrânea para inúmeros fins, neste caso, tendo como objetivo principal o abastecimento de água potável para as residências, a irrigação de plantas, a criação de animais, trazendo assim benefícios para os habitantes da região citada.


Operação Tapa Buracos


Número: 19

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia treze de maio de dois mil e vinte e quatro foi realizada a operação tapa buracos na Rua José Pereira.

Metas: O objetivo é diminuir os danos sofridos nas vias públicas com o tráfego de veículos e acúmulo de água, deixando as ruas e avenidas em condições seguras para o trânsito de veículos e pedestres.


Manutenção da Iluminação Pública


Número: 18

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia sete de maio de dois mil e vinte e quatro foi realizada manutenção na iluminação pública dos bairros de Planaltino e Deli Soares, sendo feita a reposição de lâmpadas queimadas dos postes.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Operação Tapa Buracos


Número: 17

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Nos dias vinte e um e vinte e dois de março, foi realizada a operação tapa buraco na Avenida Sete de Setembro.

Metas: O objetivo é diminuir os danos sofridos nas vias públicas com o tráfego de veículos e acúmulo de água, deixando as ruas e avenidas em condições seguras para o trânsito de veículos e pedestres.


Manutenção das Estradas


Número: 16

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Nos dias vinte e um e vinte dois de março de dois mil e vinte e quatro, foi realizada com motoniveladora a manutenção da estrada principal que liga Planalto ao povoado do Inácio.

Metas: O objetivo desta ação é manter as estradas em boas condições de tráfego, facilitar o trabalho dos produtores rurais para que os produtos cheguem no mercado, viabilizar o transporte escolar, melhorando a mobilidade e facilitando a locomoção dos moradores locais e visitantes.


Manutenção da Iluminação Pública


Número: 15

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia dezoito de março de dois mil e vinte e quatro, foi realizada a manutenção da iluminação pública em quarenta e dois postes de braços longos com o auxílio do caminhão cesto aéreo condutor, nas avenidas John Kennedy, Sete de Setembro e Barão do Rio Branco, e nas ruas Eliézer de Andrade, Nolita Magalhães de Brito, Antônio Alves de Azevedo, Jonas Estevano, Marechal Deodoro da Fonseca, JJ Seabra e Edir Alves Moitinho.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Iluminação Pública


Número: 14

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia oito de novembro de dois mil e vinte e três, foi realizada a manutenção da iluminação pública em postes de braços longos com o auxílio do caminhão cesto aéreo condutor, nas avenidas John Kennedy, Sete de Setembro e Barão do Rio Branco, e nas ruas Eliézer de Andrade, Nolita Magalhães de Brito, Antônio Alves de Azevedo, Jonas Estevano, Marechal Deodoro da Fonseca, JJ Seabra e Edir Alves Moitinho.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Manutenção das Estradas


Número: 8

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Manutenção com motoniveladora (patrol) da estrada do Taquaral que liga Lucaia ao Ponto Novo e a BR-116.

Metas: O objetivo desta ação é manter as estradas em boas condições de tráfego, facilitar o trabalho dos produtores rurais para que os produtos cheguem ao mercado, viabilizar o transporte escolar, melhorando a mobilidade e facilitando a locomoção dos moradores locais e visitantes.


Operação Tapa Buraco


Número: 7

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Do dia sete de agosto ao dia onze de agosto de dois mil e vinte e três, foi realizada a operação tapa buraco nas ruas Rui Barbosa, Milton Alves Cardoso, Teodorico Pereira, Abílio Correia de Melo e nas Avenidas John Kennedy e Barão do Rio Branco, e Travessa Barão do Rio Branco.

Metas: O objetivo é diminuir os danos sofridos nas vias públicas com o tráfego de veículos e acúmulo de água, deixando as ruas e avenidas em condições seguras para o trânsito de veículos e pedestres.


Operação Tapa Buraco


Número: 6

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Do dia trinta e um de julho ao dia quatro de agosto de dois mil e vinte e três, foi realizada a operação tapa buraco nas ruas Castro Alves, Clemente Gomes Moreno, Alfredo Santi, Avenida 15 de Novembro e Travessa 15 de Novembro.

Metas: O objetivo é diminuir os danos sofridos nas vias públicas com o tráfego de veículos e acúmulo de água, deixando as ruas e avenidas em condições seguras para o trânsito de veículos e pedestres.


Manutenção das Estradas


Número: 5

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Nos dias vinte quatro, vinte e cinco e vinte e seis de julho, foi realizada a manutenção com motoniveladora (patrol) das estradas principais dos povoados do Coquinho, Jacó até o Mulungu e ramais da Comunidade do Cominho.

Metas: O objetivo desta ação é manter as estradas em boas condições de tráfego, facilitar o trabalho dos produtores rurais para que os produtos cheguem no mercado, viabilizar o transporte escolar, melhorando a mobilidade e facilitando a locomoção dos moradores locais e visitantes.


Iluminação Pública


Número: 4

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia dezenove de dezembro de dois mil e vinte e dois, foi realizada a manutenção da iluminação pública em quarenta e dois postes de braços longos com o auxílio do caminhão cesto aéreo condutor, nas avenidas John Kennedy, Sete de Setembro e Barão do Rio Branco, e nas ruas Eliézer de Andrade, Nolita Magalhães de Brito, Antônio Alves de Azevedo, Jonas Estevano, Marechal Deodoro da Fonseca, JJ Seabra e Edir Alves Moitinho.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Iluminação Pública


Número: 3

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia cinco de abril de dois mil e vinte e três, foi realizada a manutenção da iluminação pública em quarenta e dois postes de braços longos com o auxílio do caminhão cesto aéreo condutor, nas avenidas John Kennedy, Sete de Setembro e Barão do Rio Branco, e nas ruas Eliézer de Andrade, Nolita Magalhães de Brito, Antônio Alves de Azevedo, Jonas Estevano, Marechal Deodoro da Fonseca, JJ Seabra e Edir Alves Moitinho.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Iluminação Pública


Número: 2

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia dezoito de junho de dois mil e vinte e três, foi realizada a manutenção da iluminação pública em quarenta e dois postes de braços longos com o auxílio do caminhão cesto aéreo condutor, nas avenidas John Kennedy, Sete de Setembro e Barão do Rio Branco, e nas ruas Eliézer de Andrade, Nolita Magalhães de Brito, Antônio Alves de Azevedo, Jonas Estevano, Marechal Deodoro da Fonseca, JJ Seabra e Edir Alves Moitinho.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


1° REUNIÃO DA AB 2024


Número: 2

Responsável: Atenção Básica

Descrição: Reunião com os colaboradores da Atenção Básica (enfermeiras) e esteve presente o Coordenador de Recursos Humanos, Coordenador da Vigilância Epidemiológica, eMulti e Farmácia.

Metas: Capacitar, orientar e alinhar a programação anual das atividades e ações das equipes de saúde para o ano de 2024.

Informações Adicionais: Foi realizado dia 19 de Janeiro, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, as 8h30.


Iluminação Pública


Número: 1

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: No dia dezoito de julho de dois mil e vinte e três, foi realizada a manutenção da iluminação pública nos povoados do Ponto Novo, Veredinha e Lagoa de Terto.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.



Órgão: Secretaria de Saúde

Cerimônia de conclusão do programa Saúde com AGENT


Número: 34

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Prefeitura Municipal de Saúde

Descrição: Foi realizada a cerimônia de conclusão do programa Saúde com AGENTE e Comemoração ao Dia Nacional dos ACS e ACEs. Assim, foram entregues aos formandos o Certificado de Conclusão de Curso,, fardamento (Bolsa, Colete, Chapéu) e aparelho de pressão manual esfigmomanômetro e Estetoscópio. Como também, foi realizada a entrega dos uniformes e atualização do Tablet WM para todos os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias.

Metas: Fortalecer melhorias de trabalho e valorizaros profissionais Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, que desempenham um papel fundamental na promoção da saúde e prevenção de doenças em nossa comunidade.

Resultados: Formaram 32 profissionais entre Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias. Foram entregues o total de fardamento e equipamentos a 59 Agentes Comunitários de Saúde e 21 Agentes de Combate às Endemias.

Informações Adicionais: Foi realizado no Centro Educacional de Planalto - CEP, no dia 20 de outubro, de 9h00min às 13h00min.


Mutirão de multivacinação para crianças e adolesc


Número: 33

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Imunização

Descrição: Dia D de multivacinação a crianças e adolescentes de 0 a menores de 15 anos. Foi realizado avaliação do cartão de vacinação e atualização de doses caso necessário.

Metas: Alcançar o maior indice de atualização dos cartões de vacina de crianças e adolescentes até 15 anos; Proporcionar maior cobertura vacinação.

Resultados: Esta ação comtemplou 265 crianças e adolescentes.

Informações Adicionais: Foi realizado no Ginásio de Esportes, no dia 19 de outubro, de 8h00min às 16h00min. Foi uma realização em parceria a Secretaria Municipal de Educação e Transporte.


Atualização em vigilância epidemiológica da tuberc


Número: 32

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Vigilância epidemiológica

Descrição: Capacitação dos prossionais médicos, enfermeiros e assistêntes sociais sobre a vigilância epidemiológica da tuberculose e doenças imunopreveníveis (meningite e coqueluche), passando assim, as atualizações dos manuais atualizados para prevenção e manejo clínico e tratamento.

Metas: Atualizar os profissionais de saúde (atenção básica e média complexidade como Hospital Nilton Ferreira Santos) para lhe dar com a prevenção, manejo clínico e tratamento aos pacientes suspeitos e confirmados.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 05 de outubro no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, com carga horaria de 8 horas.


MUTIRÃO DE RASTREAMENTO DO CÂNCER DE MAMA


Número: 31

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: O rastreamento do câncer de mama no Sistema Único de Saúde faz parte do Programa de Detecção Precoce do Câncer de Mama que vai até o municipios para realização do exame de mamografia bilateral em mulheres com a faixa etária e periodicidade preconizadas pelas Diretrizes de Detecção Precoce do Câncer de Mama do Ministério da Saúde. As equipes das Unidades de Saúde da Família USF realizaram a identificação das mulheres na faixa etária elegível para o rastreamento por meio do cadastro da população adscrita e realizou a busca ativa, para assims erem encaminhadas a realização do exame, como também com seguimento oportuno e monitoramento em todas as etapas do processo caso vier a ser necessário.

Metas: Disponibilizar o exame de mamografia que é tão essencial as mulheres e possibilitando uma detecção precoce de problemas mamários. Diagnosticar o maior numero possivel de mulheres com suspeita de câncer de mama.

Indicadores: Obtivemos o total de 1571 mulheres atendidas.

Resultados: Das 1.571 mulheres que realizaram o exame de mamografia, 178 apresentaram BI-RADS 0, ou 4, ou 5, com isso, foram encaminhadas para a 2° fase para a realização do exame de ultrassonografia, realização da consulta com mastologista e realização da biópsia por punção.

Informações Adicionais: O mutirão de mamografia ocorreu em Planalto, entre os dias 16 a 28 de setembro, na praça Duque de Caxias, de 06h as 18h, com toda uma estrutura física (toldos, cadeiras, mesas, alambrado) como também, estrutura de mão de obra, e uma equipe de 9 profissionais da saúde diariamente.


SAÚDE NO III PASSEIO CICLISTICO


Número: 30

Responsável: Atenção Básica e CAPS

Descrição: Stande da Saúde no 3° Passeio Ciclitico, que proporcionou aferição da pressão arterial, glicemia, testes rápidos de HIV, Sifilis e Hepatites, como támbém palestra sobre Setembro Amarelo aos participantes do evento.

Metas: Proporcionar o acolhimento e conscientização da prevenção ao suicidio.

Informações Adicionais: Realizado no dia 10 de setembro no ginasio de Esportes.


PLANTÃO PSICOLÓGICO - Lembre-se, se precisar, peça


Número: 30

Responsável: Secretaria Municipal de Saúde, equipe Multidisciplinar e Caps

Descrição: Foi realizado atendimento ao público geral por demanda espontânea e não somente os pacientes usuários do CAPS e acompanhados nos ambulatórios das Unidades de Saúde da Família.

Metas: Fortalecer o cuidado e conscientização sobre o setembro amarelo, combate ao suicidio. Alcançar público em geral que não realizam acompanhamento psicológico.

Informações Adicionais: Foi realziado esta ação no dia 29 de Setembro, sexta-feira, das 08h às 15h30, no Centro de Atenção Psicossocial I.


CAPACITAÇÃO DE IMUNIZAÇÃO - 3 DIAS


Número: 29

Responsável: Vigilância Epidemiológica e Imunização

Descrição: Foi realizado 3 dias de capacitação com os enfermeiros e agentes comunitários de saúde sobre a abordagem em vacinação de rotina, elaboração de estratégias para campanhas de imunização e estratégia do Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais CRIE.

Metas: Proporcionar qualidade no atendimento ao público; Estratégias de busca ativa do público alvo; Melhorias no quantitativo de visitas domiciliares do ACS para próximo quadrimestre; Atualização de cartão de vacina para agente comunitário de saúde.

Informações Adicionais: Foi realizado nos dias 29, 30 e 31/09, de 8h00 às 16h00, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde. Tendo como facilitadoras a Coordenação da Vigilância epidemiológica Thayna Di Lauro Coordenadora do CRIE Poliane e Coordenadora de Imunização Jéssica Rodrigues.


TRATAMENTO ESCLEROSANTE NÃO ESTÉTICO DE VARIZES


Número: 28

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Setor marcação

Descrição: Foi dado inicio a prestação de serviços de consulta médica em atenção especializada e tratamento esclerosante não estético de varizes a nível ambulatorial aos usuários do sistema único de saúde – SUS,

Metas: Proporcionar tratamento a portadores de varizes calibrosas e ulceras varicosas (feeridas), utilizando uma técnica eficaz, pouco invasiva e que permite rápida recuperação.

Informações Adicionais: Foi dado inicio no dia 03 de agosto, primeiramente realizado abertura a qual os médicos responsaveis expos como é o processo de tratamento, logo foi realizado o coffee break e por fim, foram realizados 50 atendimentos na Policlínica (Centro de Saúde) em Planalto. A marcação para realização da triagem é no setor marcação de exames, logo será disponibilizado a data para realização. A triagem é realizada todas as segundas feiras. A consulta médica e procedimentos é realizado todas as terças feiras no turno vespertino. Para mais informações procurar o setor de marcação de exames na Secretaria Municipal de Saúde.


OFICINA DE INVESTIGAÇÃO DE ÓBITO


Número: 27

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Oficina educativa para realização de investigações de óbito fetal e infantil.

Metas: Visa a melhoria no sistema de informação e registro, além de fomentar ações que promovem a redução do óbito, bem como a diminuição dos danos ao feto e ao recém nascido, com impactos importantes na morbimortalidade infantil.

Indicadores: Vigilância do óbito: Mulheres em Idade Fértil (MIF), Materno, Infantil e Fetal e melhorias no preenchimento de Declarações de óbitos; Importância da câmara técnica; Siruação Municipio de Planalto; Preenchimento de Declarações de óbito; Óbito por causa mal definida Fluxo e parcerias (Segurança civil e militar) Sistema de Informação.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 16 de agosto de 2023 no auditório da secretaria Municipal de Saúde, pelas facilitadoras enfermeira Thayna Cruz Guimarães Di Lauro, Referência Técnica do GT de Informação em Saúde Suze Cleide Almeida Vieira e Coordenadora da Câmara Técnica de Vigilância Regional Luciana Souza Ferraz.


Atualização em Vigilância Epidemiológica e Imuniza


Número: 26

Responsável: Vigilância Epidemiológica e Imunização

Descrição: Atualização em Vigilância Epidemiológica e Imunização para profissionais de saúde da APS tratando sobre as demandas da vacinação.

Metas: Tratar sobre as campanhas de vacinaçãovigentes; Sistema de informação para registro de doses,; Apresentar esquemas de vacinação, novos protocolos, notificações e notas técnicas.

Indicadores: Em tempo, enfermeiros, técnicos em enfermagem e médicos tiveram a oportunidade de discutir casos, atualizar dados e trocar experiências, bem como fazer programação para os próximos encontros.

Informações Adicionais: No dia 25 de julho na Escola CEP e dia 27 de julho na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde.


SÃO JOÃO DO CAPS


Número: 25

Responsável: CAPS

Descrição: São João do CAPS foi mais do que uma festa, Através da música, das comidas típicas e das brincadeiras, cada pessoa presente se sentiu especial e acolhida.

Metas: Proporcionar um momento de inclusão, empatia e conexão. Comemorar uma data festiva nacional.

Informações Adicionais: Realizado no dia 15 de junho ed 2023 noCentro de Assistência Psicosocial.


INTEGRAÇÃO ENTRE ACS E ACE


Número: 24

Responsável: Endemias e Vigilância epidemiológica

Descrição: Realizado reunião com os agentes de endemias e agentes comunitários de saúde para tratar da necessidade de integração entre ACS e ACE no combate às arboviroses. Foi disponibilizado apresentação em PowerPoint sobre a integração para apoiar a equipe que dará continuidade às ações.

Metas: Fortalecimento da ATB com a coordenação da rede e coordenação do cuidado; Planejamento e discussão do fluxo assistencial entre Secretataria Municipal de Saúde (SMS), coordenação de ATB, Vigilância Epidemiológica (VIEP) e especializada para reorganização do processo de trabalho e estabelecimento de fluxos; Fortalecer o fluxo de referência e contrarreferência, diminuindo a demanda de consultas ambulatoriais no hospital.

Informações Adicionais: Realizado no dia 15 de julho de 2023 na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde.


IMPLANTAÇÃO DO COMITÊ DAS ARBOVIROSES


Número: 23

Responsável: Secretária Municipal de Saúde, Endemias, Vigilância epidemiológica

Descrição: Realizado primeira reunião de implantação do Comitê. O Comitê é de fundamental importância para realização de ações de forma intersetorial, na discussão e tomada de ações no que extrapolar o poder do setor saúde.

Metas: As reuniões devem ocorrer mensalmente no cenário epidemiológico atual, período não epidêmico; Formalizar o regimento interno do Comitê e portaria municipal instituindo seus representes; Reunimo-nos com a secretária de saúde buscando apoio para a intensificação das ações de combate às Arboviroses no município.

Indicadores: Representande dos diversos setores público e Técnicos do Nucleo Regional de Saúde Sudeste.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 14 de junho de 2023 na sala de reuniões da assistência social


DIA D DE VACINAÇÃO EM LUCAIA E TAQUARAL


Número: 22

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Dia D é a disponibilidade de vacinação em turno e dia em que a população possa ter melhor acesso.

Metas: Promover a imunização e atualização do cartão de vacinal ao maior público possível.

Indicadores: Vacinação do calendário nacional de vacinação; Vacinas Contra a Influenza (público em geral a partir de 06 meses); Vacinas Contra Covid-19 (monovalente) público geral a partir de 06 meses); Vacinas Contra Covid-19 (bivalente) público geral 18+);

Resultados: Realizado total de 575 doses.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 03 de junho, das 08h00min às 14h00min nas Unidades de Saúde da Família Lucaia e Taquaral. Realizado também vacinação domiciliar na área.


IMPLANTAÇÃO DO 3° TURNO NA SAÚDE


Número: 22

Responsável: Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica.

Descrição: O terceiro turno na área da saúde proporcionará atendimentos com horário estendidos de 17h00 às 22h00 nas USF da URBIS e a USF Lucaia.

Metas: O terceiro turno tem como objetivo atender casos das arboviroses, com todo o cuidado voltado para pacientes com suspeitas de dengue e outras viroses. A intenção também é atender pacientes com sintomas imediatos/agudos, como febre, dores, diarreia, vomito e/ou enjoos, com a equipe disponível para atender sem necessidade de agendamento prévio.

Informações Adicionais: Horário estendido iniciado no dia 09 de abril.


CAPACITAÇÃO EM MANEJO CLÍNICO DA DENGUE


Número: 21

Responsável: Atenção Básica, Vigilância Epidemiológica e Endemias.

Descrição: Realizado capacitação com os profissionais coordenadores, enfermeiros, médicos, odontólogos, ACE's, ACS, equipe eMulti, farmaceuticos, bioquimicos e recepcionistas para que assim todos possam ficar cientes das atualizações sobre manejo clinico da dengue em Planalto.

Metas: Propor estratégias para combate do agravo a Dengue e outros vírus.

Informações Adicionais: Foi realizado 2 dias de capacitação (9 e 10 de abril), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, de 8h00 às 16h00min.


CAPACITAÇÃO DE MANEJO CLÍNICO PARA ARBOVIROSES


Número: 21

Responsável: Secretaria Municipal de Saúde

Descrição: Capacitação sobre manejo clínico para Arboviroses, destinada aos médicos e enfermeiros e realizado pelos profissionais ACE e Educador em saúde Ivanildo Amorim, Enfermeira Katiana Macedo e a Médica Anna Caroline Moreira, no dia 01/06/2022, 8h30 na sala de reuniões da secretária de saúde.

Metas: Subsidiar os profissionais da saúde no diagnóstico e tratamento dos pacientes positivos para Dengue, Zica Vírus ou Chikungunya.

Resultados: Profissionais aptos e conscientes sobre a importância do combate a arboviroses, como do diagnóstico e tratamento..

Informações Adicionais: Arboviroses são as doenças causadas pelos arbovírus, que incluem os vírus da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. A classificação “arbovírus” engloba todos aqueles transmitidos por insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos). Os sintomas da Arbovirose variam muito, no entanto, algumas costumam ter sintomas semelhantes (BRASIL, 2014). As Arboviroses urbanas são doenças infecciosas transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti, conhecidas como Dengue, Zika Vírus, Febre Chikungunya e Febre Amarela, essa transmissão ocorre através da picada dos mosquitos, da fêmea infectada. São consideradas um dos principais problemas de saúde Pública no Brasil. Os sinais e sintomas nas manifestações clínicas destes agravos podem ter semelhanças entre si. São característicos de febres agudas, cefaleia, mialgia generalizada, náuseas, vômitos, diarreia, fadiga, como também, os sintomas hemorrágicos, neurológicos e articulares atribuídos também a este grupo de doenças.Embora mais raramente, há possibilidade de envolvimento ocular, que varia desde fotofobia e dor retro orbital. Outros sintomas como a exantema que é um fator característico e pode ser importante para diferenciar no momento da avaliação clínica. Essas características podem ajudar no diagnóstico diferencial em relação a outras doenças exantemáticas. A dengue é uma doença infecciosa causada por um vírus de genoma RNA, do gênero Flavivirus, família Flaviviridae, do qual são conhecidos quatro sorotipos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4). Pode se apresentar um amplo espectro clínico, variando decasos assintomáticos a graves. No curso da doença, a maioria dos pacientes apresenta evolução clínica benigna e se recupera. No entanto, uma parte pode evoluir para formas graves, inclusive óbitos. A Chikungunya é causada pelo vírus (CHIKV) arbovírus artritogênico, amplamente distribuído no Brasil, os primeiros casos autóctones da febre de Chikungunya foram notificados em agosto e setembro de 2014 em municípios dos estados do Amapá e Bahia. Seus sintomas característicos é a poliartralgia que possibilita diferenciar das demais arboviroses, sendo dores articulares intensas, muitas vezes acompanhadas de edema articular. O Zika Vírus (ZIKV) é um arbovírus, do gênero Flavivírus, família Flaviviridae, a sua circulação no Brasil foi confirmada laboratorialmente em abril de 2015, em amostras de pacientes do município de Camaçari, no Estado da Bahia. Seus meios de transmissão, além do vetorial, incluem pela transfusão de sangue e pelo transplante de órgãos, além da transmissão pela relação sexual desprotegida. A doença em fase aguda é mais frequentemente caracterizada por manifestações brandas e auto limitadas. O ZIKV é neurotrópico que pode levar a uma série de complicações do sistema nervoso, inclusive má formação congênita em fetos e recém-nascidos e síndrome de Guillain-Barré. Plano de Contingência das Arboviroses (2022-2025).


CAPS REALIZA ANIVERSÁRIO PARA USUARIOS


Número: 20

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado um momento de confraternização para os usuários das oficinas e grupos do CAPS.

Metas: Propor um momento festivo aos aniversariantes do mês.

Informações Adicionais: Realizado dia 30 de maio, às 14h00min no Centro Assistência Psicossocial (CAPS II).


CERIMÔNIA DE TRANSIÇÃO DOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE DE


Número: 20

Responsável: Prefeitura e Secretária Municipal de Saúde

Descrição: A Cerimônia de Transição da Secretaria Municipal de Saúde foi um momento marcante e significativo para a saúde de Planalto, onde a Srta. Saúde Ana Luísa Pereira Nascimento tomou posse do cargo de Secretária Municipal de Planalto, Bahia.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 2 de abril, às 15h00min, no auditório do Colégio Estadual CEP.


FEIRA DE SAÚDE NO ANIVERSÁRIO DA CIDADE


Número: 19

Responsável: Prefeitura Municipal, Scretária de Saúde

Descrição: Foram proporcionados atendimento ao público geral dê: aferição da pressão arterial, glicemia, avaliação corporal e laboral, testes rápidos das DST's, tipagem sanguínea, atualização do cartão vacinal, stand artesanato do Caps e Stand informativo das Arboviroses com os Agentes de Endemias.

Informações Adicionais: Esta ação foi realizada no dia 5 de abril, de 8h00 às 16h00, na praça Duque de Caxias.


CERIMÔNIA DE POSSE DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚ


Número: 19

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado cerimônia de Posse dos novos agentes comunitários de saúde aprovados no processo seletivo público.

Metas: Tornar apto o profissional ao cargo de agente comunitário de saúde ACS.

Indicadores: Propor a regularização e cobertura 100% do território, (19 áreas descobertas) do Município de Planalto; Propor o cadastramento das área de atuação do AS, o acolhimento, prevenção da saúde e orientação sobre as formas de acesso ao SUS.

Informações Adicionais: Ocorreu no dia 26 de maio de 2023, a partir das 9h00min no Local Serviço e Convivência e Fortalecimento de Vínculos.


CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL PARA AGENTE COMUNITÁRIO


Número: 18

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: O curso de Formação inicial para os aprovados no processo seletivo público visa cumprir o que esta descrito no Edital de Abertura n° 001/2022, de junho de 2022 e conforme previsto no 7° da LEI n° 13.595, de 5 de janeiro de 2018.

Metas: Disponibilizar temas para estudo/conhecimento importante para execução do processo de trabalho dos ACS: - Saúde Pública do Brasil; - Politica Nacional de Atenção Básica - PNAB; - Modelo de Financiamento para a APS - Previne Brasil; - Lei n° 11.350, de 05 de outubro de 2006 - Regulamenta as atividades dos ACS; - Etapas para Cadastro e Organização do E-sus Território; - Roteiro de visita domiciliar;

Indicadores: Proporcionar aos novos agentes comunitário de saúde o aproveitamento 100% do curso de formação até o momento da posse.

Informações Adicionais: Realizado nos dias 04,05, 08,09, 18 e 19 de maio na salsa de reuniões do Centro de Saúde, a partir de 8h00min.


TRIAGEM PARA CIRURGIA DE CATARATA E PTERÍGIO


Número: 18

Responsável: Secretaria Municipal de Saúde, Central de Marcação de Exames e Atenção Básica

Descrição: Foi realizado Mutirão de Triagem com objetivo de atender pacientes com idades de 55 anos ou mais. Para que assim, sejam encaminhados para 2° etapa que é a realização da cirurgia.

Metas: Atender o maior número de público possível acima de 55 anos; Proporcionar qualidade e melhorias a visão dos idosos;

Resultados: Foram realizadas 365 triagens, destas, 256 idosos irão realizar a cirurgia.

Informações Adicionais: Mutirão foi realizado na Central de Marcação de Exames, no dia 28 de março de 2024, das 06h00 às 14h00.


CIRURGIAS ORTOPÉDICAS NO MUNICIPIO DE PLANALTO


Número: 17

Responsável: Prefeitura Municipal de Saúde, Hospital Municipal de Saúde

Descrição: Além das cirurgias eletivas que já são realizadas, foi aderido a grade de procedimentos do Hospital Nilton Ferreira dos Santos, as cirurgias ortopédicas de mão cotovelo e ombro.

Metas: Proporcionar melhor acessibilidade aos pacientes que necessitam de cirurgias ortopédicas de mão cotovelo e ombro.

Indicadores: A realização das próximas cirurgias serão de acordo o quantitativo de pacientes que realizarem os exames solicitados no pré operatório.

Resultados: Foram realizados 10 procedimentos cirúrgicos.

Informações Adicionais: Realizado no dia 26 de março de 2024, no hospital Nilton Ferreira dos Santos.


DIA D DE VACINAÇÃO


Número: 17

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Foi realizado atualização das vacinas do calendário nacional de vacinação, vacinas contra influenza (público em geral a partir dos 6 meses), vacina contra covid-19 monovalente (público em geral a partir dos 6 meses) e Bivalente (público geral acima de 18 anos).

Metas: Imunizar o maior público possível.

Indicadores: Foi realizado vacinação nas Unidades de saúde da Família da Urbis, Ceac, Morada do Planalto, Conde e Centro de Saúde. Como tbm a domicílio (acamados).

Resultados: 1.100 doses realizadas.

Informações Adicionais: Ocorreu no dia 20 de maio de 2023, de 08h00min às 15h00min.


SAÚDE EM AÇÃO: Arboviroses nas escolas


Número: 16

Responsável: Endemias e Escola Nilton Ferreira dos Santos.

Descrição: Realizado Palestra com os Alunos, com objetivo de discutir e informar sobre as arboviroses.

Metas: Proporcionar a Conscientização e prevenção referente os focos das Arboviroses.

Informações Adicionais: Realizado dia 18 de março, turno matutino e vespertino na Escola Nilton Ferreira dos Santos.


DIA DAS MÃES NO CAPS


Número: 16

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Confraternização em homenagem ao Dia das Mães para as pacientes que fazem acompanhamento no setor CAPS I.

Metas: Propor um momento de acolhimento e socialização de pacientes mães atendidas no CAPS.

Informações Adicionais: Realizado 11/05/2023, às 14h00min, no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS I).


A SAÚDE NO CEP


Número: 15

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado Ação educativa através de rodas de conversas ministradas pelos profissionais Enfermeira e Coordenadora da VIEP, Psicóloga da Assistência Social e Coordenador da Secretária de Educação com os Alunos da Escola Estadual.

Metas: Promover educação e estimular o conhecimento dos adolescentes sobre Ist's, gravidez na adolescência, autocuidado e Higienização. Reduzir a incidência de gravidez na adolescências em planejamento familiar, doenças sexualmente transmissíveis e conscientização do cuidar de si.

Informações Adicionais: Realizado no dia 04/05/2023 das 08h00 às 12h00.


REUNIÃO INTERSETORIAL HOSPITAL NILTON FERREIRA DOS


Número: 15

Responsável: Hospital Nilton Ferreira dos Santos

Descrição: Realizado reunião para definição de estratégias com enfermeiros (a), médicos (a), técnicos de enfermagem e administração.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 19 de março de 2024, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde, as 9h00min.


MUTIRÃO DE LIMPEZA E CONSCIENTIZAÇÃO COMBATE AS AR


Número: 14

Responsável: Endemias, USF Lagoa do Terto

Descrição: Realizado pelos agentes de endemias e agentes comunitários de saúde, o mutirão na comunidade de Lagoa do Terto.

Metas: Combater os focos do mosquito Aedes Aegypti; Conscientizar a população sobre cuidados essenciais; Entrega de sacos de lixos para coleta de possíveis focos; Vistoria nos quintais e terrenos.

Informações Adicionais: Esta ação foi realizada na comunidade de Lagoa do Terto, no dia 21 de março.


SAÚDE EM AÇÃO NO CEP


Número: 14

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado Ação da Secretária de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, Equipe Multidisciplinar e Equipe da USF Morada do Planalto aos alunos da Escola Estadual.

Metas: Atingir o maior número possível de adolescentes através da conscientização e assim disponibilizando saúde para todos.

Indicadores: Ofertado vacinas, testes rápidos, distribuição de preservativos, avaliação antropométrica peso, altura e IMC, Avaliação Nutricional e Aferição da Pressão Arterial.

Informações Adicionais: 03/05/2023, de 08h00min às 16h00min na Escola CEP.


TURNÃO DA QUINTA - VACINAÇÃO


Número: 13

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado vacinação em horário estendido.

Metas: Promover acesso a população para atualização do cartão vacinal.

Indicadores: Esta ação esta programada para ser realizada uma vez ao mês, com objetivo de proporcionar o atendimento ao público que não pode ir na Unidade de Saúde da Família no horário de atendimento recorrente sua agenda de trabalho e ou outros compromissos. Esta sendo disponibilizado as vacinações de Covid-19 para primeira, segunda, terceira e quarta dose como também a bivalente.

Informações Adicionais: 23/02, 30/03 E 27/04 no centro de saúde, das 16h00min às 19h00min.


MUTIRÃO DE ATENDIMENTOS NA USF MORADA DO PLANALTO


Número: 12

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Mutirão de atendimento com a população da área de abrangência e Hiperdia.

Metas: Promover prevenção e conscientização, mobilização coletiva desenvolvida pela USF Morada do Planalto tendo como foco a Saúde dos hipertensos e diabéticos e público geral presentes.

Indicadores: Propor preenchimento da caderneta do Idoso, aferição da Glicemia, Aferição da pressão arterial, peso, Altura, avaliação com a enfermeira e clínico geral. Por fim, também foi realizado atividades interativas com Educador Físico.

Informações Adicionais: Realizado no 29/03/2023.


VACINAÇÃO NO CEP


Número: 12

Responsável: Imunização

Descrição: Realizado verificação dos cartões de vacinas dos alunos do Colégio Estadual de Planalto - CEP.

Metas: Proporcionar atualização vacinal dos alunos; Contribuir diretamente para o controle e eliminação de doenças provocadas por vírus ou bactérias; Fortalecer o sistema imunológico dos Adolescentes; informar sobre a importância da vacinação.

Resultados: Foram realizados avaliação em 158 cartões de vacinas, e destes, 55 adolescentes foram vacinados.

Informações Adicionais: Realizado dia 19 de março, nos períodos matutinos, vespertino e noturno, do Colégio CEP.


ENTREGA DE PROTETORES SOLARES PARA AS GESTANTES


Número: 11

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Os Agentes de Combate a Endemias estiveram presentes no povoado do Parafuso proporcionando ações educativas sobre o Cuidado e Prevenção da Arboviroses para as gestantes e entregaram repelentes.

Metas: Proporcionar a conscientização e a proteção de doenças vinculadas ao mosquito Aedes Aegypti.

Informações Adicionais: 28/03 Nas USF Conde e Urbis e 13/04 na USF do Parafuso.


FEIRA SAÚDE - 8 DE MARÇO DIA DA MULEHR


Número: 11

Responsável: Secretaria de Saúde, Atenção Básica, VigilÂncia Epidemiológica

Descrição: O stand com atividades educativas em saúde para o público de mulheres, e teve como proposta o atendimento e testes rápidos para DST's, aferição de pressão arterial e glicemia, vacinação e avaliação corporal.

Informações Adicionais: Realizado no dia 8 de março de 2024, de 8h00 às 13h00, na praça Duque de Caxias.


SAÚDE EM AÇÃO: Arboviroses nas escolas


Número: 10

Responsável: Endemias e Escola Davina Lins de Alburqueque

Descrição: Realizado Palestra com os Alunos, com objetivo de discutir e informar sobre as arboviroses.

Metas: Proporcionar a Conscientização e prevenção referente os focos das Arboviroses.

Informações Adicionais: Realizado dia 6 de março, turno matutino e vespertino na Escola Davina Lins de Alburqueque.


INICIO DA CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA


Número: 10

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado a vacinação contra a influenza nos professores das escolas e trabalhadores da saúde do hospital Nilton Ferreira Santos HNFS.

Metas: A Campanha de vacinação contra a influenza tem como meta prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, internações, óbitos, além de reduzir os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19.

Indicadores: Propôs proteção ao público alvo da primeira e segunda etapa: professores e trabalhadores de saúde.

Informações Adicionais: Realizado no dia 11/04/2023 nas escolas CEP, Escola Batista Aliança, Escola Mundo Infantil, Escola ACM e Hospital Nilton Ferreira Santos HNFS.


MUTIRÃO DE VACINAÇÃO NO GRUPO MELHOR IDADE


Número: 9

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Mutirão de vacinação Bivalente para os idosos do grupo Melhor Idade que é realizado em Planalto, Lucaia e Parafuso.

Metas: Propor a atualização do cartão de vacina; Vacinar maior numero possível de pessoas e com isso promover a proteção contra o Covid-19; Reforçar que essa ação visa contribuir para a segurança sanitária de todos, principalmente os idosos.

Indicadores: Possibilitou acessibilidade da imunização aos idosos.

Resultados: Realizado 31 aplicação da Vacina Bivalente no grupo do Espaço SCFV em Planalto.

Informações Adicionais: Realizado nos dias 28 e 30 de março.


CAPACITAÇÃO EM SALA DE VACINA E TREINAMENTO EM SER


Número: 9

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Imunização

Descrição: A capacitação de "Sala de Vacinação e Treinamento em Serviço" tem como objetivo desenvolver a aptidão dos profissionais de saúde (técnicos de enfermagem e enfermeiros), com foco nas boas práticas de vacinação, além de ajudar na organização do processo de trabalho dos vacinadores que vão atuar em campanhas de imunização no município.

Metas: Possibilitou a Integração das ações de imunização. Atualização sobre as doenças imunopreveníveis e suas vacinas; Atualização preenchimento dos Calendários de vacinação; Boas práticas em vacinação – procedimentos antes, administração e e pós vacinação; Atendimento e notificação de eventos adversos.

Informações Adicionais: Foi realizado na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde, no dia 28/02/2023 quarta feira, de 08h00 às 17h00.


CAPACITAÇÃO AOS RECEPCIONISTAS DOS SETORES PÚBLICO


Número: 8

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Atenção Básica

Descrição: Realizado capacitação com os profissionais das recepções dos setores públicos da saúde.

Metas: Qualificar os profissionais e assim, melhorar o atendimento ao publico, com foco no fortalecimento de vínculo entre a população e as Unidades de Saúde da Família, Hospital, Clínica de Fisioterapia, entre outros setores.

Resultados: Temas abordados: O acolhimento no Serviço Público O papel do recepcionista nos setores Públicos de Saúde, de acordo as leis e diretrizes do SUS.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 27/02/2024 (terça feira), na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde, às 8h00min.


2° FASE ENTREGAS E MOLDAGENS DE PRÓTESES DENTÁRIAS


Número: 8

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: A Prefeitura Municipal juntamente com a Secretária de Saúde realizou a entrega e moldagens de próteses dentárias para os pacientes atendidos.

Metas: Otimizar e reduzir a fila de espera para este serviço na rede municipal e promover melhorias de saúde bucal aos usuários do sistema único de Saúde SUS.

Indicadores: Todo público alvo assistido.

Informações Adicionais: Realizado dia 10/03/2023, na USF da Urbis.


SAÚDE EM AÇÃO: Palestra sobre Combate das Arboviro


Número: 7

Responsável: Agente de combate a Endemias e USF do Taquaral

Descrição: Realizado um momento de suma importância na USF de Taquaral em Lucaia, Bahia, onde foram discutidas as arboviroses e seus cuidados com a Aedes Egypt.

Informações Adicionais: Realizado dia 27 de fevereiro, na USF de Taquaral.


DIA DA ÁGUA E PREVENÇÃO DAS ARBOVIROSES


Número: 7

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado pelo Educador em saúde da Endemias um momento de bate papo/palestra que levou como tema os cuidados necessários para prevenir a reprodução do mosquito Aedes aegypti, assim evitando a incidência de Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

Metas: Conscientizar sobre prevenção das Arboviroses.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 23/03/2023 no colégio Lomanto Junior.


OFICINA COM OS AGENTES COMUNITARIOS DE SAÚDE


Número: 6

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Foi realizado capacitação para atualização do sistema dos Tablets que é ferramenta de trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS).

Metas: Otimizar a rotina de trabalho dos ACS possibilitando melhorias no planejamento das ações de saúde ao população-alvo.

Indicadores: Esclarecido sobre sistema e-SUS território, possibilitando melhorias para os cadastros domiciliares, família e cidadão.

Informações Adicionais: Ação realizada no dia 23 de março, das 8h00min às 12h000min na Sala de Reuniões do Centro de Saúde.


REUNIÃO ALINHAMENTO ESTRATÉGIAS DE COMBATE ÀS ARBO


Número: 6

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Reunião para alinhamento das estratégias de combate as arboviroses com os representantes das Secretarias de Saúde, Infraestrutura, e coordenadores da atenção básica, Vigilância Epidemiológica e Endemias.

Informações Adicionais: Realizado no dia 27 de fevereiro, no gabinete do Secretário de Saúde.


AUMENTO QUANTITATIVO DE ATENDIMENTO DO TRATAMENTO


Número: 5

Responsável: Secretaria de Saúde

Descrição: Em agosto de 2023 foi dado inicio a prestação de serviços de consulta médica em atenção especializada e tratamento esclerosante não estético de varizes a nível ambulatorial aos usuários do sistema único de saúde – SUS, tendo como quantidade 50 atendimentos. Em Janeiro de 2024 foram credenciados o quantitativo de 100 atendimentos.

Metas: Proporcionar o melhor tratamento e acompanhamento aos portadores de varizes calibrosas e ulceras varicosas (feridas), utilizando uma técnica eficaz, pouco invasiva e que permite rápida recuperação.

Resultados: Até o presente momento foram realizadas: Agosto: 50 atendimentos; Setembro: 50 atendimentos; Outubro: 50 atendimentos; Novembro: 50 atendimentos; Dezembro: 50 atendimentos; Janeiro: 100 atendimentos; Fevereiro: 100 atendimentos.

Informações Adicionais: O atendimento do tratamento de Varizes é realizado no Centro de Saúde Prof. Francisco Peixoto, todas as terças feiras.


OFICINA DO PREVINE BRASIL COM OS SERVIDORES DA AB


Número: 5

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Oficina do Previne Brasil com os profissionais das equipes das Unidades de Saúde da Família.

Metas: Ampliar o conhecimento dos profissionais e propor melhorias nos indicadores de desempenho na saúde do município.

Indicadores: Discussões acerca do tema.

Informações Adicionais: No dia 22 de março, de 08h00min às 12h00min e 13h00min as 16h00min no Centro de Saúde.


AMPLIAÇÃO VAGAS TRATAMENTO DE ESCLEROTERAPIA NÃO E


Número: 5

Responsável: Secretaria Municipal de Saúde

Descrição: Ocorreu a ampliação de atendimento especializado para o Tratamento Escleroterapia Não Estética com espuma a varizes nível ambulatorial aos usuários do sistema único de saúde – SUS de Planalto.

Metas: - Aumento de 50 para 100 vagas por semana;

Resultados: Até o mês de janeiro


1° CONFERÊNCIA DOS CARTÕES DE VACINA DOS ALUNOS DE


Número: 4

Responsável: Imunização

Descrição: Foi realizado a primeira conferência de cartões de vacinação nas escolas municipais de planalto, Ba.

Metas: A caderneta de vacinação tem como finalidade acompanhar a saúde, o crescimento e o desenvolvimento das crianças e adolescentes. Avaliar as possíveis pendências, para que assim possamos atualiza-las para prevenção e cuidados.

Resultados: Foram realizadas o total de vacinas dê: Bivalente: 49 Acwy: 08 HPV: 06 DT: 25 Pfizer ped: 07 Varicela: 01 Meningo C: 05 Hepatite B: 06

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 07 de fevereiro, de 08h00 às 12h00, e 13h30 às 15h30 nas escolas: Colégio ACM, Colégio Raul Lopes, Colégio Rômulo Galvão, Colêgio Machado de Assis, Colégio Vitório Ribeiro Padre (lucaia) e Colégio José Coleho (Geribá).


17ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE ETAPA MUNICIPAL


Número: 4

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Etapa Municipal da 17ª Conferência Nacional de Saúde, com tema “Garantir Direitos e Defender o SUS, a Vida e a Democracia – Amanhã vai ser outro dia”.

Metas: Promover uma reflexão a cerca dos desafios enfrentados na saúde e elaborar as propostas referente as políticas de saúde em cada nível de governo (nacional, estadual e municipal).

Indicadores: Propôs momento de palestra, fórum de debates e avaliação em relação a situação da saúde.

Resultados: Elaborado diretrizes/propostas e eleição dos representantes de cada seguimento (usuário, gestão e trabalhador de saúde) para irem para a 11° Conferência Nacional de Saúde.

Informações Adicionais: Ocorreu no dia 24 de março de 2023, das 07h00min às 17h00min no Espaço Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).


DIA 8 DE MARÇO - DIA INTERNACIONAL DA MULHER


Número: 3

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Evento em prol do dia 8 de março, para o público de Mulheres e foi realizado pela Secretária Municipal de Saúde em parceria com a Secretária de Assistência Social.

Metas: Propor assistência a saúde da mulher.

Indicadores: O evento disponibilizou Atendimento Clínico, Ultrassonografia da Mama e Axila, Coleta Preventivos, Aferição da Pressão Arterial, Vacinação e Palestras. Os atendimentos da equipe multidisciplinar foi realizado pela Fisioterapeuta, Nutricionista e a Psicóloga. Foi proposto palestras (bate papos) sobre a Fisioterapia e Alimentação Saudável na Prevenção e Combate ao Câncer e Direito da Mulher com Câncer.

Resultados: Esclarecimento e Conscientização da mulher sobre câncer do colo do útero e de mama para o auto cuidado e importância do diagnóstico precoce, pois é comprovado cientificamente que as chances de cura do câncer quando diagnosticada precocemente são maiores.

Informações Adicionais: Realizado dia 8 de Março, das 13h00min às 18h00min no Centro de Saúde Francisco Peixoto de Magalhães Neto.


MUTIRÃO DE ULTRASSONOGRAFIA EM LUCAIA


Número: 3

Responsável: Secretária de Saúde, Atençao Básica

Descrição: Realizado a 2° etapa do mutirão de Ultrassonografia que ocorreu em Lucaia, Planalto.

Metas: Proporcionar melhor qualidade de atendimento, com resultados mais precisos e o mais breve possível.

Resultados: Foram realizados o total de 100 exames de ultrassonografias.

Informações Adicionais: Ação realizada dia 26 de janeiro, na USF de Taquaral, distrito de Lucaia.


INICIO DO CURSO SAÚDE COM AGENTE


Número: 2

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Realizado acolhimento dos alunos (ACS E ACE'S) ao Programa Saúde com Agente e apresentação dos respectivos preceptores das duas turmas matriculadas.

Metas: Prover a formação técnica aos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e aos Agentes de Combate às Endemias (ACEs), para contribuírem para a melhoria da saúde da população. Também possibilitar o fortalecimento da a Atenção Primária à Saúde (APS) em seus atributos essenciais, como acesso, longitudinalidade, coordenação do cuidado e integralidade, e em seus atributos derivados, como orientação familiar e comunitária e competência cultural e Fortalecer a Vigilância em Saúde e aperfeiçoar as ações de combate às endemias visando à promoção da saúde assim conforme a PORTARIA MS Nº 3.241, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2020.

Indicadores: O Programa conta com atividades de tutoria e preceptoria para orientação e acompanhamento do processo de aprendizagem.

Resultados: Propor qualificação na realização das visitas domiciliares realizadas pelos ACSs E ACEs.

Informações Adicionais: Foi realizado no dia 13/01/2023 às 8h00min na sala de reuniões do Centro de Saúde.


INAUGURAÇÃO DA ACADEMIA DA SAÚDE NO DISTRITO DE LU


Número: 1

Responsável: Secretária Municipal de Saúde e Atenção Primaria a Saúde

Descrição: O Programa Academia da Saúde (PAS), é uma estratégia de promoção da saúde e produção do cuidado, que integra a da rede de Atenção Primária à Saúde. GTendo como objetivos fortalecerem as ações de promoção da saúde em articulação com outros programas e ações de saúde como a Estratégia Saúde da Família, a Equipe Multidisciplinar (eMulti) e a Vigilância em Saúde.

Metas: Proporcionar práticas corporais e Atividades físicas; Proporcionar práticas integrativas e complementares a população, como por exemplo, o cuidado e de modos de vida saudáveis, alimentação saudável, artísticas e culturais. Mobilização da população para prevenção e cuidado à Saúde.

Informações Adicionais: Foi realizado a Inauguração na sexta feira (12) de janeiro, às 18h00min no Espaço Academia da Saúde de Lucaia.


REESTRUTURAÇÃO DA REDE DE FRIO E FORTALECIMENTO DA


Número: 1

Responsável: Secretária Municipal de Saúde

Descrição: Reunião com os enfermeiros da Atenção Básica para apresentar a nova restruturação da Rede de Frio e Fortalecimento da Assistência a Salas de Vacinas de acordo a PORTARIA SMSP/PMP Nº 01 de 25 de janeiro de 2023.

Metas: As decisões tomadas visam a melhoria da qualidade dos indicadores de saúde, possibilitando atingir as metas dos indicadores de saúde que tratam dos repasses financeiros das ações do previne brasil e programa de qualificação das ações de vigilância em saúde (PQA-VS).

Indicadores: Encerradas as aplicações de vacinas na sala de imunização do Centro de Saúde Francisco Peixoto de Magalhães Neto, direcionando o público a realizar as vacinações nas Unidades de Saúde da Família da sua área de residência (bairro).

Resultados: Possibilitará melhorias na assistência e nos indicadores de vacinação por Unidades de Saúde da Família.

Informações Adicionais: Realizado no dia 20/01/2023 ás 9h00min, na sala de reuniões do Centro de Saúde.



Órgão: Prefeitura Municipal de Planalto

Iluminação Pública


Número: 13

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Foi realizada a manutenção da iluminação pública com reposição de luminárias no povoado do Jacó.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Iluminação Pública


Número: 12

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Foi realizada a manutenção da iluminação pública no Bairro Maracujina.

Metas: A manutenção da Iluminação Pública tem como objetivo trazer melhorias para a população, como por exemplo, ampliar a sensação de segurança dos habitantes, valorizar o ambiente e os patrimônios públicos, reduzir acidentes de trânsito, dentre diversos outros benefícios.


Construção Passagem Molhada


Número: 11

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Foi concluída a construção da passagem molhada do Alto da Cajazeiras.

Metas: A passagem molhada é uma obra que visa resolver o problema de escoamento de água nas estradas, principalmente durante o período de chuvas, evitando que a pavimentação seja danificada, o que prejudica o tráfego de veículos.


Construção do Muro em Cemitério


Número: 10

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Foi realizada a construção do muro do cemitério Municipal de Queimadas.

Metas: Esta obra tem como objetivo melhorar a preservação do espaço, garantindo a proteção do local.


Manutenção das Estradas


Número: 9

Responsável: João Freitas Botelho

Descrição: Foi realizada com motoniveladora a manutenção das estradas principais dos povoados do Sentido, Santa Lúzia, Jataí, Cachoeira, Capim Duro, Riacho do Rancho, Santana e os ramais do Povoado da Barriguda.

Metas: O objetivo desta ação é manter as estradas em boas condições de tráfego, facilitar o trabalho dos produtores rurais para que os produtos cheguem no mercado, viabilizar o transporte escolar, melhorando a mobilidade e facilitando a locomoção dos moradores locais e visitantes.



Órgão: Secretaria de Administração e Planejamento

Palestra sobre Dia do Soldado


Número: 11

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: na ultima sexta feira dia 25/08/2023, a GCM de Planalto esteve presente em algumas escolas do município palestrando sobre a importância do dia dos soldados.

Metas: estreitar a relação da GCM com as crianças e o ambiente escolar


Participação no encontro dos comandantes da Bahia


Número: 10

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: No dia 10 de julho houve em Salvador um encontro entre os comandantes das Guardas Civis Municipais da Bahia, no evento foram discutidas diversas pautas relevantes a categoria e o comandante Wesney Oliveira juntamente com o subcomandante Jilvano Nolasco estiveram no evento representando a nossa GCM de Planalto

Metas: buscar melhorias para a categoria como um todo

Indicadores: a necessidade de uma maior integração e colaboração entre as GCMs de nosso estado


São Pedro 2023


Número: 9

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Nos dias 31/06, 01/07, 07/07 e 08/07 foram realizados os festejos de São Pedro nas localidades do Inácio ( 31 e 01) e Geribá (07 e 08) e em ambos os eventos a GCM esteve presente garantindo a segurança nos festejos.

Metas: Garantir a segurança dos festejos para que os cidadãos pudessem curtir tranquilamente


São João 2023


Número: 8

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Durante os festejos juninos que ocorreram entre os dias 21 a 24, na "vila do Periperi" (decorações e estandes para a venda de alimentos típicos do período, montados na praça Duque de Caxias) e nas festas ocorridas na sede e localidades do município, a Guarda Civil Municipal esteve presente garantindo a segurança dos festejos durante todo o período.

Metas: Garantir a segurança dos festejos para que os cidadãos pudessem curtir tranquilamente


Participação no encontro das GCMs do sudoeste Baia


Número: 7

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Nesta sexta-feira, dia 19 de Maio de 2023, a GCM de Planalto esteve em Vitoria da Conquista para participar de uma reunião entre Guardas Civis Municipais do sudoeste baiano. A GCM de Vitoria da Conquista organizou uma reunião de categoria onde estiveram presentes comandantes de diversas Guardas do Sudoeste Baiano, na ocasião foram tratadas pautas importantes para a categoria como regulamentações para firmação de projetos e convênios, necessidade de aumentar o dialogo entre essas GCMs coirmãs afim de auxiliar umas as outras para o fortalecimento da categoria como um todo, a inclusão das Guardas no capult do artigo 144 da constituição federal, a proposta de criação de uma associação das guardas do sudoeste baiano e temas relacionados a legalidades na arrecadação de fundos federais para a elaboração e execução de projetos relacionados a segurança publica nos municípios.

Metas: Estreitar relações entre as GCMs do sudoeste afim de compartilhar conhecimentos e firmar parcerias entre essas GCMs.


Apoio ao DETRAN


Número: 6

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Na manhã da ultima sexta-feira, dia 05/05/2023, a GCM de Planalto auxiliou na execução da prova do DETRAN. A Auto-Escola São Mateus vem, juntamente ao DETRAN, realizando os exames para habilitação de motoristas aqui em nossa cidade, porem para a realização do exame é pratica comum isolar algumas ruas durante o período de execução da prova, infelizmente algumas pessoas não compreendem e tentam "furar" os bloqueios da rua, atrapalhando assim o andamento da prova, para evitar esses transtornos a nossa GCM se fez presente durante todo o período da prova garantindo assim uma boa realização dos exames.

Metas: Auxiliar na segurança e dos locais onde são realizadas os exames para habilitação de motoristas no município.


Capacitação dos porteiros


Número: 5

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Na noite desta terça feira, dia 25/04/23, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC) em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) ministraram uma instrução aos agentes de portaria escolar de nosso município. A SMEC solicitou a GCM que ministrasse uma instrução de aprimoramento aos agentes de portaria escolar do município, na ocasião se fizeram presentes representando a SMEC Karla Melo (assessora do secretario de educação), Jorge Cleiton (coordenador pedagógico) e Danilo Sobral (secretário de educação) bem como representando a GCM Wesney Oliveira (comandante da GCM) e Gabriel Azevedo (diretor técnico da GCM) e foram abordados os temas "porteiros: atribuições, direitos, deveres e conduta profissional" e "segurança escolar".

Metas: Capacitar os porteiros das escolas de nosso município.

Indicadores: A insegurança gerada por alguns atentados a escola ocorridos em outros estados e a propagação do medo através das redes sociais.


Palestra sobre segurança publica


Número: 4

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: GCM de Planalto esteve presente em uma palestra ministrada à pais e alunos da Escola Batista Aliança. Devido a preocupação com o medo alastrado pelos últimos acontecimentos violentos nas escolas, ocorreu na Primeira Igreja Batista uma palestra voltada aos temas "bullying não é brincadeira" ministrada pelo CB/PM Igor Gonçalves (instrutor do PROERD) e "medidas de segurança no ambiente escolar" ministrada pelo GCM Gabriel Azevedo (Diretor Técnico da GCMP).

Metas: Acalmar os pais e alunos ao mesmo tempo que lhes instruem sobre sua parcela como agentes de segurança preventiva.

Indicadores: A insegurança gerada por alguns atentados a escola ocorridos em outros estados e a propagação do medo através das redes sociais.


Intensificação das rondas escolares


Número: 3

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Devido ao clima de medo espalhado nas redes sociais e a constante preocupação com nossas crianças o prefeito Cloves Andrade, o secretário de educação Danilo sobral, o comandante da GCM de Planalto Wesney Oliveira e o Sargento da PM Barros reuniram-se para definir medidas afim de trazer mais segurança a nossas crianças, professores e funcionários escolares. Em sua atribuição a GCM vem intensificando as rondas escolares e se compromete a se fazer cada vez mais presente no âmbito escolar, através de constante vigilância em todos os turnos e de projetos em parceria com a Secretaria Municipal de Educação.

Metas: Aumentar a segurança no ambiente escolar

Indicadores: A insegurança gerada por alguns atentados a escola ocorridos em outros estados e a propagação do medo através das redes sociais


Capacitação para diligencias relacionadas a maus t


Número: 2

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: No dia 21 de março, a Comissão de Defesa e Proteção Animal realizou mais uma Capacitação para Diligências em casos de maus tratos contra animais, no Auditório da OAB - Subseção de Vitória da Conquista. O evento foi realizado para Agentes da Guarda Municipal de Planalto e Barra do Choça, além dos protetores que participaram como ouvintes, com o objetivo de habilitar os participantes a identificarem a prática de crime de maus tratos em animais. Durante o evento, foi estabelecido um protocolo de atuação em conformidade com a legislação vigente, para que, diante da necessidade de resgate, os agentes possam realizar a ação de forma adequada e eficaz, causando o mínimo de desconforto e estresse tanto para os animais quanto para os agentes envolvidos.

Metas: Capacitar alguns dos agente da GCM para lidar com esse tipo de ocorrência

Resultados: 8 agentes da GCM foram capacitados para lidar com esse tipo de ocorrências


Reunião de Capacitação dos Setores de compras e li


Número: 1

Responsável: Secretaria de Administração e Planejamento

Descrição: Realização de reunião com o setor de compras e licitação

Metas: Apresentar o fluxo de compras e o processo de licitação para os coordenadores das Secretarias.

Indicadores: Através de uma apresentação foi possível entender todo o processo que é feito para as compras do município e como são realizados os processos de Dispensa e de licitação.

Resultados: Houve um retorno positivo dos participantes da reunião, onde também tiraram dúvidas e adquiriram mais conhecimentos.

Informações Adicionais: reunião no dia 12 de maio de 2023 ( sexta-feira)


Balanço das ações em 2022


Número: 1

Responsável: Guarda Civil Municipal

Descrição: Balanço das ações registradas pela GCM no ano de 2022.

Metas: O balanço anual tem por meta demostrar aos munícipes o trabalho da GCM e recolher dados estatísticos necessários em estudos sobre segurança no município.

Indicadores: Com os dados adquiridos no balanço anual a GCM pode direcionar suas patrulhas e rondas de forma mais eficiente e entender que tipos de ações preventivas precisam ser tomadas para a diminuir a criminalidade e violência no município.

Informações Adicionais: balanço feito em 15 de janeiro de 2023